Menu
Jasmine Olga
O melhor do Seu Dinheiro
Jasmine Olga
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-23T19:15:01-03:00
SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa deve passar o mês de agosto à espera do Orçamento (de novo)

23 de agosto de 2021
19:14 - atualizado às 19:15
Ibovespa
Brasília deve segurar o índice brasileiro mais uma vez - Imagem: Shutterstock/Andrei Morais

O Ibovespa começou a semana com o pé esquerdo e mais uma vez ficou de fora da festa das bolsas em Wall Street — que voltaram a registrar recordes nesta segunda-feira (23).

O problema não está nas empresas da nossa bolsa. Elas apresentaram bons resultados referentes ao segundo trimestre, com mais da metade delas entregando números acima do esperado.

Mas Brasília é o calcanhar de Aquiles dos negócios. É de lá que surgem os ruídos políticos e fiscais que limitam o impacto positivo do bom humor internacional. Nem mesmo um avanço de 5% no preço do petróleo, após uma semana complicada, foi suficiente para impedir a queda por aqui.  

A semana começou com o Ibovespa cedendo 0,49%, aos 117.471 pontos. O dólar à vista teve um dia de forte recuo no exterior, mas por aqui o movimento foi segurado pela cautela interna, e a moeda americana recuou apenas 0,05%, a R$ 5,3820.

Os analistas acham improvável que o pedido de impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes seja aceito; mesmo assim, a leitura é de que essa movimentação dificulta o ambiente político. 

A falta de perspectiva sobre qual será a resolução para o Orçamento de 2022 é uma das principais pressões sobre o mercado local, principalmente a curva de juros, que embute mais prêmios de risco.

Na visão do mercado, esse clima de cautela deve permanecer pelo menos até o dia 31, quando termina o prazo para a apresentação do plano de lei orçamentária anual pelo Executivo. 

Enquanto isso, o que temos é a PEC dos Precatórios rachando o teto de gastos, reformulação do Bolsa Família (agora chamado de Auxílio Brasil), reforma do Imposto de Renda constantemente adiada e sem apoio para a aprovação e o provável fim do programa de redução de salários e jornada, o BEm, que vigorou durante os piores momentos da pandemia. 

As palavras do vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, foram apenas a cereja do bolo da aversão ao risco. Segundo o deputado, o governo já decidiu estourar o teto de gastos e só busca uma forma de viabilizar a manobra.

Confira também os destaques do noticiário corporativo desta segunda:

  • Bancos iniciam cobertura de CBA (CBAV3) projetando forte valorização da ação;
  • A Embraer liderou as altas do Ibovespa após sua subsidiária Eve reforçar a presença em Cingapura;
  • E o Banco Pan (BPAN4) tem espaço para subir 35%, de acordo com um relatório do Bradesco BBI.

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta segunda-feira, incluindo os principais destaques do pregão e as ações com o melhor e o pior desempenho.

THE BIG SHORT
Squadra lucra e mantém aposta na queda das ações do IRB (IRBR3)
A posição vendida (short, no jargão de mercado) nos papéis do IRB voltou a trazer resultados para a gestora, que também lucrou com as apostas na queda da Cogna (COGN3) e da Vasta.

PORTA FECHADA
Citando ‘planejamento estratégico’, Havan desiste do pedido de companhia aberta e adia IPO
A Havan, do empresário Luciano Hang, desistiu do pedido de companhia aberta, afirmando que irá retomar os planos de IPO em ‘momento oportuno’.

BONS VENTOS
Bitcoin avança com noticiário positivo e recupera patamar de US$ 50 mil; saiba o que movimentou o mercado hoje
PayPal anunciou que usuários do Reino Unido poderão operar criptomoedas em sua plataforma; é a primeira vez desde maio que bitcoin atinge essa cotação.

OLHOS EM BRASÍLIA
Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2022 é publicada; veja os destaques do texto
Entre os vetos estão as despesas previstas para o ressarcimento das emissoras de rádio e televisão pela inserção de propaganda partidária e o aumento do Fundo Eleitoral, de R$ 2 bilhões para mais de R$ 5,7 bilhões.

FELIPE MIRANDA
O conto de fadas dos IPOs: como sustentar resultados com o sopro do ‘lobo mau’ do mercado
Há um nicho específico em que talvez haja uma mudança estrutural: os IPOs de empresas supostamente tech, que queimaram etapas e pularam rodadas que tipicamente são feitas com venture capital e private equities.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Exile on Wall Street

O que faz as empresas falharem? Conheça as cinco “assassinas silenciosas” que podem impactar nos seus investimentos

O verdadeiro início da derrocada de uma empresa não pode ser devidamente noticiado pelas finanças ou pelas operações, mas somente dentro do núcleo de cultura corporativa

CAPTAÇÕES BILIONÁRIAS

Localiza, Unidas e Movida vão a mercado em busca de R$ 5 bilhões com emissões de debêntures

Locadoras de veículos se recuperaram rapidamente da crise da covid-19 e buscam recompor o caixa em meio à escassez de componentes no setor automotivo

De olho no dragão

Ministério da Economia eleva expectativa para inflação em 2021; veja qual a nova projeção

A pasta também atualizou as estimativas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor, utilizado para a correção do salário mínimo

MERCADOS HOJE

Com precatórios e queda do minério de ferro no radar, Ibovespa opera em queda de 1%; dólar avança

Em Brasília, os investidores acompanham de perto as discussões em torno do pagamento dos precatórios e repercutem mais uma queda expressiva do minério de ferro

Logística

MSC quer comprar controle da Log-In (LOGN3), que tem a gestora Alaska como maior acionista; papéis disparam

A proposta da MSC Mediterranean equivale a R$ 25 por ação LOGN3 e pode chegar a R$ 1,8 bilhão; Alaska e Tarpon estão entre os principais acionistas da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies