🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Petrobras (PETR4) tomba após plano estratégico e leva junto o Ibovespa; dólar cai abaixo dos R$ 5,20

Jasmine Olga
Jasmine Olga
1 de dezembro de 2022
19:31 - atualizado às 21:04
dividendos petrobras petr4
Imagem: Adobe Stock/Shutterstock/Montagem Giovanna Figueredo

Estamos oficialmente no último mês do ano. O clima natalino se confunde com a energia caótica da Copa do Mundo, mas o mercado financeiro sabe bem o que quer ver sob a árvore de Natal antes de o Ano Novo chegar — mas boa parte desses presentes depende da disposição do presidente eleito em distribuir. 

Até agora, nada dos nomes da equipe econômica do próximo governo e nem sinais de uma data concreta para a divulgação de quem será o novo ministro da Fazenda. Também não há muitos sinais de que a equipe da transição irá ceder em muitos pontos da PEC que busca abrir espaço no orçamento para gastos sociais — e nem de qual será a nova âncora fiscal. 

Se em algum momento de dezembro esses presentes adornarem a árvore de Natal da B3, talvez o mercado caminhe para um fim de ano mais tranquilo. Mas essa não é a realidade no momento. 

Hoje, pesaram sobre os investidores os números piores do que o esperado do Produto Interno Bruto Brasileiro (PIB) e a percepção de que o plano estratégico apresentado pela Petrobras (PETR4) na noite de ontem deve passar por muitas alterações. 

Ignorando o clima mais ameno no exterior, o Ibovespa recuou 1,39%, aos 110.925 pontos. O dólar à vista encerrou o dia em queda de 0,09%, a R$ 5,1971.

Desaquecimento surpresa

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 0,4% entre julho e setembro, depois de uma expansão bem mais forte, de 1,2%, nos três meses anteriores, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O desempenho foi aquém do avanço de 0,6% que o mercado esperava. 

A tendência é de que o processo de desaceleração continue. Segundo o Itaú, o enfraquecimento do PIB no terceiro trimestre é reflexo da redução da renda disponível e do efeito defasado da política monetária contracionista no segundo trimestre. 

Apesar da decepção, o número não pesou sobre o mercado de juros. Nos DIs, falaram mais alto as preocupações com a PEC da Transição. 

CÓDIGONOMEULT FEC 
DI1F23DI Jan/2313,67%13,68%
DI1F24DI Jan/2413,98%13,91%
DI1F25DI Jan/2513,12%13,04%
DI1F26DI Jan/2612,86%12,77%
DI1F27DI Jan/2712,73%12,66%

Boletim Nova York

O dia foi de bateria de divulgação de números nos Estados Unidos, mas os investidores estão mesmo é no aguardo do resultado do payroll, relatório do mercado de trabalho americano. 

O rali visto ontem nas bolsas americanas, após o presidente do Fed, Jerome Powell, ter flertado com uma redução do ritmo de aperto monetário já na próxima reunião, não teve uma continuidade hoje. 

Os investidores preferiram adotar um tom mais cauteloso, principalmente após mais dirigentes do Banco Central americano terem se pronunciado e exibido opiniões diversas sobre o ritmo da elevação dos juros. Com isso, as bolsas encerraram a sessão com sinais mistos:

  • Nasdaq: +0,13%
  • S&P 500: -0,08%
  • Dow Jones: -0,56%

Sobe e desce do Ibovespa

Confira as maiores altas da sessão:

CÓDIGONOMEULTVAR
BBSE3BB Seguridade ONR$ 32,052,33%
EMBR3Embraer ONR$ 13,862,29%
PRIO3PetroRio ONR$ 36,701,80%
EGIE3Engie ONR$ 40,211,80%
TAEE11Taesa unitsR$ 35,151,77%

Uma das notícias que pressionaram os papéis da BRF (BRFS3) nesta quinta-feira (01) foi a de que a empresa segue com uma dívida multimilionária com a Ipiranga, segundo notícia publicada ontem na Veja. Segundo a revista, o imbróglio é proveniente de uma joint venture entre as marcas Perdigão e Texaco na década de 1990. Com o valor atualizado, a dívida ultrapassa a marca de US$ 800 milhões.

O setor de varejo foi mais uma vez penalizado pela alta dos juros futuros e o PIB abaixo do esperado, mostrando um desaquecimento maior da economia. Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEULTVAR
MGLU3Magazine Luiza ONR$ 3,10-9,09%
BRFS3BRF ONR$ 8,57-9,02%
ALPA4Alpargatas PNR$ 15,58-6,99%
MRFG3Marfrig ONR$ 8,14-6,97%
AMER3Americanas S.AR$ 9,83-6,91%

Compartilhe

SÉRIE A DA B3

Auren (AURE3) fica de fora da segunda prévia do Ibovespa, que agora conta com a entrada de apenas uma ação

16 de abril de 2024 - 10:32

Se a previsão se confirmar, a carteira do Ibovespa contará com 87 ações de 84 empresas a partir de maio

MERCADOS HOJE

Dólar opera a R$ 5,25 de olho no fiscal e juros nos EUA; Ibovespa cai 1%

16 de abril de 2024 - 6:33

RESUMO DO DIA: Enquanto as bolsas de Nova York operam em alta à espera do discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, o Ibovespa segue mais avesso ao risco com o cenário fiscal no radar. Já o dólar mantém a trajetória de valorização e iniciou o pregão ultrapassando a marca dos R$ 5,20. […]

MERCADOS HOJE

Bolsas hoje: Ibovespa recua com pressão de bancos e Wall Street no vermelho; dólar sobe a R$ 5,18

15 de abril de 2024 - 6:43

RESUMO DO DIA: O Ibovespa terminou a sessão desta segunda-feira (15) no vermelho, pressionado pelo desempenho dos bancos, que recuaram em meio à crescente aversão ao risco no mercado hoje. O principal índice de ações da B3 fechou o pregão em baixa de 0,49%, aos 125.333 pontos. Já o dólar à vista avançou 1,25%, aos […]

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: Prévia do PIB no Brasil e balanços nos EUA são destaque junto com Livro Bege nos próximos dias

15 de abril de 2024 - 6:20

As reuniões do FMI ao longo da semana permanecem no radar, com discussões focadas na estabilidade financeira global e nas estratégias para enfrentar as incertezas econômicas

TOUROS E URSOS

O enigma da Petrobras (PETR4): entre dividendos e “risco Lula”, vale a pena ter ações da estatal?

14 de abril de 2024 - 7:45

Ruído da intervenção do governo impede a Petrobras de negociar no patamar de companhias como Chevron e Exxon, segundo analista

TEMPESTADE PERFEITA

Como a escalada das tensões no Oriente Médio derruba as ações da Azul (AZUL4) e da Gol (GOLL4) na B3

12 de abril de 2024 - 16:10

A crise geopolítica pressiona as cotações do petróleo e do dólar, o que afeta os negócios das companhias aéreas

RISCO GLOBAL

Dólar bate em R$ 5,14  e atinge maior nível em seis meses — e aqui estão três motivos para a disparada da moeda norte-americana hoje 

12 de abril de 2024 - 13:25

O dólar também se valoriza ante as divisas globais; as cotações do petróleo e do ouro renovam máximas históricas

VEJA O QUE DIZ A COMPANHIA

Ações da JHSF (JHSF3) tombam 7% na B3; empresa se pronuncia após embargo do Complexo Boa Vista

12 de abril de 2024 - 12:12

A companhia afirmou, em comunicado enviado à CVM mais cedo, que seus advogados avaliam o “sentido e alcance” da liminar expedida na última quinta-feira

DESTAQUES DA BOLSA

Plano & Plano (PLPL3) despenca mais de 7% e registra maior queda da bolsa após prévia operacional; veja os números que desagradaram o mercado

12 de abril de 2024 - 11:33

O forte recuo é uma reação a números considerados neutros por parte dos analistas das principais casas brasileiras

NOVO FOCO DE INCÊNDIO

O cabo de guerra na Petrobras (PETR4) já tem um vencedor? Justiça suspende presidente do conselho de administração — e a estatal promete recorrer da decisão 

12 de abril de 2024 - 10:11

A suspensão de Pietro Mendes enfraquece o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, que é um dos pivôs da crise no comando da petroleira

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies