Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-01T13:11:23-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro

Pessoas mais ricas do Brasil acumulam perdas bilionárias em outubro

Segundo estimativa da Forbes, as 20 pessoas mais ricas do país perderam cerca e R$ 71,6 bilhões no último mês, algo em torno de US$ 12,8 bilhões.

31 de outubro de 2021
14:28 - atualizado às 13:11
Luiza Helena Trajano
Brasil, São Paulo, SP, 21/05/2018. Retrato de Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho das lojas Magazine Luiza durante entrevista em São Paulo. - Imagem: NILTON FUKUDA/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

Marcado por problemas fiscais, falta de avanço das reformas e pelo desmonte da equipe econômica de Paulo Guedes, o mês de outubro não irá deixar saudades.

A bolsa afundou mais de 6%, o real voltou a se desvalorizar e o clima de incerteza permanece no ar. Os dias difíceis também cobraram a sua fatia das pessoas mais ricas do país.

Segundo estimativa da Forbes, as 20 pessoas mais ricas do país perderam cerca e R$ 71,6 bilhões no último mês, algo em torno de US$ 12,8 bilhões.

Abaixo damos mais detalhes, mas, se preferir, você pode ler esse conteúdo completo pelo nosso perfil do Instagram, no qual fazemos uma análise sobre o encolhimento de fortunas - dentre elas a de Luiza Trajano, dona do Magazine Luiza (MGLU3), que acumula 54% de queda no ano.

Confira abaixo e aproveite para nos seguir no Instagram (basta clicar aqui). Lá entregamos aos leitores análises de investimentos, notícias relevantes para o seu patrimônio, oportunidades de compra na bolsa, insights sobre carreira, empreendedorismo e muito mais.

Vamos às perdas...

O brasileiro mais rico da lista, Eduardo Saverin, também lidera as perdas. Em outubro, as ações do Facebook, empresa que Saverin é cofundador, recuaram 4,67%. Já a fortuna do brasileiro está R$ 16,8 bilhões menor.

As ações da Rede D'Or, assim como a bolsa brasileira, tiveram muita dor de cabeça no mês que passou, recuando mais de 13%. Jorge Moll Filho, fundador e controlador da companhia, acabou perdendo R$ 14,56 bilhões.

Talvez uma das bilionárias mais badaladas do país, Luiza Helena Trajano também não passou o mês imune. As ações do Magazine Luiza tiveram forte queda de 22% em outubro, refletindo a cautela do mercado com o consumo dos consumidores diante de uma inflação salgada e a elevação da taxa básica de juros.

Enquanto Luiza viu sua fortuna encolher cerca de R$ 11 bilhões, Gisele Trajano e Fernando Trajano deixaram o ranking em tempo real da revista Forbes, que leva em conta o patrimônio em dólar dos individuos.

Jorge Paulo Lemann, cofundador da Ambev, tinha tudo para também fechar o mês com perdas bilionárias, mas o bom balanço da companhia ajudou a limitar as perdes e Lemann perdeu "apenas" US$ 200 milhões.

*Com informações da Forbes Brasil

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies