Menu
2020-10-02T10:32:33-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
NOVIDADE NA BOLSA

Em meio à volatilidade do mercado, Boa Vista capta R$ 2,17 bilhões em IPO

Enquanto outras empresas estão encontrando dificuldades para emplacar suas ofertas, birô encontrou boa receptividade do mercado

29 de setembro de 2020
7:48 - atualizado às 10:32
boa vista
Imagem: YouTube

O birô de crédito Boa Vista conseguiu se desvencilhar da volatilidade que acomete a bolsa nos últimos dias e definiu o preço das ações em sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) no centro da faixa indicativa.

A empresa levantou R$ 2,17 bilhões com a operação, ao colocar a oferta base de R$ 1,9 bilhão e o lote suplementar. A faixa indicativa de preços ia de R$ 10,80 a R$ 13,60. As ações estão previstas para estrear na B3 na quarta-feira (30), com o código “BOAS3”.

Parte dos recursos da oferta primária, que vão para o caixa da companhia, será utilizada para aquisições, além de pagamento antecipado de contratos financeiros, de acordo com o prospecto, que traz os detalhes do IPO.

Enquanto outras empresas estão encontrando dificuldades para emplacar IPOs dentro de suas expectativas, a Boa Vista encontrou boa receptividade do mercado. Fontes ouvidas pelo jornal Valor Econômico disseram que o birô conseguiu quase cinco vezes de demanda em relação ao que colocou à venda.

A empresa, controlada pela Associação Comercial de São Paulo e o fundo TMG, apresentou o registro de IPO em fevereiro, mas acabou interrompendo o processo em abril. A oferta foi retomada em julho.

A Boa Vista é o segundo maior nome do segmento de gestão e análise de dados de crédito, ficando atrás da Serasa Experian. Ela registrou no primeiro semestre um lucro líquido de R$ 23,5 milhões, queda de 26,3%, com queda de 4% da receita líquida, para R$ 303 milhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado recuou 5%, a R$ 128,5 milhões.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

embalou

Ibovespa fica perto dos 102 mil pontos com disparada dos bancos e alta em NY; dólar cai abaixo do R$ 5,60

Papéis de Itaú, Banco do Brasil e Bradesco terminam sessão entre as cinco maiores altas do índice, que fechou perto da máxima; moeda americana recua 0,36% e juros sobem em dia de leilão do Tesouro e à espera de novidades fiscais. Lá fora, expectativa para estímulos alivia bolsas americanas

A novela continua

Casa Branca ainda vê ‘divergências significativas’ com democratas sobre estímulos

Kudlow disse que entre as divergências estão verba para Estados democratas em dificuldades e garantias contra processos para empresas na reabertura.

de olho no 3º tri

BofA vê espaço para que Notre Dame Intermédica siga crescendo e eleva preço-alvo

Bank of America vê espaço para que o GNDI continue ganhando mercado e aumente a sua presença em novas regiões

Ajuste nas contas

Cenário fiscal robusto é condição necessária para social sólido, diz secretário

“A melhor forma de termos uma boa gestão desse endividamento elevado é aprovar as reformas. Temos essa janela de oportunidade”, afirmou Waldery Rodrigues.

Teto de gastos

Auxílio emergencial está contido em 2020 e não passará para 2021, diz secretário

“Mais que uma âncora fiscal, o teto de gastos é super âncora fiscal, temos que seguir”, afirmou Waldery Rodrigues.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies