🔴 É HOJE! PLANO PRÁTICO PARA GERAR RENDA EM DÓLAR SERÁ REVELADO – VEJA COMO ACESSAR

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
fala, secretário

País terá que mudar regra de ouro, diz Mansueto

Secretário do Tesouro não deu detalhes de como a mudança na regra poderia ser feita

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
14 de maio de 2020
13:52 - atualizado às 14:54
Mansueto Almeida, secretário do Tesouro Nacional - Imagem: André Dusek/Estadão Conteúdo

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que o Brasil terá que mudar "de alguma forma" a chamada regra de ouro, que impede o governo de emitir dívida para custear despesas que não sejam de investimento.

"O Brasil não cumprirá a regra de ouro até o fim deste governo e talvez até o inicio do próximo, o buraco fiscal ficou muito grande", afirmou. Ele não deu detalhes de como a mudança na regra poderia ser feita.

Em audiência virtual na Comissão Mista de Acompanhamento da covid-19 do Congresso Nacional, Mansueto disse ainda que o Tesouro Nacional tem vendido títulos com prazo mais curto porque os investidores estão exigindo taxas maiores para comprar os papéis mais longos, apostando, assim, em uma deterioração na economia brasileira.

"Não estou referendando taxas altas de títulos longos, não acredito que Brasil terá problema no futuro", afirmou o secretário.

Ele defendeu ainda uma mudança na economia para reduzir a informalidade. "A solução para informalidade não é colocar 40 milhões de pessoas em programa de transferência de renda", acrescentou.

Empréstimos para a folha

O secretário do Tesouro Nacional disse que as empresas não estão contratando empréstimo nas linhas de financiamento voltadas para folha de pagamento, que têm subsídio do governo, porque há a contrapartida de não demitir os empregados depois. "As empresas estão inseguras se precisarão ou não colocar o trabalhador para fora. Vai sobrar dinheiro na linha", afirmou.

Na audiência virtual do Congresso Nacional, o secretário respondeu a perguntas sobre a necessidade de aumentar o investimento público e disse que, apesar do pouco espaço fiscal, essa não é uma agenda contraditória à de privatizações. "Há estradas que não são atrativas ao setor privado, por exemplo, não são agendas contraditórias".

Mansueto foi questionado ainda sobre projetos de taxação de grandes fortunas e disse que há economistas que defendem que isso reduz o incentivo para o enriquecimento e a poupança dos indivíduos. "Já o imposto sobre herança no Brasil é muito baixo, prefiro discutir esse imposto e a tributação sobre a renda", completou.

Folha de pagamentos

Mansueto disse que o programa de financiamento da folha de pagamentos está em revisão. Em audiência virtual na Comissão Mista de Acompanhamento da Covid-19 do Congresso Nacional, Almeida afirmou que R$ 17 bilhões dos R$ 34 bilhões em recursos do Tesouro Nacional para a linha de crédito para pagamento de salários já foram liberados, mas que o dinheiro "não chegou na ponta".

Ele afirmou que as empresas estão reclamando porque uma das exigências do programa é que os empregados não poderão ser demitidos após o financiamento dos salários.

"As empresas estão inseguras se precisarão ou não colocar o trabalhador para fora. Vai sobrar dinheiro na linha", afirmou.

A linha emergencial de R$ 40 bilhões foi anunciada em março pelo presidente Jair Bolsonaro para pequenas e médias empresas e foi elaborada em conjunto com o Banco Central.

O recurso é depositado diretamente na conta de cada trabalhador indicado pela empresa, que não pode demiti-lo no período. Do valor total, R$ 34 bilhões são recursos do Tesouro Nacional e, o restante, do banco que operar a linha.

*Com Estadão Conteúdo

Compartilhe

BOLETIM FOCUS

Mercado vê piora na inflação e no dólar — e já não acredita mais que os juros voltarão em 2024, mesmo com críticas de Lula

17 de junho de 2024 - 9:19

Além dos principais indicadores, outros números do Focus chamam a atenção, como o déficit da conta corrente de 2024, que saiu de US$ 33,55 bilhões para US$ 36,20 bilhões

NO PALÁCIO DA ALVORADA

Em meio a crise sobre meta fiscal, Lula convoca Haddad e Tebet para debater revisão de gastos e alfineta Congresso

17 de junho de 2024 - 8:32

A revisão de despesas, portanto, parece se impor, mas dependerá, primeiro, do aval de Lula e, depois, da disposição dos parlamentares

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: feriado nos EUA desacelera semana na quarta-feira, com destaque para Copom e crise no governo

17 de junho de 2024 - 6:02

Vale lembrar também que nesta semana acontece a decisão de juros no Brasil e o BC deve manter a Selic no atual patamar de 10,5% ao ano

ELAS NO COMANDO

Bilionária é ela: quem é a chilena que passou o brasileiro e agora é a 2ª pessoa mais rica da América Latina

16 de junho de 2024 - 11:02

O brasileiro Eduardo Saverin, que há dois meses ocupava o segundo lugar na lista da Forbes, foi ultrapassado por Iris Fontbona

ACUMULOU

Mega-Sena pagará prêmio de R$ 53 milhões para quem acertar as seis dezenas

16 de junho de 2024 - 9:33

Segundo a Caixa, o próximo sorteio acontece na terça-feira, dia 18 de junho, e quem vencer pode levar uma bolada para casa

AUTOMÓVEIS

Volvo EX30 dá boas-vindas à era de carros smartificados; fizemos o test-drive e o resultado você confere aqui

16 de junho de 2024 - 7:59

Elétrico que simboliza nova fase da Volvo é sustentável e minimalista ao extremo; aposta alta em público jovem, endinheirado e sedento por inovação

NÃO POUPOU NINGUÉM

Lula solta farpas contra Selic, Campos Neto e cita plano fiscal — confira o que o petista falou dessa vez

15 de junho de 2024 - 15:29

Na noite da última segunda-feira, 10, Tarcísio de Freitas (Republicanos) promoveu um jantar em homenagem ao chefe do BC e parece que o presidente não ficou satisfeito com a celebração

BOMBOU NA SEMANA

A nova regra do imposto dos imóveis e o fim da linha para o dólar  — confira o que foi destaque no Seu Dinheiro

15 de junho de 2024 - 14:15

Nem só de notícias sobre a bolsa vive o leitor do Seu Dinheiro; fique por dentro das mais lidas da última semana

DÊ O PLAY

Campos Neto vai segurar a Selic? O que esperar da decisão do BC e os impactos na bolsa e dólar

15 de junho de 2024 - 12:31

O Touros Ursos convidou Rogério Benevente, sócio da GWM Investments, para falar sobre o futuro do ciclo de cortes dos juros e o efeito da decisão do Copom nos seus investimentos

LOTERIAS

Quem será o próximo milionário? Mega-Sena e Quina de São João sorteiam juntas mais de R$ 260 milhões em prêmios; sabia como concorrer

15 de junho de 2024 - 11:02

Caso apenas um apostador leve o prêmio da Quina de São João e aplique todo o valor na poupança, receberá mais de R$ 1,2 milhão de rendimento no primeiro mês

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar