Menu
2020-09-16T08:08:57-03:00
Estadão Conteúdo
diante da retomada

OCDE reduz previsão de queda do PIB global em 2020, de 6% para 4,5%

Entidade não espera que uma vacina contra a covid-19 esteja amplamente disponível antes do fim do próximo ano

16 de setembro de 2020
8:08
crise recessão mundo
Imagem: Shutterstock

A China e outras grandes economias sofrerão danos menores do que se imaginava com a pandemia do novo coronavírus, segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), mas a situação de emergência sanitária global terá um impacto maior nos países pobres.

A OCDE, que tem sede em Paris, previu nesta quarta-feira que o Produto Interno Bruto (PIB) global terá uma contração menor do que estimativa em junho, mas alertou que a recuperação deverá desacelerar a partir deste mês e continuar vulnerável a novos surtos de covid-19. A entidade não espera que uma vacina contra a doença esteja amplamente disponível antes do fim do próximo ano.

"O ímpeto parece estar atingindo o platô e a confiança permanece fraca", comentou Laurence Boone, economista-chefe da OCDE.

Em seu último relatório trimestral sobre a economia global, a OCDE agora espera que o PIB mundial sofra retração de 4,5% este ano. No documento anterior, a projeção era de queda de 6%.

No caso dos EUA, a previsão para 2020 melhorou de -7,3% em junho para -3,8%. Para a zona do euro, a estimativa foi de -9,1% para -7,9%. A revisão mais notável foi a da China, que passou de contração de 2,6% para crescimento de 1,8%.

A OCDE espera que os EUA recuperem as perdas deste ano em 2021, mas apenas se o Congresso americano fechar um novo acordo de estímulos fiscais com valor em torno de US$ 1,5 trilhão.

Por outro lado, países pobres deverão sofrer um golpe maior na produção do que se imaginava em junho, em função da continuidade da disseminação da covid-19 e por disporem de menos recursos para proteger empregos e negócios.

A OCDE prevê que a Índia, por exemplo, registrará contração de 10,2% em 2020. Há três meses, a estimativa era de queda de 3,7%. Recentemente, a Índia ultrapassou o Brasil em número de casos de coronavírus, com quase 4,7 milhões de infecções no último sábado (12), ficando atrás apenas dos EUA. A entidade também piorou sua estimativa para o PIB da África do Sul, de -7,5% para -11,5%.

Para 2021, a OCDE reduziu levemente sua expectativa de avanço da economia global, de 5,2% para 5%. No melhor dos cenários, com menos restrições ligadas à covid-19 e uma vacina mais próxima de se tornar realidade, a entidade acredita que o PIB mundial poderá crescer 7% no próximo ano.

Já em um quadro de medidas mais severas para conter a doença e de adiamento de uma vacina, o mundo cresceria apenas 2,5% em 2021, prevê a organização. (Com informações da Dow Jones Newswires).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Que modorra!

Bolsa passa por correção, mas zera perdas na reta final do pregão; dólar retoma alta

Principal índice de ações da B3 passou por correção e ignorou durante a maior parte do dia o impulso do setor de tecnologia à bolsa de Nova York

setor público

Reforma administrativa economiza R$ 400 bi até 2034, aponta estudo

Mesmo restringido a reforma apenas a novos servidores, o setor público poderia economizar pelo menos R$ 24,1 bilhões em 2024 com a aprovação das mudanças no seu RH, liberando o governo para investir mais em saúde, educação e segurança pública, segundo centro de estudos

retomada em pauta

Recuperação está longe de concluída, diz presidente do Fed do Kansas

Esther George fez a declaração durante discurso sobre os bancos comunitários, no qual enfatizou o papel destes para dar estabilidade na crise e apoiar a recuperação

EXILE ON WALL STREET

Bife ancho on sale!

Um país com a trajetória fiscal em xeque mais todas as idiossincrasias tupiniquins deveria ser motivo mais do que suficiente para que todo investidor buscasse diversificação no exterior

inteligência artificial

Elon Musk critica anúncio da Microsoft e expõe insatisfação com projeto de IA

Empresa terá licença exclusiva para o GTP-3, modelo de linguagem de inteligência artificial criado pela OpenAI – iniciativa fundada sem o propósito lucrativo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements