🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-03-10T17:51:16-03:00
Lucia Camargo Nunes
MANUTENÇÃO PERIÓDICA

Não é só o preço! Veja tudo o que você precisa saber sobre revisões (antes de comprar um carro novo)

Manter em dia as manutenções periódicas é obrigatório para quem quiser permanecer com a garantia de fábrica de um zero quilômetro

12 de março de 2022
7:15 - atualizado às 17:51
Carro para revisão em concessionária da GM (General Motors)
Imagem: Divulgação/GM

Comprar um carro é apenas a primeira etapa de uma relação de médio ou longo prazo com uma marca. Isso ganha mais importância ainda quando se compra um carro zero quilômetro, uma vez que o consumidor precisa lidar com o chamado pós-venda e seguir uma série de regras para ter direito à garantia de fábrica.

Estão incluídas neste pacote as revisões, obrigatórias para quem quiser ter a cobertura da fabricante na ocorrência de algum problema com o carro. Na maioria dos casos, a manutenção é feita na rede de concessionários e precisa obedecer a prazos ou quilometragem rodada.

Apesar de estar na garantia, essas revisões são cobradas à parte. Para não pegar o consumidor desprevenido, quando muitos deles pagam por altas parcelas de financiamentos e podem ter dificuldade em arcar com mais despesas da manutenção periódica, algumas marcas fazem pacotes fechados de revisão ou até incluem parte delas ao custo do carro.

Fato é: antes de decidir pela compra de um carro, informe-se sobre os custos das revisões. Esses valores geralmente estão disponíveis nos websites das montadoras, com todos os detalhes da quilometragem ou tempo de intervalo e o que aquele serviço inclui.

Tempo de garantia

Na pesquisa sobre preços de revisões desta reportagem, consideramos a manutenção “obrigatória”, ou seja, aquela feita durante o período de garantia. Enquanto a maioria das marcas oferece 3 anos de garantia para seus veículos, outras prolongam para 5 anos, o que torna, em princípio, o pacote de revisões mais caro.

Após o período de garantia, fica a critério do consumidor realizar as revisões nas concessionárias daquela marca ou em rede independente.

A manutenção preventiva pós-garantia, seja lá onde for feita, é um indicativo de cuidado do proprietário com o veículo e é um forte argumento de sua valorização no caso de revenda. O que vale é ter o carro com a manutenção em dia, sendo ela feita na rede autorizada ou em oficinas independentes, se possível documentada.

Leia o contrato

Outra informação importante: sabe aquelas linhas do contrato que nem você nem ninguém lê? Pois é. Ali mostra que mesmo numa revisão gratuita, caso de alguns modelos Volkswagen, e revisão paga, há itens previstos para a troca conforme a quilometragem ou tempo de uso do carro. E essas peças e mão de obra podem ter um custo, conforme o carro, elevado.

Para não tomar susto, é recomendável ler com calma esse contrato e a previsão de custos das revisões e manutenções obrigatórias (pagas à parte, além da revisão) conforme o uso, tudo isso para não perder a garantia de fábrica.

Vale destacar que algumas montadoras oferecem pacotes promocionais de revisões para lançamentos e carros já no mercado como apelo de venda. Os pacotes de revisões a preço fechado também são vantajosos. Então cada caso é um caso.

O que entra na conta do carro

Assim como o plano de revisões não é padrão, ou seja, cada montadora determina seus prazos e o que está incluído nesse serviço pago, o mesmo ocorre com a garantia.

Itens como motor, câmbio e suspensão costumam ter cobertura pelo período vigente. Mas itens de desgaste natural – pneus, pastilhas de freios e amortecedor, entre outros – têm um plano de troca pré-estabelecido. Na hora da revisão, o proprietário deverá trocar e pagar o preço da autorizada. Até mesmos fluidos e filtros entram nessa conta.

O período da revisão precisa ser levado à risca: se passar de 1.000 km da quilometragem pré-estabelecida ou 30 dias de seu prazo, o dono do carro pode perder a garantia de fábrica.

A garantia é válida para o carro, e não para o proprietário. Se decidir vendê-lo antes que a garantia expire, o novo dono terá a cobertura prevista.

Revisões: o que inclui

No Manual do Proprietário do veículo estão indicados os intervalos para as visitas às oficinas das concessionárias. Alguns carros mais modernos “avisam” o motorista por meio do computador de bordo ou aplicativo.

Conforme o veículo haverá um prazo, mas a maioria prevê checagens a cada 10 mil, 12 mil ou até 20 mil km. Geralmente há a troca de óleo e filtro e uma longa check list de itens que são inspecionados.

Caso o dono tenha alguma queixa (de algum barulho ou falha), não deve esperar e correr o risco de ser algo mais grave: é imprescindível visitar a oficina antes mesmo do período de revisão chegar.

Alguns proprietários até questionam as trocas (pagas à parte), como as de fluido de freio a cada 20 mil km, por exemplo, e líquido de arrefecimento do radiador a cada 10 mil km, entre outras. Se você for a um mecânico independente ele até dirá que não é necessário, mas se seu carro estiver na garantia de fábrica, mesmo estando em ótimas condições, aquele item será trocado.

Os preços das revisões variam conforme o carro e a marca. Modelos de entrada partem de R$ 300 por vistoria a R$ 500 (as três primeiras) – fora trocas de peças e mão de obra. Carros mais modernos (exceto de marcas premium) vão de R$ 500 a R$ 1.400.

Ideal é não olhar apenas o preço das revisões, mas também o custo de uma chamada “cesta básica” de peças, que inclui aqueles itens de desgaste e de troca periódica na concessionária. Muitas das reclamações em órgãos de defesa do consumidor se referem a sustos que proprietários tiveram por desconhecerem os valores de peças ou serviços.

Confira alguns dos carros que têm as revisões mais em conta no mercado:

Modelo
zero-km
Garantia1ª revisão2ª revisão3ª revisão Total 
Renault Kwid3 anosR$ 428,13R$ 428,38R$ 428,38 R$ 1.284,89
Hyundai HB20 1.0 aspirado5 anos*R$ 284,40R$ 575,45R$ 579,18 R$ 1.439,03
Renault Sandero/Logan3 anosR$ 456,13R$ 510,38R$ 510,38 R$ 1.476,89
Fiat Argo 1.03 anosR$ 432R$ 604R$ 444 R$ 1.480
Caoa Chery
Tiggo 3x
5 anos**R$ 501,27R$ 648,65R$ 501,27 R$ 1.651,19
Chevrolet Onix  Plus 1.0 Turbo3 anosR$ 400R$ 724R$ 608 R$ 1.732
Chevrolet Onix 1.0 aspirado3 anosR$ 436R$ 756R$ 644 R$ 1.836
Fiat Mobi3 anosR$ 436R$ 568R$ 892 R$ 1.896
VW Saveiro 1.6 CS Trendline3 anosR$ 615,62R$ 700,82R$ 615,62 R$ 1.932,06
VW Gol 1.03 anosR$ 623,63R$ 698,50R$ 613,39 R$ 1.935,52
Jeep Renegade 1.8 Flex3 anosR$ 335R$ 822R$ 875 R$ 2.032
Preços consultados em 18/2/2022 nos sites oficiais das montadoras e estão sujeitos a alterações sem prévio aviso
* Hyundai HB20 1.0 aspirado com 5 anos de garantia: 4ª revisão: R$ 747,25 e 5ª revisão: R$ 546,42 // Total: R$ 2.732,70
** Caoa Chery Tiggo 3x com 5 anos de garantia: 4ª revisão: R$ 1.349,06 e 5ª revisão: R$ 589,93 // Total: R$ 3.589,91

O que algumas marcas de carros oferecem

Além dos pacotes a preços promocionais das revisões, algumas montadoras oferecem revisões gratuitas.

Parte da linha Volkswagen conta com a promoção Revisão de Série. Versões específicas de Jetta, Virtus, T-Cross, Nivus, Polo e Taos, todos com três anos de garantia de fábrica, participam desse programa, que não cobra pelas três primeiras revisões – mas não inclui alguns itens de desgaste, como filtro de ar, filtro de pólen e fluido de freios conforme a quilometragem ou tempo do carro.

Um cliente insatisfeito, por exemplo, expôs em um site de defesa do consumidor que levou seu SUV VW para a segunda revisão gratuita e, sem ser comunicado, recebeu a cobrança de R$ 650 pela troca de filtros e fluidos. A montadora não respondeu por esse canal, mas em sua página oficial há de forma clara um detalhamento dos itens de substituição necessária conforme quilometragem ou tempo de uso, mesmo que a aquela revisão seja gratuita.

Já no caso do HB20 1.0 e seus 5 anos de garantia, a Hyundai oferece lavagem do veículo inclusa em todas as revisões, como cortesia. A mão de obra é gratuita na 1ª revisão se for efetuada dentro dos 12 meses ou 10.000 km (o que ocorrer primeiro). A partir disso, haverá a cobrança do pacote de peças e valor da mão de obra à parte.

A Caoa Chery, por sua vez, cobra preço fixo pelas revisões, o que inclui a mão de obra e peças necessárias. Mas não estão contemplados no preço fixo os serviços de alinhamento e balanceamento, recomendáveis em todas as revisões. Os valores desses serviços devem ser informados previamente pela concessionária.

A Renault promove o plano Revisão Preço Fechado, programa de serviços no qual o cliente sabe quanto vai gastar antes de encaminhar seu veículo à revisão, pois alguns serviços de manutenção executados têm seus preços tabelados.

10 dicas para não se decepcionar com o pós-venda

  1. As revisões nas concessionárias são obrigatórias porque estão diretamente ligadas ao prazo de garantia. Os intervalos obedecem a prazos ou quilometragem pré-estabelecidos;
  2. As revisões são cobradas à parte. Além disso, há cobrança pela troca de itens de desgaste;
  3. Boa parte das montadoras divulga em suas páginas na internet o custo das revisões. Elas devem deixar claro o que incluem e o que é cobrado à parte;
  4. Pesquise o custo do pacote de peças de desgaste e outros itens que requerem troca periódica;
  5. Quanto maior o tempo de garantia maior o custo com revisões no total, na rede autorizada. A diferença é que donos de carros com garantias menores podem escolher onde revisar – concessionárias ou oficinas independentes;
  6. Mesmo carros que deixam de ter a garantia de fábrica, devem sempre passar por revisões periódicas, seja na rede de autorizadas ou fora dela;
  7. Antes de comprar um carro, leia sobre seus serviços e fique ciente dos custos que terá pelo menos até o fim da garantia. Estude as ofertas de pacotes fechados de revisões, que podem valer muito a pena;
  8. Saiba o que a montadora prevê sobre garantia, o que inclui e exclui;
  9. A garantia é do carro, portanto, é válida mesmo em caso de troca de proprietário (desde que as revisões estejam em dia);
  10. Caso verifique alguma anomalia (falha, barulho etc.), agende uma visita à oficina e não espere pela próxima revisão.
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

FRUTOS DO CASAMENTO

Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3) apresentam relação de troca final de ações; veja quanto os acionistas receberão

Mais cedo, a Superintendência-Geral do Cade aprovou, sem restrições, a venda de parte da frota da Unidas para o Grupo Brookfield, dono da locadora Ouro Verde

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) faz malabarismo para enfrentar volatilidade e seguir acima de US$ 20 mil; confira cotações

O cenário macroeconômico pesou no universo cripto e se juntou à falta de liquidez, exercendo importante fonte de pressão

AGRO EM ALTA

Governo oferecerá mais de R$ 340 bilhões para produtores rurais no novo Plano Safra; valores entram em vigor em julho

O programa do governo federal prevê o direcionamento de recursos públicos para financiar e apoiar a agropecuária nacional

O SOL HÁ DE BRILHAR MAIS UMA VEZ

Cemig (CMIG4) amplia presença em energia solar em negócio milionário; confira os detalhes do negócio

A transação envolve três usinas fotovoltaicas e reforça a estratégia da companhia de crescimento sustentável no mercado de geração distribuída

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa abaixo dos 100 mil novamente, presidente da Caixa pede demissão e o salvador do mundo cripto; confira os destaques do dia

As últimas semanas parecem ter inaugurado um novo modus operandi no mercado financeiro: não há boa notícia ao amanhecer que perdure até o anoitecer.  Alta de commodities, alívio no cenário fiscal, retomada econômica chinesa. Pode escolher a sua arma, nada parece forte o suficiente para enfrentar o temor de uma recessão global e de um […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies