O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-10T13:10:44-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
CRIPTO CORRIDA

Em evento no metaverso, Samsung anuncia que novo celular com carteira para armazenar criptomoedas ‘e outros ativos digitais’

Com o anúncio, a empresa entra no páreo das gigantes de tecnologia para dominar o universo digital das criptomoedas

10 de fevereiro de 2022
13:10
Samsung Pay terá suporte para carteira (wallet) de criptomoedas
Confira os planos da Samsung para as criptomoedas. Imagem: Shutterstock

Na corrida pela inovação no mercado de celulares, a Apple lançou um sistema de pagamento por aproximação com o Apple Pay. Mas a concorrente sul-coreana Samsung deu um passo além e anunciou que o novo lançamento da empresa também servirá como carteira (wallet) de criptomoedas

O anúncio foi feito no evento “Unpacked 2022”, no lançamento da nova linha de celulares Samsung. De acordo com a empresa, a família Galaxy S22 Ultra terá suporte para a Samsung Wallet, a carteira de criptomoedas da companhia. 

Dessa forma, o usuário “terá acesso aos principais produtos do mercado de ativos digitais, não apenas de criptomoedas”, afirmou a Samsung em comunicado, mas sem dar maiores detalhes. 

Wallet da Samsung é segura?

Para garantir a segurança do sistema, a Samsung conta com o auxílio da Knox Vault, empresa de criptografia em blockchain. Com isso, informações sensíveis do usuário, como chaves de segurança, documentos e informações pessoais, permanecem isoladas do sistema operacional principal do celular.

Isso significa que um possível ataque ao sistema operacional (como o Android ou o IOS) ou a entrada de um software malicioso não seriam capazes de hackear a carteira

Na briga pelo metaverso

Com os novos celulares e a própria wallet, a Samsung entra no páreo das gigantes de tecnologia para competir pelo universo digital. O anúncio foi feito, inclusive, em um ambiente do The Sandbox (SAND), uma das principais plataformas para a criação do metaverso

Mas a maçã também não ficou para trás nessa história. Atualmente, a Apple conta com o Apple Pay, que permite às pessoas negociarem criptomoedas em locais específicos pelo iMessage. A companhia também possui o aplicativo Apple Wallet e serviços da Apple Pay associados para pagamentos móveis.

Por fim, mas não menos importante, outra gigante da tecnologia também está de olho nos ativos digitais. O Google contratou o ex-executivo do PayPal, Arnold Goldberg, para reforçar o time de pagamentos em criptomoedas. Hoje, o maior expoente do setor é o Google Pay.

Em números

Entre as maiores fabricantes de celulares do mundo, apenas a Xiaomi não tem um projeto claro de pagamentos em criptomoedas até o momento, apesar dos anúncios em 2018 sobre o desenvolvimento de uma plataforma blockchain

Segundo dados do Market Monitor Service, a Apple corresponde a cerca de 22% do mercado global de smartphones, seguida pela Samsumg (18%) e, por fim, a Xiaomi (12%). 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

'PERGUNTA PRO SACHSIDA'

Bolsonaro se pronuncia sobre ‘fritura’ e possível substituição do presidente da Petrobras (PETR4)

Bolsonaro voltou a dizer que “ninguém vai tabelar preço de combustível”, mas afirmou que a “finalidade social” da Petrobras não está sendo cumprida

BAIXOU A PREVISÃO

Magazine Luiza (MGLU3) rebaixado: JP Morgan corta previsão para ações antes do balanço de amanhã, mas projeção ainda é de alta de quase 50%; entenda motivos

O cenário de alta dos juros deve pressionar o varejo, mas o JP Morgan entende que a empresa está bem posicionada no setor

ESFRIOU

Ano deve ter queda de fusões e aquisições, mas 2022 conta com negócios de grante porte até o momento; relembre algumas delas

Entre os fatores que causaram essa freada, estão a guerra entre Rússia e Ucrânia e a expectativa de desaceleração na China, após lockdowns para conterdos casos de covid

SEU DIA EM CRIPTO

Terra (LUNA) não acompanha recuperação do bitcoin (BTC) neste domingo; criptomoedas tentam começar semana com pé direito

Mesmo com a retomada de hoje, as criptomoedas acumulam perdas de mais de dois dígitos nos últimos sete dias

A COISA VAI ESQUENTAR

Novo capítulo da guerra? Vizinhos da Rússia, Finlândia e Suécia devem se juntar à Otan e tensão na região aumenta

Vladimir Putin, presidente russo, já havia dito que a entrada dos países na Organização exigiria retaliações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies