O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-07T17:04:14-03:00
Guilherme Valle
FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar avança 0,56% e vale R$ 4,74. Euro também sobe e volta aos R$ 5,15; confira o que movimentou o câmbio nesta quinta-feira

Investidores ainda estão digerindo a perspectiva de um Fed mais agressivo no aperto monetário

7 de abril de 2022
17:04
dólar e euro
A quinta-feira contou com discurso de James Bullard, presidente do Fed de St. Louis - Imagem: Shutterstock

O dólar registrou alta pelo terceiro pregão consecutivo e agora vale R$ 4,7409, avanço de 0,56%. O euro também ganhou força nesta quinta-feira (07) e é negociado a R$ 5,1545, avanço de 0,32%.

Por aqui

Dentre os principais desdobramentos que afetam o mercado no dia de hoje vale destacar a indicação de José Mauro Coelho para a presidência da Petrobras, que foi bem recebida pelos investidores, já que ele defende a manutenção da política de paridade de preços de importação, implementada em 2016.

A quinta-feira também foi marcada por uma fala do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Na ocasião, ele assegurou que a autoridade monetária tem instrumentos para combater a inflação e disse acreditar que o BC está no caminho certo: “a calibragem depende da extensão dos choques”, comentou.

Campos Neto também chamou a atenção ao afirmar que a pressão dos preços de energia sobre a inflação tem diminuído com a maior capacidade de geração das hidrelétricas, que viram os níveis de seus reservatórios melhorarem nos últimos meses.

A melhora na situação hídrica também motivou o Ministério de Minas e Energia a anunciar o fim da bandeira de escassez hídrica e a adoção da bandeira verde na conta de luz a partir de 16 de abril, o que também deve colaborar com a inflação.

O dólar operou em alta durante o todo dia e ficou no intervalo entre R$ 4,7728 e R$ 4,6908. O euro também operou no território da alta durante todo o dia, oscilando entre R$ 5,2014 e R$ 5,1258.

Por lá

A guerra na Ucrânia segue sem uma saída no horizonte, o que continua a causar apreensão entre investidores mundo afora, já que continuam aumentando as sanções com objetivo de sufocar a economia russa. Para colocar mais lenha na fogueira, o Federal Reserve acabou se mostrando disposto a ser mais agressivo do que o inicialmente previsto.

O presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, afirmou que está propenso a apoiar uma alta de 0,5 p.p nos juros na próxima reunião do FOMC, marcada para maio. Segundo ele, o Fed precisa agir de maneira assertiva para elevar os juros.

Com um novo cenário para os juros desenhado, o DXY teve mais um dia de avanço, demonstrando que o dólar ganha força ante seus pares, como o euro.

Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados para acompanhar o desempenho de bolsa, dólar e juros hoje. Confira também o fechamento dos principais contratos de DI:

CÓDIGONOME ULT  FEC 
DI1F23DI jan/2312,75%12,74%
DI1F25DI Jan/2511,53%11,45%
DI1F26DI Jan/2611,37%11,24%
DI1F27DI Jan/2711,34%11,20%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies