Menu
2020-07-09T18:57:37-03:00
Estadão Conteúdo
foco no nordeste

Desenvolvimento Regional autoriza R$ 30,7 milhões para saneamento em 17 Estados

Segundo a pasta, a maior fatia dos recursos foi destinada ao Nordeste (R$ 15,8 milhões), seguida pela região Norte (R$ 6,5 milhões)

9 de julho de 2020
18:57
Saneamento Básico
Imagem: Shutterstock

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) autorizou o repasse de R$ 30,7 milhões para ações de saneamento básico em 17 Estados. Segundo a pasta, a maior fatia dos recursos foi destinada ao Nordeste (R$ 15,8 milhões), seguida pela região Norte (R$ 6,5 milhões).

Os recursos foram liberados para investimento em obras de abastecimento, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais e saneamento integrado, além de estudos e projetos para o setor, informou o ministério.

Segundo o MDR, desde janeiro, cerca de R$ 330 milhões foram repassados para execução em empreendimentos de saneamento básico pelo País. A carteira de obras e projetos no setor, coordenada pelo ministério, é de R$ 21,5 bilhões para financiamentos e de R$ 20,2 bilhões para o Orçamento Geral da União.

Responsáveis pela aplicação dos recursos, os Estados e municípios terão acesso aos pagamentos de acordo com a execução dos serviços. Dos valores autorizados nesta semana, R$ 6,5 milhões foram destinados a capital do Rio Grande do Norte, Natal, para obras de drenagem urbana sustentável na Arena das Dunas. Em Olinda (PE), o aporte será de R$ 5 milhões para obras de retificação e revestimento de trecho do canal Bultrins-Fragoso.

O terceiro maior volume de recursos autorizado vai obras em Parauapebas (PA), onde serão investidos R$ 4,81 milhões na elaboração de projetos de engenharia para implantação de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário na cidade.

Entre as regiões, o Sudeste receberá no total R$ 3,2 milhões, seguido pelo Centro-Oeste, com R$ 2,58 milhões, e o Sul, com R$ 2,56 milhões. Para o Estado de São Paulo, o repasse é de R$ 2,99 milhões para obras e intervenções nos municípios de Americana, Campinas, Hortolândia, Mogi Guaçu, Olímpia, São Bernardo do Campo, São José do Rio Preto e Tupã.

Em nota, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, afirmou que o governo está mantendo o aporte em "obras importantes e que vão trazer melhores condições de vida à população brasileira". "Com esses recursos e a garantia de continuidade dos serviços, também conseguimos assegurar a oferta de empregos nesse momento de pandemia", disse.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

PRIVATIZANDO

Sabesp mira concessão de água e esgoto em Alagoas

Leilão de serviços em Maceió está sendo estruturado pelo BNDES e vencerá quem oferecer maior valor ao governo estadual

PASSO IMPORTANTE

Privatização da distribuidora de energia de Brasília terá preço mínimo de R$ 1,4 bi

Conselho de Administração aprova convocação de assembleia de acionistas para deliberar sobre venda da estatal

PANDEMIA NO PAÍS

Brasil confirma 14.318 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

No mesmo período, foram confirmadas mais 335 mortes, segundo boletim do Ministério da Saúde

Saúde na bolsa

Hapvida ou Notre Dame Intermédica: Quem leva a melhor na corrida expansionista?

Nos últimos anos, as duas operadoras de saúde têm investido pesado na expansão via aquisições. Isso é sinal de boas notícias para os acionistas da companhia? Analistas do mercado respondem

Especial SD 2 anos

Ideias para investir R$ 10 mil (ou US$ 1,8 mil): ativos antifrágeis no exterior

Algo frágil se desmorona diante da adversidade, enquanto algo robusto apenas se preserva. Algo antifrágil, por sua vez, ganharia valor perante um ambiente difícil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements