Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-09-28T10:58:27-03:00
Maria Eduarda Nogueira
RadioCash

Reconhecido na medicina diagnóstica, Grupo Fleury agora quer mais integração das áreas da saúde; a CEO, Jeane Tsutsui, revela os planos

Em entrevista ao podcast RadioCash, a executiva falou sobre a digitalização da saúde, a plataforma Saúde iD e os impactos pós-pandemia

28 de setembro de 2021
12:00 - atualizado às 10:58
Jeane Tsutsui, CEO do Grupo Fleury
A CEO, Jeane Tsutsui, revela quais são os planos de crescimento do Grupo Fleury e reforça que visa tanto a satisfação dos clientes quanto o retorno para os acionistas. - Imagem: Fleury/Divulgação

Conhecido nome na área de medicina diagnóstica, o Grupo Fleury agora busca ampliar seu escopo de atuação e participar de toda a jornada de cuidados do paciente, do diagnóstico, passando por consultas até o tratamento. Este é o desafio da nova CEO, Jeane Tsutsui, que assumiu o posto em abril deste ano

Há 20 anos trabalhando no grupo, Tsutsui foi de médica a executiva, mas afirma que uma coisa se manteve nessa transição de carreiras: “O propósito de cuidar das pessoas continua o mesmo, desde a época que eu atuava como uma médica e agora atuando como uma gestora de uma empresa de saúde que tem uma visão de longo prazo e que tem um foco no cuidado às pessoas como a sua essência.”

A CEO do Grupo Fleury foi a convidada do RadioCash, podcast especializado em mercado financeiro e negócios, apresentado pelo CIO da Vitreo, Jojo Wachsmann, e pelos analistas da Empiricus, Sérgio Oba e Richard Camargo. Ouça o episódio completo abaixo:

Além dos diagnósticos: Grupo Fleury quer mais integração na saúde

Não dá pra negar que a força (e o dinheiro) de FLRY3 vem, majoritariamente, da medicina diagnóstica. Os resultados do último trimestre mostram que 96% da receita da empresa provém dos exames feitos nas diversas unidades de atendimento espalhadas principalmente pela cidade de São Paulo. 

Agora, o Grupo avança rumo a uma maior integração das áreas da saúde. “Além da medicina diagnóstica, que é tão importante pra você fazer mais prevenção e qualidade de vida, a gente vê outros serviços que podem ser adicionados ao portfólio que nós temos atualmente”, relata Jeane Tsutsui. 

Ao RadioCash, a CEO revela quais são alguns dos planos futuros da empresa: continuar fortalecendo o setor de medicina diagnóstica, com aquisição de redes em outros estados brasileiros; oferecer mais serviços como ortopedia, oftalmologia, infusão de medicamentos e fertilidade e apostar mais na digitalização da saúde e na telemedicina, que tiveram um boom com a pandemia. 

“A nossa visão é oferecer cada vez mais serviços pra atender as necessidades do paciente, mas de uma maneira bastante sustentável.” ‒ Jeane Tsutsui, CEO do Grupo Fleury

Saúde reinventada: como o Grupo Fleury está investindo no digital

Lançada em setembro de 2020, a plataforma Saúde iD oferece serviços do próprio Grupo Fleury e pode vir a funcionar também como market place para serviços de outros players da área da saúde. 

Aproveitando do potencial da tecnologia, Tsutsui conta que a Saúde iD pode gerar um efeito de rede e crescer exponencialmente. A CEO revela que a plataforma já nasceu com 7 milhões de clientes potenciais. E não pretende parar por aí. Recentemente, foi feita também uma parceria com a Smiles, para capturar mais 18 milhões possíveis novos usuários. 

Atualmente, a Saúde iD está numa fase de product market fit, ou seja, está validando o produto no mercado e testando a demanda para que possa, eventualmente, escalar o negócio. Tsutsui comenta que vê uma mudança de comportamento das pessoas, onde se tem cada vez mais soluções digitais sendo agregadas às soluções físicas já disponíveis. 

Além do Saúde iD, a empresa também está investindo na digitalização das suas próprias unidades de atendimento, com check-in digital e totens que visam aumentar a eficiência e também se adaptar às demandas do consumidor pós-pandemia, que está mais integrado à tecnologia. 

“Na nossa visão, não tem mais volta toda essa digitalização de parte dos serviços do setor de saúde” ‒ Jeane Tsutsui, CEO do Grupo Fleury

Foco no cliente e práticas ESG

Além da tecnologia, o Grupo Fleury também tem investido em uma nova tendência: a ESG. Recentemente, emitiram debêntures no valor de R$ 1 bilhão atrelados a metas nas áreas de ambiental, social e governança. Ademais, o grupo também montou um comitê ESG a fim de reforçar estes princípios no modelo de negócios. 

Para Jeane Tsutsui, o crescimento de FLRY3 vem associado a uma atenção com todos os stakeholders: acionistas, colaboradores e clientes. “Eu sempre digo que a alocação de capital ela tem que contemplar o atendimento ao paciente, contemplar o retorno para o acionista e precisa manter o emprego para os nossos colaboradores com qualidade adequada”, comenta. 

Pós-COVID, como fica o cenário para FLRY3?

Prevendo uma diminuição da receita dos serviços relacionados a COVID-19, Tsutsui conta que o objetivo a longo prazo é continuar a jornada de oferecer soluções na área de saúde. Aos poucos, o grupo vem recuperando o volume dos exames de imagem e de análises clínicas. 

De 5 anos para cá, FLRY3 adquiriu mais 72 unidades de atendimento físicas, além de investir nas unidades móveis, que hoje representam 8,1% da receita total da empresa. “Nós  conseguimos aumentar a produtividade sem necessitar adicionar metro quadrado nas nossas unidades de atendimento”, relata. 

“Eu acho que a pandemia mostrou pra todos a importância do setor de saúde” ‒ Jeane Tsutsui, CEO do Grupo Fleury

No RadioCash, a executiva também fala na expansão da sua área técnica no bairro de Jabaquara e sobre a continuidade nos investimentos na área de genômica. Quer ouvir o papo completo? É só dar play abaixo ou procurar por “RadioCash” na sua plataforma de podcasts de preferência:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Domando o dragão

Campos Neto volta dizer que BC fará o que for preciso para trazer inflação para a meta em 2022

O presidente do Banco Central acredita que a escalada dos preços já atingiu seu ponto máximo no mês passado; agora a tendência é convergir.

Fiscalização em alta

Empresas ligadas à quinta maior criptomoeda do mundo são multadas por comissão nos Estados Unidos

As empresas irmãs são acusadas de fazerem “declarações falsas ou enganosas” e de “omitirem fatos relevantes” para o mercado sobre a stablecoin tether

AO VIVO

O que muda com a compra da Mosaico (MOSI3) pelo Banco Pan (BPAN4)? CEO do banco e fundador da empresa de tecnologia respondem em live com Felipe Miranda

Para entender o racional da negociação, o sócio-fundador e CIO da Empiricus conversa hoje (15) com Carlos Eduardo Pereira Guimarães e Guilherme Pacheco

Efeito dominó

Mais uma incorporadora chinesa deixa de pagar seus credores; China rompe o silêncio sobre a crise no setor imobiliário

A China Properties Group informou que não fez o pagamento de US$ 226 milhões referentes a uma emissão de notas seniores que vencia hoje

Exile on Wall Street

Dia do professor: cinco lições sobre fundos de investimento para o primeiro dia de aula

Dos brinquedos à maçã (virtual), comemora-se nesta semana as datas dos dois agentes de mudanças mais importantes de uma sociedade. Crianças têm, claro, suas aptidões naturais por exatas, humanas, ciências biológicas e artes em todas as suas formas de expressão. Mas são os professores que catalisam e alavancam esse interesse pelo conhecimento, ensinam a pensar […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies