Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-14T14:54:18-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
fala, secretário

País terá que mudar regra de ouro, diz Mansueto

Secretário do Tesouro não deu detalhes de como a mudança na regra poderia ser feita

14 de maio de 2020
13:52 - atualizado às 14:54
mansueto-almeida
Mansueto Almeida, secretário do Tesouro Nacional - Imagem: André Dusek/Estadão Conteúdo

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que o Brasil terá que mudar "de alguma forma" a chamada regra de ouro, que impede o governo de emitir dívida para custear despesas que não sejam de investimento.

"O Brasil não cumprirá a regra de ouro até o fim deste governo e talvez até o inicio do próximo, o buraco fiscal ficou muito grande", afirmou. Ele não deu detalhes de como a mudança na regra poderia ser feita.

Em audiência virtual na Comissão Mista de Acompanhamento da covid-19 do Congresso Nacional, Mansueto disse ainda que o Tesouro Nacional tem vendido títulos com prazo mais curto porque os investidores estão exigindo taxas maiores para comprar os papéis mais longos, apostando, assim, em uma deterioração na economia brasileira.

"Não estou referendando taxas altas de títulos longos, não acredito que Brasil terá problema no futuro", afirmou o secretário.

Ele defendeu ainda uma mudança na economia para reduzir a informalidade. "A solução para informalidade não é colocar 40 milhões de pessoas em programa de transferência de renda", acrescentou.

Empréstimos para a folha

O secretário do Tesouro Nacional disse que as empresas não estão contratando empréstimo nas linhas de financiamento voltadas para folha de pagamento, que têm subsídio do governo, porque há a contrapartida de não demitir os empregados depois. "As empresas estão inseguras se precisarão ou não colocar o trabalhador para fora. Vai sobrar dinheiro na linha", afirmou.

Na audiência virtual do Congresso Nacional, o secretário respondeu a perguntas sobre a necessidade de aumentar o investimento público e disse que, apesar do pouco espaço fiscal, essa não é uma agenda contraditória à de privatizações. "Há estradas que não são atrativas ao setor privado, por exemplo, não são agendas contraditórias".

Mansueto foi questionado ainda sobre projetos de taxação de grandes fortunas e disse que há economistas que defendem que isso reduz o incentivo para o enriquecimento e a poupança dos indivíduos. "Já o imposto sobre herança no Brasil é muito baixo, prefiro discutir esse imposto e a tributação sobre a renda", completou.

Folha de pagamentos

Mansueto disse que o programa de financiamento da folha de pagamentos está em revisão. Em audiência virtual na Comissão Mista de Acompanhamento da Covid-19 do Congresso Nacional, Almeida afirmou que R$ 17 bilhões dos R$ 34 bilhões em recursos do Tesouro Nacional para a linha de crédito para pagamento de salários já foram liberados, mas que o dinheiro "não chegou na ponta".

Ele afirmou que as empresas estão reclamando porque uma das exigências do programa é que os empregados não poderão ser demitidos após o financiamento dos salários.

"As empresas estão inseguras se precisarão ou não colocar o trabalhador para fora. Vai sobrar dinheiro na linha", afirmou.

A linha emergencial de R$ 40 bilhões foi anunciada em março pelo presidente Jair Bolsonaro para pequenas e médias empresas e foi elaborada em conjunto com o Banco Central.

O recurso é depositado diretamente na conta de cada trabalhador indicado pela empresa, que não pode demiti-lo no período. Do valor total, R$ 34 bilhões são recursos do Tesouro Nacional e, o restante, do banco que operar a linha.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro acompanha bolsas internacionais e recua, enquanto dólar avança hoje

Mercados operam no campo negativo hoje, no aguardo de dados de inflação nos EUA e de olho em sua influência sobre a decisão do Fed em aumentar os juros

O melhor do Seu Dinheiro

Plante hoje, colha amanhã: o que a agricultura pode te ensinar sobre o investimento em startups?

Investir em uma startup é como adubar uma semente e aqui você confere tudo para não deixar suas plantinhas na mão

Dia de decisão

Ações da Oi (OIBR3) disparam mais de 45% em dez pregões; Anatel decide hoje sobre venda para Claro, TIM e Vivo; acompanhe

Ações sobem na expectativa para reunião da Anatel que avalia a venda da Oi Móvel para Claro, TIM e Vivo; acompanhe ao vivo o encontro que acontece às 10h

DE OLHO NA BOLSA

Esquenta dos mercados: Bolsas no exterior operam sem direção definida de olho na inflação dos EUA e Ibovespa mira em coletiva de Paulo Guedes hoje

Depois de recuperar força e encerrar aos 112 mil pontos ontem (27), a bolsa brasileira deve acompanhar a divulgação do resultado primário do governo e a coletiva do ministro da Economia

Sextou com o Ruy

Investindo em startups: empresas iniciantes podem trazer ganhos absurdos com uma grande tacada, mas ela precisa ser certeira

Antes destinado para milionários, hoje em dia já existe plataforma aberta para você investir em startups com grande potencial de valorização. E com aportes tão pequenos quanto R$ 1 mil.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies