Menu
O melhor do Seu Dinheiro
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
2021-01-29T09:36:24-03:00
o melhor do seu dinheiro

A força do querer

29 de janeiro de 2021
9:36
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Qual a diferença entre convicção e teimosia? Tá aí algo difícil de responder, porque, para mim, a linha que separa ambos é muito tênue. 

Essa é uma situação que temos que lidar todos os dias quando estamos no mercado financeiro. Afinal, investir pressupõe acreditar que o ativo que você está escolhendo vai se valorizar no futuro.

Mas como saber se estamos fazendo a escolha certa? Não sabemos. O melhor que podemos fazer é analisar o passado e os fundamentos da companhia e tentar projetar o futuro com base nas expectativas para a economia e o que esperamos da administração da empresa, formando assim uma convicção. 

Às vezes nossas convicções são acertadas. Mas às vezes a tese de investimento que desenvolvemos fica tão arraigada que fechamos os olhos e ouvidos para qualquer coisa que possa contradizer o que pensamos e sentimos. 

Talvez a melhor resposta para a pergunta que começa o texto seja: convicção é quando as nossas ideias dão certo, teimosia é quando elas dão errado. 

Nos últimos dias estamos vendo uma batalha entre convicção e teimosia com as ações da rede de lojas de lojas de videogames americana GameStop. 

Um grupo de acionistas minoritários se reuniu para estimular a compra das ações, empurrando para cima a cotação. Eles estão convictos (ou teimosos) que as ações deveriam valer mais, mesmo com a empresa tendo um modelo de negócios antigo e enfrente os efeitos da pandemia de covid-19. 

Em apenas três pregões, eles conseguiram provocar uma valorização de mais de 400%. Ontem, porém, os papéis fecharam em baixa de 44,3%. 

Nosso colunista Ruy Hungria fala um pouco mais sobre este episódio e a relação entre convicção e teimosia no mundo dos investimentos na coluna desta sexta-feira, trazendo o que ele acha sobre todo este caso e como você deve proceder em situações do tipo. Sugiro fortemente a leitura.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

O Ibovespa fechou ontem em alta de 2,59%, aos 118.883,25 pontos, encerrando seis pregões seguidos de queda, puxado por dados da economia americana e otimismo com o pacote fiscal do presidente Joe Biden. O dólar subiu 0,53%, a R$ 5,4357.

O que mexe com os mercados hoje? Os investidores reagem com maior cautela nesta sexta-feira à onda de especulação nos mercados que teve início com as ações da GameStop. O aumento de casos de covid-19 também preocupa e sinaliza uma abertura no vermelho aqui na B3.

EMPRESAS

 As negociações para que a Raízen adquira a Biosev tiveram avanços significativos. Se sair, o acordo pode resultar em um dos maiores nomes do setor sucroalcooleiro do país.

 A oferta subsequente de ações da Omega Geração para permitir a saída da gestora Tarpon de seu capital social movimentou um volume financeiro menor que o esperado. Veja os motivos.

 Te cuida, Elon Musk? A GM está plantando as sementes de seu futuro, com planos de investir US$ 27 bilhões para que, até 2035, a maior parte de sua frota seja de carros elétricos.

ECONOMIA

 O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, disse ontem que o Congresso tem uma agenda a ser votada no curto prazo que pode mitigar o impacto fiscal da pandemia.

O Brasil bateu a marca de nove milhões de casos de covid-19. Nas últimas 24 horas, foram confirmados 61.811 novos diagnósticos positivos, segundo o Ministério da Saúde.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua manhã". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

apesar de pandemia

PIB vem melhor que o esperado pelos economistas, subindo 3,2% no 4º tri e caindo 4,1% em 2020

Apesar de ter vindo acima do projetado, PIB de 2020 representa o pior desempenho da série histórica, iniciada em 1996

O melhor do Seu Dinheiro

E hoje ainda é dia de PIB

Os livros de história que contarem como a economia brasileira atravessou a crise provocada pela pandemia da covid-19 obrigatoriamente vão registrar o número que será divulgado logo mais às 9 horas pelo IBGE. Seja qual for o resultado, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2020 será de fato histórico. A expectativa do mercado […]

alerta

Lockdown maior do que esperado pode gerar 1º semestre um pouco pior, diz presidente do BC

Com a vacina, o segundo semestre deverá registar uma taxa de crescimento econômico melhor, disse Roberto Campos Neto

Esquenta dos Mercados

Destaques do dia incluem saída de conselheiros da Petrobras, votação de PEC emergencial e dados do PIB

Como se não bastasse, a divulgação de dados da economia norte-americana deve influenciar na cautela da bolsa de hoje

temos um desafiante

Via Varejo supera projeções no 4º tri e mostra que quer a coroa do e-commerce

Reestruturação promovida pela administração e mudança de hábito dos consumidores faz vendas pela internet crescerem três dígitos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies