Menu
2020-05-04T13:42:33-03:00
Larissa Santos
Clã Kardashian fazendo história

O mais novo e polêmico bilionário da Forbes: bem-vindo ao clube, Kanye West

O rapper americano agora integra o seleto grupo de bilionários reconhecidos pela revista. Mas como estamos falando do Kanye West é claro que tem uma polêmica no caminho

4 de maio de 2020
13:42
Kanye West
Imagem: Shutterstock

O clã Kardashian tem mais um integrante bilionário. Kanye West, marido da socialite Kim Kardashian, foi reconhecido com o título de bilionário pela Forbes na última semana. Ao lado da cunhada Kylie Jenner, primeira a alcançar a marca na família , agora Kanye acumula uma fortuna de U$1,3 bilhão, de acordo com a publicação americana.

Mas é claro que quando se trata do cantor teria que ter uma polêmica envolvida. Kanye estava reclamando seu lugar na lista de bilionários desde 2019. Em agosto do ano passado, quando West estampou a capa da revista, a publicação comentou o sucesso da coleção de tênis Yeezy, criada em parceria com a Adidas. A matéria diz que a marca rendeu muito dinheiro para o cantor, mas não o cita como bilionário.

Desde então, Kanye fez diversas reclamações para a imprensa e diretamente para a Forbes sobre merecer entrar na famosa lista de bilionários. Entre as declarações, o compositor acusou a matéria de "desrepeitosa" e acusou ser "desprezado de propósito".

Como Kanye nunca cansa de uma confusão, quando a lista de bilionários anual da Forbes foi publicada no mês de abril, o cantor voltou a reclamar por não fazer parte do clube de elite.

A empresa de Kanye entrou em contato com a revista e enviou os dados financeiros do cantor, que provavam que ele havia ultrapassado a marca do 1 bilhão de patrimônio. Assim, a Forbes anunciou que o cantor tinha uma fortuna de US$1,3 bi, um pouco mais de R$7 bilhões, e finalmente entrava em sua lista de bilionários.

Quem acha que o título seria suficiente achou errado, West voltou à público para criticar o valor declarado pela publicação. "Não é um bilhão, são US$ 3,3 bi. Já que ninguém na Forbes sabe contar", declarou.

A marca de roupas e calçados Yeezy rendeu boa parte da fortuna do rapper, além de uma longa carreira como rapper, que lhe rendeu 21 grammys e turnês milionárias e por se tornar produtor da Roc-A-Fella Records, do cantor de hip hop Jay-Z.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

seu dinheiro na sua noite

Fidelidade em baixa com a pandemia

Não, não estou falando da fidelidade entre casais. Até porque, por mais que a convivência excessiva em família na quarentena tenha abalado alguns casamentos, o momento não anda muito propício às puladas de cerca. Estou falando do setor de fidelidade, que abarca as empresas de programas de pontos e milhagem, sobretudo aqueles ligados às companhias […]

Empresa ligada à Vale

Justiça aprova pedido de Recuperação Judicial da Samarco

RJ não terá impacto nas atividades operacionais da mineradora, nem nas ações de reparação e compensação pela tragédia de Mariana

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies