2022-02-06T19:22:26-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Minério nas alturas

A Vale (VALE3) já subiu 10% em 2022. Para o Itaú BBA, há espaço para mais — e dividendos extraordinários estão no radar

A alta no minério, combinada ao baixo endividamento da Vale (VALE3), tende a fortalecer as ações e abre espaço para novos dividendos

3 de fevereiro de 2022
12:30 - atualizado às 19:22
Vale (VALE3) - Imagem: Divulgação

A Vale (VALE3) tem um papel fundamental no inesperado rali da bolsa brasileira: acumulando ganhos de 10% desde o começo do ano, as ações da mineradora estão entre os destaques positivos do Ibovespa em 2022. Mas, mesmo com os ganhos acumulados de lá para cá, o Itaú BBA acredita que os papéis ainda estão desvalorizados — e com perspectiva de pagamento de novos dividendos extraordinários.

Em relatório divulgado mais cedo, o banco elevou o preço-alvo para VALE3, de R$ 90 para R$ 100, mantendo a recomendação de compra — a cotação implica num potencial de valorização de 16% em relação ao fechamento de ontem (2), a R$ 86,16. Nesta quinta (3), as ações operam em leve alta de 0,66%, a R$ 86,42.

O otimismo do banco em relação à Vale é baseado em três fatores: a dinâmica de alta nas cotações do minério de ferro, o baixo nível de endividamento da companhia e a perspectiva de avanço nos resultados operacionais da mineradora, considerando a elevação nos preços da commodity.

"Observamos que a companhia está mais confiante nas perspectivas para os preços do minério de ferro em 2022, após medidas do governo chinês para estabilizar a economia, principalmente para a construção civil, um setor relevante no consumo de aço", escreve o analista Daniel Sasson, citando um encontro recente com a diretoria financeira da Vale.

Além do aumento na demanda chinesa por minério de ferro, há ainda um cenário de oferta restrita da commodity, especialmente no mercado de alta qualidade — justamente a especialidade da Vale. Esses dois fatores, combinados, têm potencial para levar as cotações do produto a patamares ainda mais altos.

E, de fato, o comportamento do mercado à vista de minério de ferro mostra que há uma pressão altista sobre a commodity. A tonelada do produto no porto chinês de Qingdao está sendo negociada na faixa de US$ 145, cifra 21% maior que a vista no fim do ano passado.

É verdade que o minério ainda está distante do nível visto no primeiro semestre do ano passado, quando chegou a valer mais de US$ 200 a tonelada. Ainda assim, a cotação atual já é bastante favorável à Vale — e a tendência de valorização adicional só melhora as perspectivas para a companhia brasileira.

A empresa reiterou ainda sua estratégia de longa data de não colocar oferta adicional de minério que não acredita que possa ser absorvida pelo mercado, mesmo que isso signifique não atingir sua meta de produção de 400 milhões de toneladas durante os próximos anos.

Itaú BBA, em relatório

Vale: finanças em dia, dividendos no radar

No lado financeiro, o Itaú BBA destaca a posição confortável da Vale (VALE3): ao fim do terceiro trimestre de 2021, a empresa tinha uma posição de caixa de mais de US$ 11 bilhões e um endividamento líquido de US$ 2,2 bilhões. Como resultado, a alavancagem medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda nos últimos 12 meses era de apenas 0,4 vez.

Essa métrica tende a recuar ainda mais, uma vez que o preço mais elevado do minério de ferro gera um impacto positivo sobre o Ebitda. E essa condição confortável de endividamento abre espaço para novos pagamentos de dividendos extraordinários.

Em setembro do ano passado, a Vale anunciou a distribuição de mais de R$ 40 bilhões em dividendos aos acionistas — cifra que correspondia a mais de R$ 8,00 por ação VALE3.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

VALE3: otimismo do mercado

O Itaú BBA não é o único banco que está otimista com as ações da Vale (VALE3): de acordo com dados do TradeMap, os papéis da empresa contam com 11 recomendações, sendo sete de compra e quatro neutras. O preço-alvo médio é de R$ 107,69, o que implica num potencial de alta de 25% em relação aos níveis atuais.

Em termos de valuation, as ações VALE3 são negociadas atualmente com um múltiplo EV/Ebitda de 3,3 vezes, abaixo da média de três anos para o papel, de 7,7 vezes. O múltiplo é inferior ao de outras grandes mineradoras do mundo, como Rio Tinto (3,5x), BHP (5,3x), Glencore (10,6x) e Anglo American (3,6x).

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa abaixo dos 100 mil novamente, presidente da Caixa pede demissão e o salvador do mundo cripto; confira os destaques do dia

As últimas semanas parecem ter inaugurado um novo modus operandi no mercado financeiro: não há boa notícia ao amanhecer que perdure até o anoitecer.  Alta de commodities, alívio no cenário fiscal, retomada econômica chinesa. Pode escolher a sua arma, nada parece forte o suficiente para enfrentar o temor de uma recessão global e de um […]

Nova aquisição

Ambipar (AMBP3) volta às compras e adquire a Bioenv, que desenvolve projetos de monitoramento do meio ambiente

Como a compra foi feita por meio da controlada Ambipar Response ES S.A., não precisará ser aprovada pelos acionistas da empresa mãe

FECHAMENTO DO DIA

Temor de recessão segue forte e Ibovespa volta a perder os 100 mil pontos; dólar cai com PEC melhor que o esperado

O Ibovespa chegou a amanhecer no azul, mas os temores que rondam o mercado falaram mais alto

CONTROLE DE DANOS

Pedro Guimarães entrega carta de demissão a Jair Bolsonaro e rebate acusações de assédio; veja quem o sucederá na presidência da Caixa

Guimarães deixa o cargo em meio a uma investigação do Ministério Público Federal por múltiplas denúncias de assédio sexual

ELEIÇÕES 2022

Bolsonaro foi bloqueado? Entenda porque o governo criou perfis temporários nas redes sociais

Mudança passa a valer a partir do próximo dia de 2 julho e deve durar até o final das eleições marcadas para o mês de outubro