Menu
2021-05-13T10:17:49-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Seu Dinheiro na sua noite

São Jorge e o dragão inflacionário

12 de maio de 2021
19:49 - atualizado às 10:17
Inflação
Imagem: Shutterstock

A grande e ameaçadora besta da inflação começa a sair do seu sono profundo. Aos poucos, movimenta as asas e mexe sua cauda incendiária. Um vagaroso e temerário despertar.

Nem de longe está cuspindo fogo — e quem viveu no Brasil nos anos 80 e 90 lembra bem do seu poder destrutivo. Mas mesmo o mais lento de seus movimentos já aterroriza a população.

O dragão mostrou os dentes nesta quarta: a inflação americana subiu 0,8% em abril, ficando bem acima das expectativas dos analistas. Foi o suficiente para o mercado financeiro ficar em chamas.

Nos Estados Unidos, os índices acionários fecharam o dia em queda firme; no Brasil, o Ibovespa recuou quase 3% e retornou ao nível dos 119 mil pontos. Uma fuga generalizada das bolsas e dos ativos de risco.

Afinal, o cenário que mais se temia parece estar se concretizando. Os pacotes de auxílio econômico e os estímulos fornecidos pelos bancos centrais reanimaram a economia, mas também acordaram o monstro.

Resta saber quais serão as armas usadas por São Jorge para derrotar o dragão. Por enquanto, o Federal Reserve hesita em emprestar a lança da alta de juros — para o BC americano, o despertar da fera vai durar pouco.

A Jasmine Olga acompanhou o dia nervoso nos mercados financeiros — até o dólar, que andava calminho, deu uma bela estressada — e conta tudo sobre a reação dos investidores ao sopro flamejante do dragão. 

EMPRESAS

 Valeu a pena a guerra de lances que a Aegea enfrentou no leilão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae). Com dois blocos arrematados, a empresa tornou-se líder do setor privado de saneamento básico.

 A Marfrig superou os desafios do primeiro trimestre do ano — o período é o mais conturbado para o setor de proteína animal — e reverteu o prejuízo do ano passado em lucro de R$ 279 milhões. Confira os destaques do balanço.

 Quem também teve um bom trimestre foi a Caixa Econômica Federal. Com recorde no crédito consignado e salto no financiamento imobiliário, o lucro líquido do banco aumentou 50% e foi a R$ 4,6 bilhões no período.

ECONOMIA

 Imagine abrir um negócio e, uma semana depois, ver seu valor de mercado chegar a US$ 40 bilhões. É difícil acreditar que isso seria possível no mundo corporativo, mas com as moedas digitais a história é diferente. Conheça a Internet Computer, uma novata que já é uma das 10 principais criptos do mundo, na matéria do Renan Sousa.

 Três das cinco atividades de serviços brasileiras registraram queda na passagem de fevereiro para março e, com isso, o volume do setor recuou 4%. Veja os detalhes na matéria sobre a Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE.

 Alguém apagou a luz? Apesar de afastar a possibilidade da falta de energia elétrica no Brasil, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, revelou que serão necessárias medidas "excepcionais" para garantir o abastecimento no período de seca.

 As respostas de um questionário anterior à última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) mostram que a maioria das instituições financeiras consultadas pelo Banco Central já estavam atentas ao risco de alta da inflação em 2021. Saiba mais.

POLÍTICA

 Após um ano e dois meses de espera, o relator da reforma tributária no Congresso, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), apresentou hoje sua versão final do parecer. O documento, no entanto, pode ter chegado tarde demais e corre o risco de ser descartado caso vingue a proposta de fatiar as mudanças na Câmara e no Senado.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

atenção, acionista

Carrefour paga R$ 175 milhões em juros sobre capital próprio e altera valor de dividendos

Cifra equivale a R$ 0,088148225 por ação em circulação; também anunciou uma modificação do valor por ação dos dividendos aprovados em abril, de R$ 0,382372952 para R$ 0,382361396

maior apetite por risco

Empresas do Brasil captam US$ 4,6 bilhões; montante deve aumentar com ofertas de Stone e Light

Emissores brasileiros haviam paralisado planos de captar no exterior nos últimos meses, em meio à turbulência interna com a pandemia e o aumento do juro norte-americano

em meio ao aumento de consumo de frango

SuperFrango, de Goiás, retomará IPO de R$ 1 bilhão

Após resolver adiar a operação, a empresa fará uma apresentação mais cuidadosa de seu negócio aos analistas; oferta é estimada entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão

levantamento

Estatais descumprem critérios do marco do saneamento

GO Associados calculou que as companhias públicas do Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alagoas, Maranhão, Amazonas, Pará, Piauí, Roraima, Rondônia e Amapá não atendem a todos os critérios da “etapa 1” do decreto – que prevê o cumprimento de índices mínimos dos indicadores econômicos-financeiros

questionamentos em brasília

Novo marco de saneamento é alvo de ofensiva no Supremo e no Congresso

No Supremo, mais de 20 empresas estatais que prestam hoje serviços no setor querem a volta da possibilidade de fechar os chamados “contratos de programa”, diretamente com as Prefeituras e sem licitação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies