🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-02-17T19:14:05-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
CRIPTO-CABO DE GUERRA

Bitcoin (BTC) pode sair perdendo em briga que envolve a Casa Branca: ‘Lei Biden’ pode trazer mais investimento para a criptomoeda, mas enfrenta resistência

Para a secretária do Tesouro, Janet Yellen, a publicação da Lei é dispensável, tendo em vista que outros órgãos reguladores já emitiram estudos sobre criptomoedas

17 de fevereiro de 2022
13:51 - atualizado às 19:14
Joe Biden e Janet Yellen quem levará a melhor na regulação de criptomoedas
Entenda as propostas da Casa Branca, do Federal Reserve e da SEC, a CVM americana, sobre as leis envolvendo as criptomoedas. Imagem: Montagem Lucas Lima / Greg Nash / Reuters / Jim Watson / AFP via Getty Image

No final de janeiro, o presidente americano Joe Biden anunciou que publicaria uma série de medidas para regulamentar o mercado de criptomoedas no início de fevereiro. O mercado esperou e nada da publicação, que chegou a gerar cautela entre os investidores e pressionou o preço do bitcoin (BTC) naquele período. 

A proposta de Biden esbarrou em outra pessoa que também está de olho em ativos digitais. Janet Yellen, secretária do Tesouro dos EUA, é a peça que impede o jogo de xadrez do presidente americano de avançar. 

Biden contra Yellen

O texto inicial da Casa Branca estava praticamente pronto quando Yellen entrou em desacordo com os analistas de Biden no início do ano. A proposta visa a definir uma estratégia mais ampla para encarar os ativos digitais. 

Mas a secretária do Tesouro considerou a ordem executiva de Biden “desnecessária”, de acordo com fontes ouvidas pela Bloomberg.

Isso porque Yellen alega que o Federal Reserve, a SEC — a CVM americana — e o próprio Tesouro já têm trabalhado em suas próprias propostas de regulação de criptomoedas.

Proteção aos investidores em criptomoedas

Os órgãos reguladores americanos são unânimes: há uma preocupação geral com a proteção dos investidores e a alta volatilidade das criptomoedas

E isso é uma faca de dois gumes: de um lado, os debates envolvendo a regulação precisam avançar para proteger os investidores, e isso precisa de tempo; do outro, cada vez mais pessoas entram no universo dos ativos digitais a cada dia, correndo mais riscos sem o respaldo da Lei. 

Lei de criptomoedas? Nem tanto

Por outro lado, o discurso de Yellen não leva em conta que o Federal Reserve está muito focado em stablecoins, devido ao fato de que algumas delas têm paridade com o dólar. Além disso, a SEC ainda não autorizou o tão esperado fundo de índice (ETF, em inglês) de preço à vista (spot) de bitcoin

Uma lei mais abrangente para cobrir todo escopo de ativos digitais seria mais adequada para fomentar o mercado americano. Somado a isso, há uma preocupação geral do mercado com uma eventual taxação pesada das criptomoedas em relação à lei Biden

Afinal, regular o mercado é bom?

Essa pergunta é o xeque-mate de qualquer questão envolvendo a situação regulatória. 

Se, por um lado, os entusiastas são avessos a qualquer tipo de regulação de criptomoedas, por outro, analistas concordam que leis que respaldam o mercado podem aumentar o número de investidores e fazer o universo cripto crescer ainda mais. 

Mas há um porém. Qualquer tipo de regulamentação e taxação deve ir no sentido de incentivar o mercado e não limitar a inovação. É o que acontece, por exemplo, com a mineração de criptomoedas nos Estados Unidos. 

E a coisa não deve andar…

As tensões crescentes entre Rússia e Ucrânia têm demandado atenção da Casa Branca, o que deve atrasar a publicação de uma legislação específica ainda mais. 

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

É CEDO OU TARDE DEMAIS…

UBS vê potencial de valorização menor para Hapvida — será que é hora de dar adeus à HAPV3?

5 de julho de 2022

O banco cortou o preço-alvo das ações, de R$ 15,40 para R$ 9,00, o que representa um potencial de valorização de 49% em relação ao fechamento de segunda-feira (05)

O MEDO SE ESPALHA

Por que o petróleo tomba mais de 10% e arrasta as ações da Petrobras (PETR4) e PRIO (PRIO3) hoje

5 de julho de 2022

A projeção pessimista vem em um momento em que as cotações estão sob pressão. Desde o início do ano, quando as tensões entre Rússia e Ucrânia se intensificaram, o preço do barril saltou mais de 40%

SEM ACORDO

Greve do BC termina na data marcada; paralisação durou 95 dias

5 de julho de 2022

Os servidores do Banco Central cruzaram os braços em abril e reivindicavam reajuste salarial e reestruturação da carreira — demandas que não foram atendidas a tempo

ELEIÇÕES 2022

Pode isso, Arnaldo? Lula critica orçamento secreto enquanto oposição discute divisão das verbas em 2023

5 de julho de 2022

O orçamento secreto envolve a distribuição, sem transparência, de recursos federais a redutos eleitorais de deputados e senadores. O governo usa os pagamentos para comprar apoio político no Congresso.

DE NOVO?

A crise não acabou na Loft: startup faz nova demissão em massa e corte atinge cerca de 380 funcionários

5 de julho de 2022

Segundo a empresa, o novo corte acontece em razão da “reorganização” dos negócios. Em abril, a Loft demitiu cerca de 159 funcionários

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies