O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-03-24T22:09:36-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Dólar vai ao menor nível em dois anos com mais um dia de forte entrada de dinheiro gringo na B3; Ibovespa ignora cautela em NY

Os negócios parecem ter engrenado em uma nova rotina, com o Ibovespa na contramão de Wall Street e o dólar em queda livre

23 de março de 2022
18:32 - atualizado às 22:09
Dólar em queda
Imagem: Shutterstock

A guerra na Ucrânia logo completará um mês, e as notícias que chegam do leste europeu agora parecem se tratar de mera rotina, disputando espaço com a pressão inflacionária e o futuro da economia global. 

As negociações para um cessar-fogo não andam, o governo russo não mostra sinais de que as sanções econômicas são suficientes para parar a investida militar, e mais dirigentes do Federal Reserve voltam a defender uma alta mais agressiva na taxa de juros. 

Rotineiramente, as bolsas americanas reagem mal a esses fatores e, por isso, amargaram mais um dia de perdas significativas nesta quarta-feira (23). Já o Ibovespa nada com facilidade no sentido contrário. 

A alta de 5% do petróleo voltou a escancarar para o mundo como as petrolíferas brasileiras podem ser uma joia na carteira dos investidores e, por isso, a bolsa brasileira encerrou o dia em alta de 0,16%, aos 117.457 pontos. A instabilidade dos primeiros minutos do pregão não persistiu ao longo do dia. 

Mas quem segue sendo o verdadeiro destaque é o dólar, que engatou o sexto pregão seguido de queda e já é negociado a R$ 4,8442, após um recuo de 1,44% – sustentado principalmente pelo forte fluxo estrangeiro em direção às companhias produtoras de commodities.  Esse é o menor nível para a moeda americana frente ao real desde março de 2020. 

No mercado de juros, os investidores seguem projetando o encerramento do ciclo de alta da Selic já na próxima reunião. Confira:

CÓDIGONOMEULT FEC 
DI1F23DI jan/2312,98%12,95%
DI1F25DI Jan/2512,09%12,07%
DI1F26DI Jan/2611,88%11,86%
DI1F27DI Jan/2711,85%11,85%

Sem sinal de trégua

As negociações entre Rússia e Ucrânia parecem não caminhar em direção a um cessar-fogo. A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) voltou a dizer que caso o exército russo faça uso de armas químicas, haverá consequências ainda maiores. 

Enquanto isso, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky mais uma vez fez um apelo para que mais países ampliem suas sanções contra o governo russo, na intenção de tentar mais uma vez dissuadir a investida militar de Moscou. 

Os Estados Unidos devem anunciar novas sanções à Rússia na próxima quinta-feira. O mercado também analisa com apreensão a possibilidade de que países da Europa restrinjam a importação do petróleo russo. 

Pressão extra

Não foi apenas a incerteza em torno do conflito no leste europeu que pressionou a cotação do petróleo acima da casa dos US$ 120 por barril. O gasoduto Caspian, localizado no Cazaquistão, sofreu avarias após uma tempestade e interrompeu o fluxo de petróleo, aumentando a pressão sobre a oferta da commodity. 

Segundo especialistas, a interrupção pode levar a uma redução de 1 milhão de barris de petróleo. No exterior, o cenário amplia o termo inflacionário. Com isso, as bolsas americanas encerraram a sessão em forte queda. 

  • Nasdaq: -1,32%
  • S&P 500: -1,23%
  • Dow Jones: -1,29%

Sobe e desce do Ibovespa

Com o forte fluxo estrangeiro e o ajuste para baixo visto na curva de juros, o setor de varejo e consumo foi um dos principais destaques do dia. O mercado vê espaço para que o Copom encerre o ciclo de alta da Selic já na próxima reunião. Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEVALORVAR
SOMA3Grupo SomaR$ 14,097,15%
LREN3Lojas Renner ONR$ 26,155,54%
GETT11Getnet unitsR$ 3,695,43%
CVCB3CVC ONR$ 14,564,52%
MRVE3MRV ONR$ 11,843,41%

A forte queda do câmbio dos últimos dias e o retorno ao patamar de 2020 pesa sobre as empresas exportadoras, que tradicionalmente se beneficiam de um cenário de dólar mais alto. Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEVALORVAR
BRFS3BRF ONR$ 16,55-3,95%
FLRY3Fleury ONR$ 15,57-3,95%
BEEF3Minerva ONR$ 11,24-3,44%
CPLE6Copel PNR$ 7,57-3,44%
SUZB3Suzano ONR$ 59,85-2,32%

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies