Menu
O melhor do Seu Dinheiro
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
Dados da Bolsa por TradingView
2021-03-19T09:31:56-03:00
O melhor do Seu Dinheiro

O Sr. Tecnologia e o IPO

19 de março de 2021
9:31
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A recente onda de IPOs trouxe uma novidade muito bem-vinda para a B3: a chegada de empresas cuja atuação está diretamente relacionada à tecnologia.

Os investidores sentiam falta de companhias com essa “pegada” na bolsa, até então amplamente dominada por nomes ligados a commodities, finanças e varejo. Prova disso foi a receptividade vista com a Mosaico (MOSI3), a dona dos buscadores Buscapé e Zoom. Seu valor de mercado praticamente dobrou na estreia, marcando a maior disparada de uma ação no primeiro dia de negociação na história da Bolsa brasileira.

Temos ainda outros exemplos positivos, como a Locaweb (LWSA3), cujo IPO movimentou R$ 1,4 bilhão no ano passado, subindo 20% na estreia.

O Brasil não é conhecido por ser um polo de empresas de tecnologia, como fica claro quando se olha a composição anterior da B3. Mas o país vive um momento muito positivo, com diversas startups despontando, criando diversos produtos para o mundo digital e com potencial para chegar à bolsa.

Só que é um erro achar que antes delas tudo era mato. O país tem desde 1980 um grande nome no setor, a Stefanini. Quem viveu essa época sabe o que era empreender neste país, ainda mais num setor intensivo em capital e que recebeu poucos incentivos para se desenvolver, seja financeiro ou regulatório.

Ainda assim, Marco Stefanini seguiu adiante, e hoje sua criação está presente em 41 países, com faturamento na casa dos bilhões. E ele acabou se tornando referência quando o assunto é tecnologia.

Mas engana-se quem pensa que ele agora só quer saber de aproveitar os frutos daquilo que conquistou. Pelo contrário, Stefanini está se preparando para o futuro. E para isso, decidiu que irá, sim, levar a companhia para a bolsa, depois de adiar por diversas vezes o plano de abertura de capital.

O Vinicius Pinheiro conversou com Marco e conta para você os planos dele e da Stefanini para os próximos anos.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

Com o combo alta dos Treasuries e queda no petróleo, o Ibovespa fechou ontem em baixa de 1,47%, aos 114.835 pontos. Já o dólar à vista, que vem se desvalorizando nos últimos dias, acabou recuando 0,30%, a R$ 5,569.

O que mexe com os mercados hoje? O Congresso Nacional deve aumentar a pressão para que o presidente Jair Bolsonaro tome medidas mais efetivas no combate à pandemia. A saída do presidente do Banco do Brasil e o movimento dos títulos americanos também devem estar no radar dos investidores. 

EMPRESAS

Apesar do aumento da receita, as despesas e os custos da pandemia pesaram e fizeram o lucro da Hapvida cair 55,2% no quarto trimestre.

Menos de quatro meses depois de estrear na bolsa, a novata 3R Petroleum se prepara para uma nova oferta de ações, podendo arrecadar até R$ 972,3 milhões. 

Fausto Ribeiro foi indicado pelo Ministério da Economia para substituir André Brandão na presidência do Banco do Brasil. Preparamos aqui um perfil dele.​​​​​​​

ECONOMIA

O Brasil está próximo da marca de 288 mil mortes em decorrência da covid-19. Nas últimas 24h, foram registrados 86.982 novos casos e 2.841 pessoas perderam a vida. 

Embora sejam isentas, doações são acompanhadas de perto pelo Fisco, por modificarem o patrimônio dos contribuintes. Vejamos como declarar corretamente os valores no imposto de renda, tanto do ponto de vista do doador quanto do donatário.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua manhã". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: bolsa deve refletir taxa de juros mais alta em dia de leitura do PIB dos EUA

A agenda de balanços conta com Petrobras e Vale, enquanto o exterior deve sentir cautela antes da inflação nos EUA amanhã

NA DÚVIDA, ADIA

No restabelecimento da presença obrigatória em Brasília, governo fica sem quorum e retira PEC dos Precatórios

Nova tentativa de votação é esperada para hoje, mas o temor de que não haja deputados em quantidade suficiente para a aprovação persiste

Aquele 1%

Com juros em alta, esses títulos de renda fixa te pagam 1% ao mês, com baixíssimo risco e pouco esforço

A rentabilidade dos sonhos do brasileiro está de volta aos investimentos conservadores, e CDBs que pagam 1% ao mês ou mais já estão fáceis de encontrar

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Alta da Selic, bons números da Weg, IPO do Nubank e dividendos da Gerdau: veja o que marcou o mercado hoje

Há cerca de um mês, o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que a autoridade não mudaria o “plano de voo” a cada novo dado da economia brasileira. Mas, veja só, a realidade obrigou a instituição a recalcular a rota: há pouco, o Copom elevou a Selic em 1,50 ponto percentual, ao […]

Referência em SP

Na corrida do setor de saúde, Rede D’Or (RDOR3) garante fôlego com a compra do Hospital Santa Isabel

O ativo está avaliado em R$ 280 milhões. Porém, conforme explica a empresa, seu endividamento líquido será deduzido na conta final da transação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies