Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-02-17T07:01:12-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
transformacional

Hapvida e Notre Dame Intermédica avançam em processo de fusão

Empresas esperam chegar, “em breve”, a um acordo quanto aos termos e condições para criar a maior operadora de saúde do país

17 de fevereiro de 2021
7:01
hapvida e intermedica dividendos

A perspectiva de que as operadoras de saúde verticalizadas Hapvida (HAPV3) e NotreDame Intermédica (GNDI3) se unirão são cada vez maiores, um negócio que pode resultar na criação de um conglomerado com quase 13 milhões de usuários e receita líquida combinada de cerca de R$ 5 bilhões.

Em comunicado divulgado na segunda-feira (15) à noite, as companhias informaram que as negociações para fusão das operações avançam, mas que nenhum documento de caráter vinculante foi firmado até o momento.

A Notre Dame Intermédica divulgou que ela e a Hapvida “continuam suas discussões sobre os pontos comerciais e de governança relativos à potencial combinação de seus negócios” e que a nova empresa, se formada, terá os atuais CEOs dividindo a presidência – Irlau Machado Filho, da GNDI, e Jorge Pinheiro, da Hapvida.

A nota da Hapvida acrescenta que “as negociações têm avançado adequadamente e que espera, em breve, chegar a um acordo vinculante quanto aos termos e condições finais da operação”.

Uma nova gigante da saúde

A Hapvida apresentou, no começo de janeiro, uma proposta de fusão com a rival com a combinação das bases acionárias das duas companhias.

Caso o negócio seja aprovado, os acionistas da Hapvida vão deter 53,1% da empresa que será fruto da união, e os da Intermédica, 46,9%. A relação de troca das ações considera um preço médio ponderado por volume das ações da GNDI e da Hapvida no período de 20 dias de negociação imediatamente anteriores a 21 de dezembro, mais um prêmio de 10%

A proposta feita pela Hapvida contempla também a expansão do conselho de administração da empresa resultante da fusão para nove membros, dos quais cinco serão indicados pela Hapvida, dois pela Intermédica e dois independentes.

Se concretizada, a união resultará na criação da maior operadora de saúde em número de beneficiários, com um portfólio complementar em termos geográficos, e ocorre em meio a um processo de consolidação no mercado de saúde, com grandes nomes como Rede D’Or São Luiz (RDOR3) e Dasa (DASA3), além das duas operadoras, comprando clínicas e hospitais pelo país.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro acompanha bolsas internacionais e recua, enquanto dólar avança hoje

Mercados operam no campo negativo hoje, no aguardo de dados de inflação nos EUA e de olho em sua influência sobre a decisão do Fed em aumentar os juros

O melhor do Seu Dinheiro

Plante hoje, colha amanhã: o que a agricultura pode te ensinar sobre o investimento em startups?

Investir em uma startup é como adubar uma semente e aqui você confere tudo para não deixar suas plantinhas na mão

Dia de decisão

Ações da Oi (OIBR3) disparam mais de 45% em dez pregões; Anatel decide hoje sobre venda para Claro, TIM e Vivo; acompanhe

Ações sobem na expectativa para reunião da Anatel que avalia a venda da Oi Móvel para Claro, TIM e Vivo; acompanhe ao vivo o encontro que acontece às 10h

DE OLHO NA BOLSA

Esquenta dos mercados: Bolsas no exterior operam sem direção definida de olho na inflação dos EUA e Ibovespa mira em coletiva de Paulo Guedes hoje

Depois de recuperar força e encerrar aos 112 mil pontos ontem (27), a bolsa brasileira deve acompanhar a divulgação do resultado primário do governo e a coletiva do ministro da Economia

Sextou com o Ruy

Investindo em startups: empresas iniciantes podem trazer ganhos absurdos com uma grande tacada, mas ela precisa ser certeira

Antes destinado para milionários, hoje em dia já existe plataforma aberta para você investir em startups com grande potencial de valorização. E com aportes tão pequenos quanto R$ 1 mil.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies