Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-27T10:59:17-03:00
Camille Lima
DERRUBADO PELA ÔMICRON

Cancelamentos de voos com aumento de casos da ômicron afetam cotações do petróleo

Avanço da ômicron mantém petróleo distante das máximas do ano; segundo o site de rastreamento de voos FlightAware, foram cancelados mais de seis mil voos no feriado de Natal

27 de dezembro de 2021
10:55 - atualizado às 10:59
Petróleo mercados Ibovespa dólar
Imagem: Shutterstock

O avanço da covid-19 e de sua variante ômicron não apenas provoca preocupações com a saúde como também afeta o desempenho de diversos ativos no mercado financeiro, incluindo as cotações internacionais do petróleo.

Com o menor número de equipes e tripulações por conta da alta no número de casos da doença entre os funcionários, as principais companhias aéreas dos Estados Unidos cancelaram centenas de voos durante o feriado de Natal.

Menos aviões voando têm como consequência um menor consumo de combustível, o que influencia os negócios com o petróleo no mercado.

"O aumento nacional de casos da Omicron esta semana teve um impacto direto em nossas tripulações de voo e nas pessoas que comandam nossas operações", disse a United Airlines (UAL) em nota.

De acordo com a plataforma de rastreamento de voos FlightAware, foram cancelados mais de seis mil voos entre os dias 24 e 26 globalmente.

A UAL cancelou 201 voos na sexta-feira, cerca de 10% de sua programação total, e 238 voos no sábado, equivalente a 12% de sua programação.

A Delta Air Lines (DAL) cancelou 173 voos na véspera de Natal, de acordo com a FlightAware.

A JetBlue (JBLU) cancelou 80 voos, aproximadamente 7% de sua programação geral, na sexta.

Os cancelamentos também aconteceram em outros países. Na China, a China Eastern cancelou 960 voos no sábado e domingo, enquanto a Air China cancelou 465, de acordo com a FlightAware.

No Japão, mais de 100 voos domésticos foram paralisados no domingo, de acordo com as duas maiores companhias aéreas do país, ANA Holdings e Japan Airlines.

A reação do petróleo

Com os cancelamentos de voos, o petróleo WTI não conseguiu se segurar da forte queda que veio assim que os mercados abriram. 

Os contratos da commodity para fevereiro recuavam 0,51%, a US$ 73,41 o barril por volta das 10h46, segundo cotações do site Investing.

Já os contratos do petróleo tipo Brent — usado como referência pela Petrobras — para março avançavam 0,65% no mesmo horário, para US$ 76,28 o barril. Ainda assim, o barril segue bem abaixo do nível de US$ 85 que alcançou nas máximas

“Um menor número de viagens é igual a menor atividade econômica nos EUA, o que significa um menor WTI”, disse Jeffrey Halley, analista da corretora norte-americana OANDA, ao site da CNBC.

Segundo Halley, esta diferença entre as cotações do Brent e do WTI pode refletir que a recuperação global segue em curso.

Desempenho no ano

Em 2021, o Brent acumula valorização de mais de 47%, apoiado pela recuperação da demanda e por cortes de oferta pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (OPEP+). 

No ano, a commodity atingiu a cotação máxima de US$ 86,70, enquanto a mínima foi de US$ 50,56.

Apesar de sua queda hoje, o WTI acumula uma alta superior a 50% neste ano, com máxima alcançada de US$ 85,41 e mínima de US$ 47,18.

Na próxima semana, a OPEP+ deverá se reunir para decidir se manterá o aumento de produção planejado de 400 mil barris por dia (bpd) em fevereiro. 

Apesar da ômicron, a organização manteve seus planos de elevar a produção em janeiro em sua última reunião.

*Com informações da CNN e CNBC

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O respiro da bolsa brasileira, o tropeço do bitcoin e o vazamento de dados do PIX: confira as principais notícias do dia

Para quem não aguentava mais ver a bolsa brasileira apanhando enquanto Wall Street renovava recordes, este início de ano está sendo o momento da revanche. Ou melhor, de o Ibovespa “correr atrás do prejuízo”. Nesta terceira semana de janeiro, o principal índice da B3 mais uma vez contrariou o exterior e enfileirou altas, enquanto as […]

Fechamento da semana

Ibovespa tem dia morno com exterior negativo, mas termina semana com ganho de 1,88%; dólar fecha em alta, mas acumula queda de 1,05% no período

Bolsa terminou o dia em baixa, com dólar e juros em alta, com piora no exterior e preocupações fiscais

CASOS DE FAMÍLIA

Elon Musk pega pesa pesado com o Twitter após integração de NFTs; veja o que o bilionário falou

Rede social passou a permitir que usuários do iOS, sistema da Apple, utilizassem os chamados tokens não fungíveis como fotos de seus perfis

Renda fixa

Nubank lança fundo para reserva de emergência que busca retorno entre 100% e 105% do CDI – mas tem uma pimentinha

Nu Reserva Imediata é o primeiro fundo de renda fixa da família Nu Reserva; embora seja de baixo risco, ele tem opção de investir em títulos privados

FIQUE DE OLHO

Agenda de indicadores: Inflação domina semana recheada de balanços de empresas de tecnologia em Wall Street; saiba o que esperar

Depois de uma semana em que o Ibovespa caminhou na contramão do mundo, inflação volta ao centro da agenda local na semana em que os EUA divulgam prévia do PIB de 2021

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies