Menu
2020-03-03T11:29:11-03:00
Empréstimos

Governo da França vai oferecer ajuda a empresas afetadas por coronavírus

Governo da França vai ajudar empresas afetadas pela epidemia do coronavírus a obter novos empréstimos bancários e permitir que o pagamento de dívidas tributárias seja adiado

3 de março de 2020
11:29
Passageiros e funcionários circulam vestindo máscaras contra o novo coronavírus (Covid-19) no Aeroporto Internacional Tom Jobim- Rio Galeão
Passageiros e funcionários circulam vestindo máscaras contra o novo coronavírus no Aeroporto Internacional Tom Jobim- Rio Galeão - Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil

O governo da França vai ajudar empresas afetadas pela epidemia do coronavírus a obter novos empréstimos bancários e permitir que o pagamento de dívidas tributárias seja adiado, anunciou o ministro de Finanças do país, Bruno Le Maire, nesta terça-feira.

O banco de investimento estatal BPI vai garantir empréstimos do Tesouro para empresas que estejam enfrentando dificuldades em função do surto.

"Nossa responsabilidade é garantir o que o impacto seja tão limitado quanto possível, e que a economia possa, então, acelerar nas melhores condições possíveis", afirmou Le Maire.

Le Maire e outros ministros de finanças do G7 participaram hoje de uma teleconferência para discutir os riscos do vírus e possíveis medidas.

O ministro francês disse esperar que o impacto econômico do coronavírus seja bem mais significativo que a queda de 0,1 porcentual no Produto Interno Bruto (PIB) que ele havia inicialmente estimado, quando a epidemia se limitava à China.

Até esta segunda-feira, a França havia registrado 191 casos de coronavírus, que resultaram em três mortes.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

diante da crise

Cortes de emprego nos EUA disparam em março com coronavírus

Número saltou de 56.660 em fevereiro para 222.288 em março

dinheiro no caixa

Petrobras fecha acordo com Sete Brasil e vai reverter provisão de R$ 634 milhões

Estatal informou que celebrou um acordo dando fim a um litígio arbitral proposto por um investidor da Sete Brasil

tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

12 notícias para você começar o dia bem informado

Se o coronavírus colocou a população sob isolamento domiciliar, também levou quem estava “isolado” a abrir as portas. Estou falando de diversos fundos de investimento que estavam fechados para novos investidores e agora estão reabrindo para captação. Uma das gestoras que entrou nessa onda foi a Truxt, que tem R$ 12 bilhões na carteira. Em […]

efeitos da crise

BCE adia revisão de estratégia política monetária para 2021

Eventos públicos do BCE e dos bancos centrais nacionais do Eurosistema que estavam planejados para o primeiro semestre deverão ocorrer apenas na segunda metade de 2020

Conteúdo Patrocinado

De volta ao jogo: Ivan Sant’Anna retorna para a bolsa

A volta do Ivan é algo como se o Michael Jordan voltasse hoje a jogar na NBA, ou se o Fenômeno retornasse ao futebol nesta semana.

esquenta dos mercados

Esperança com resolução para crise do petróleo anima mercados, mas covid-19 segue no radar

Mesmo com o alívio das bolsas do exterior, os investidores seguem monitorando os números de casos de covid-19 e as medidas do governo para suporte da população

expectativa

Acredito que Rússia e Arábia Saudita farão acordo sobre petróleo, diz Trump

Republicano confirmou que se encontrará com empresas petrolíferas nesta sexta-feira, 3

diante da crise

Câmara aprova projeto que permite adiar recolhimento de INSS de funcionários

Proposta prevê que as companhias deixem de recolher a contribuição previdenciária dos trabalhadores por 60 dias, prorrogáveis por mais 30

medida emergencial

Governo permite redução salarial de até 70% e suspensão de contratos

Governo pagará uma parte do seguro-desemprego a que o trabalhador teria direito se fosse demitido; empresas sob os regimes de lucro real e lucro presumido, com receita bruta acima de R$ 4,8 milhões, serão obrigadas a arcar com 30% do salário do funcionário para poder suspender o contrato

Entrevista exclusiva

Truxt reabre fundos para captação com foco em ações de “sobreviventes” na B3

Queda generalizada de ações abre oportunidade de compra, mas recuperação das bolsas nos EUA deve ocorrer primeiro, me disse José Tovar, CEO da gestora que possui R$ 12 bilhões em patrimônio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements