🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Saldão na bolsa

Tá barato? Americanas (AMER3) vai recomprar mais de 17 milhões de ações; papéis caíram 65% em um ano

Ao todo, o novo programa de recompra de ações engloba 2,8% dos papéis em circulação da Americanas (AMER3). Saiba mais sobre os planos

Victor Aguiar
Victor Aguiar
29 de janeiro de 2022
12:58 - atualizado às 16:31
Fachada de unidade da rede Lojas Americanas Express (AMER3 LAME3 LAME4), na Avenida Paulista, região central de São Paulo
Fachada de unidade da rede Lojas Americanas Express, na Avenida Paulista, região central de São Paulo. - Imagem: Estadão Conteúdo/Itaci Batista

Não é novidade para ninguém que os últimos meses têm sido movimentados na Americanas (AMER3): a empresa passou por uma enorme reestruturação interna, de modo a simplificar sua organização, aumentar a liquidez de seus papéis e destravar valor aos investidores. E, agora que essa etapa foi concluída, a gigante do e-commerce anunciou um novo passo que mexe diretamente com o interesse de seus acionistas.

Como diz o seu slogan, "relaxa, na Americanas você acha" — inclusive ações AMER3. A companhia dará início a mais um programa de recompra de ações envolvendo até 17,5 milhões de papéis; a quantia representa 2,8% do total em circulação no mercado.

"O objetivo da operação é dar continuidade ao plano de aquisição de ações para maximizar a geração de valor para os acionistas, por meio de uma administração eficiente da estrutura de capital", diz a Americanas, em fato relevante enviado à CVM.

Os papéis, no entanto, não poderão ser encontrados num marketplace por aí: segundo a própria Americanas, as ações recompradas poderão ser usadas nos programas de remuneração, mantidas em tesouraria, canceladas ou vendidas posteriormente, em operações no mercado.

AMER3 e o inferno astral do e-commerce na bolsa

O anúncio da Americanas não chega a causar espanto, considerando o mau desempenho de suas ações. Os papéis AMER3 até exibem um ligeiro tom positivo em 2022 mas, em um ano, amargam perdas de mais de 60%.

Ela, no entanto, não está sozinha nesse barco. Magazine Luiza (MGLU3) e Via (VIIA3), outras duas gigantes do e-commerce nacional, acumulam baixas ainda mais intensas no mesmo período de tempo. Tudo por causa da percepção negativa do mercado em relação ao futuro do setor.

Com a reabertura gradual da economia, a demanda pelo e-commerce começou a mostrar uma tendência de desaceleração no país — o comércio online ainda cresce, mas num ritmo bem mais lento que o visto no auge da pandemia. Em paralelo, as lojas físicas dessas empresas não têm tido um desempenho tão forte quanto o imaginado.

A Selic cada vez mais alta também prejudica o segmento, uma vez que juros elevados desestimulam o consumo e diminuem a concessão de crédito. Por fim, a concorrência crescente dos grandes players globais do e-commerce no mercado brasileiro — Mercado Livre, Amazon, Shopee e Aliexpress são alguns dos nomes fortes por aqui — também pressiona as ações da Americanas, Magalu e Via.

Americanas: o que mudou?

A reorganização societária da Americanas foi feita para simplificar a estrutura organizacional da companhia: antes, ela era dividida entre a holding Lojas Americanas (LAME3 e LAME4) e a controlada Americanas S.A. (AMER3), que concentrava as operações das lojas físicas e dos canais digitais.

Ou seja: eram duas companhias de capital aberto, com perfis semelhantes e nomes quase idênticos — uma situação com potencial para gerar enormes confusões na cabeça dos investidores.

Pois bem, agora tudo está mais direto: a Lojas Americanas foi incorporada à Americanas S.A., e suas bases acionárias foram unificadas; os papéis LAME3 e LAME4 foram tirados de circulação, restando apenas AMER3. Cerca de 30% da companhia segue nas mãos dos megainvestidores Jorge Paulo Lemann, Carlos Sicupira e Marcel Telles, com os 70% restantes permanecendo em circulação no mercado.

  • O podcast Touros e Ursos desta semana já está no ar! A equipe do Seu Dinheiro discutiu os próximos passos do banco Central, que deve elevar a Selic para além dos 10% na próxima semana. É só dar play!

Compartilhe

BRIGA PELO TRONO GRELHADO

Acionistas da Zamp (BKBR3) recusam-se a ceder a coroa do Burger King ao Mubadala; veja quem rejeitou a nova oferta

21 de setembro de 2022 - 8:01

Detentores de 22,5% do capital da Zamp (BKBR3) já rechaçaram a nova investida do Mubadala, fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana segue sendo o elefante na sala e Ibovespa cai abaixo dos 110 mil pontos; dólar vai a R$ 5,23

15 de setembro de 2022 - 19:12

O Ibovespa acompanhou o mau humor das bolsas internacionais e segue no aguardo dos próximos passos do Fed

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Cautela prevalece e bolsas internacionais acompanham bateria de dados dos EUA hoje; Ibovespa aguarda prévia do PIB

15 de setembro de 2022 - 7:42

As bolsas no exterior tentam emplacar alta, mas os ganhos são limitados pela cautela internacional

FECHAMENTO DO DIA

Wall Street se recupera, mas Ibovespa cai com varejo fraco; dólar vai a R$ 5,17

14 de setembro de 2022 - 18:34

O Ibovespa não conseguiu acompanhar a recuperação das bolsas americanas. Isso porque dados do varejo e um desempenho negativo do setor de mineração e siderurgia pesaram sobre o índice.

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Depois de dia ‘sangrento’, bolsas internacionais ampliam quedas e NY busca reverter prejuízo; Ibovespa acompanha dados do varejo

14 de setembro de 2022 - 7:44

Os futuros de Nova York são os únicos que tentam emplacar o tom positivo após registrarem quedas de até 5% no pregão de ontem

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana derruba Wall Street e Ibovespa cai mais de 2%; dólar vai a R$ 5,18 com pressão sobre o Fed

13 de setembro de 2022 - 19:01

Com o Nasdaq em queda de 5% e demais índices em Wall Street repercutindo negativamente dados de inflação, o Ibovespa não conseguiu sustentar o apetite por risco

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais sobem em dia de inflação dos EUA; Ibovespa deve acompanhar cenário internacional e eleições

13 de setembro de 2022 - 7:37

Com o CPI dos EUA como o grande driver do dia, a direção das bolsas após a divulgação dos dados deve se manter até o encerramento do pregão

DANÇA DAS CADEIRAS

CCR (CCRO3) já tem novos conselheiros e Roberto Setubal está entre eles — conheça a nova configuração da empresa

12 de setembro de 2022 - 19:45

Além do novo conselho de administração, a Andrade Gutierrez informou a conclusão da venda da fatia de 14,86% do capital da CCR para a Itaúsa e a Votorantim

FECHAMENTO DO DIA

Expectativa por inflação mais branda nos Estados Unidos leva Ibovespa aos 113.406 pontos; dólar cai a R$ 5,09

12 de setembro de 2022 - 18:04

O Ibovespa acompanhou a tendência internacional, mas depois de sustentar alta de mais de 1% ao longo de toda a sessão, o índice encerrou a sessão em alta

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies