Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-03-08T22:03:43-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
"in Administration"

Aérea britânica sucumbe ao coronavírus e pede recuperação judicial

Flybe entrou em administração, conforme a legislação britânica, após consórcio da Virgin Atlantic e tentativa mal sucedida de socorro do governo

5 de março de 2020
9:46 - atualizado às 22:03
Flybe
Flybe - Imagem: Shutterstock

A companhia aérea britânica Flybe entrou em "Administração" — algo semelhante a um pedido de recuperação judicial no Reino Unido. O impacto do coronavírus nas reservas de voos foi a última soma de uma série de dificuldades pelas quais a empresa passava.

A empresa de auditoria e contabilidade EY mencionou o coronavírus em comunicado ao sinalizar "pressões adicionais" sobre o setor de viagens nas últimas semanas. À imprensa local, o governo destacou que a crise era anterior ao coronavírus.

Maior companhia aérea regional da Europa, a Flybe operava mais da metade dos voos domésticos do país fora de Londres. A empresa já havia sido socorrida por um consórcio liderado pela Virgin Atlantic, em julho de 2019, mas continuou a apresentar dificuldades financeiras na segunda metade do ano.

A Flybe também tentou socorro do governo, mas a possibilidade foi negada em janeiro deste ano. Naquele mês, a aérea foi resgatada por um aporte feito pelos seus acionistas.

Impacto

O surto do coronavírus tem impactado companhias aéreas em todo o mundo. Para resistir a queda da demanda, gigantes da aviação tem à disposição um fluxo de caixa maior e capacidade para reduzir suas despesas — o que não acontece com empresas menores.

Segundo a Associação Internacional de Transportes Aéreos (Iata, na sigla em inglês), o coronavírus levou ao menor aumento da demanda de passageiros na aviação mundial em janeiro — a alta foi de 2,4% em relação ao mesmo mês de 2018.

O diretor geral e CEO da Iata, Alexandre de Juniac, disse em comunicado oficial nesta quarta-feira (4) que os impactos do coronavírus sobre os números do setor devem ser ainda maiores nos próximos meses.

"Janeiro foi apenas a ponta do iceberg em termos de impactos sobre o tráfego, dado que as maiores restrições de viagens na China começaram após 23 de janeiro", disse.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa fecha semana no azul, Nubank valendo bilhões a menos e primeiro ETF cripto dos EUA: veja as principais notícias desta sexta

Em uma limousine brilhante, o Ibovespa chegou atrasado para a festa das bolsas globais — mas chegou.  Os balanços das empresas europeias e americanas abriram as portas do salão de baile: com o bom resultado das companhias, dados mistos da economia e um desenho mais nítido da retirada de estímulos monetários, Wall Street brilhou.  O […]

CRIPTOMOEDAS

Quais as dificuldades na regulamentação do Bitcoin e demais criptomoedas?

Analista de criptomoedas, Valter Rebêlo, comenta sobre o processo de regulamentação das criptomoedas ao redor do mundo

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa tira uma lasquinha da festa das bolsas globais e sobe mais de 1% na semana; dólar recua após atuações do BC

Com uma bolsa descontada após as turbulências recentes, o Ibovespa tinha tudo para chegar cedo nessa festa, mas foi preciso que o Banco Central assumisse a condução para que a B3 tivesse uma chance.

ALGUNS BILHÕES A MENOS

Nubank prepara IPO com listagem na Nasdaq e na B3 até o fim deste ano, mas deve baixar a pedida no valuation

Meses atrás, a startup buscava ir a mercado avaliada em cerca de US$ 100 bilhões; veja o novo valor de mercado segundo o Broadcast

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies