O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-06-04T19:36:39-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Novidade na B3

Vem aí mais um ETF de Ibovespa: SAET11, do Safra, estreia na bolsa na próxima semana

Com taxa de administração de 0,25% ao ano e aplicação mínima inferior a R$ 150, SAET11 é o sexto ETF de Ibovespa da B3

4 de junho de 2021
19:36
Fachada do Banco Safra
Imagem: Shutterstock

Buscando aproximação com o pequeno investidor pessoa física, o banco Safra acaba de lançar seu primeiro ETF (fundo de índice), cujo desempenho irá acompanhar a variação do Ibovespa.

O Safra Ibovespa Fundo de Índice (SAET11) estreia na bolsa brasileira na próxima segunda-feira (07), e o valor mínimo de aplicação é inferior a R$ 150.

ETF são fundos fechados com cotas negociadas em bolsa como se fossem ações. Seu desempenho costuma acompanhar o de um índice de mercado, o que equivale a investir em todos ativos que compõem aquele índice sem precisar dispender muitos recursos.

Por serem fundos passivos (pois se limitam a acompanhar um índice), suas taxas de administração também costumam ser bem baixas, inferiores aos de fundos abertos de renda fixa e ações que encontramos nas plataformas de investimento.

Sendo assim, ETFs são formas acessíveis e baratas de investir em carteiras diversificadas de determinada classe de ativos, sejam ações, renda fixa ou fundos imobiliários, dependendo da natureza do ETF.

Atualmente, a B3 já conta com outros cinco ETFs de Ibovespa. Com taxa de administração de 0,25% ao ano, o SAET11 se situa entre os mais baratos, mas há dois fundos com taxas ainda mais baixas:

  • BBOV11 (BB): 0,18%
  • BOVB11 (Bradesco): 0,20%
  • SAET11 (Safra): 0,25%
  • BOVA11 (BlackRock): 0,30%
  • BOVV11 (Itaú): 0,30%
  • XBOV11 (Caixa): 0,50%

"Com esse lançamento, o Banco Safra complementa sua ampla grade de investimentos disponíveis, que inclui fundos de gestão ativa consagrados, como Safra Galileo, bem como produtos estruturados e de renda fixa, além do seu fundo imobiliário JS Real Estate.

A instituição assim também estende a um público mais amplo a solidez e confiança de sua marca de mais 175 anos, uma vez que o SAET11 pode ser negociado por qualquer investidor na Bolsa, não apenas clientes do banco", diz o comunicado do banco.

O Safra diz ainda que pretende lançar ETFs de outros tipos ainda neste ano.

Como investir em ETF

Para negociar um ETF, é preciso ter conta aberta numa corretora de valores. A compra das cotas desses fundos é feita na bolsa, podendo ser efetuada por meio do próprio home broker da corretora.

ETFs não têm come-cotas e nem permitem resgates. Para reaver os recursos investidos, o investidor precisa vender suas cotas na bolsa. Se houver ganhos, eles são tributados em 15% na hora da venda, e o recolhimento do IR é de responsabilidade do investidor. Todo o tratamento tributário dos ETF é similar ao tratamento dispensado a ações, com a diferença de que não há limite de isenção de imposto.

Nesta matéria, falamos mais sobre o que são e como funcionam ETFs e sobre cada um dos fundos de Ibovespa já existentes na B3.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

NOITE CRIPTO

Não durou muito: bitcoin (BTC) opera em queda e volta a ficar abaixo do nível de US$ 30 mil; veja a performance das outras criptomoedas

O peso da perda de confiança do mercado é um dos pontos que mais afastam o investidor do mercado de criptomoedas atualmente

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JPC: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies