Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-07-10T11:37:41-03:00
Estadão Conteúdo
abaixo de 50 pontos

Confiança dos empresários da indústria melhora pelo 3º mês seguido em julho

Após tombo histórico, indicador patinou para 34,7 pontos em maio, subiu para 41,2 pontos em junho e chegou agora aos 47,6 pontos

10 de julho de 2020
11:37
Indústria em queda
Região Nordeste, Bahia (-2,9%), Mato Grosso (-2,6%), Pernambuco (-2,2%) e Pará (-1,3%) registraram o restante das quedas - Imagem: Shutterstock

Após bater no fundo do poço em abril, a confiança dos empresários industriais melhorou pelo terceiro mês consecutivo em julho, de acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os dados revelam ainda que já há certo otimismo no setor para os próximos meses.

No auge da pandemia de covid-19, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) despencou de 60,3 pontos em março para 34,5 pontos em abril. Após o tombo histórico, o indicador patinou para 34,7 pontos em maio, subiu para 41,2 pontos em junho e chegou agora aos 47,6 pontos.

O resultado, no entanto, ainda está abaixo da linha divisória dos 50 pontos que passaria a sinalizar o retorno da confiança por parte dos executivos da indústria. "Tal resultado é determinado pela situação econômica atual. As expectativas com relação aos próximos seis meses já são otimistas", destacou a CNI, no documento.

De fato, o componente do Icei que avalia as condições atuais da economia evoluiu de 27,7 pontos em junho para 34,5 pontos em julho, ainda muito distante da linha divisória dos 50 pontos - que marca o início dos resultados positivos nesta escala.

Já o componente do Icei que leva em conta as perspectivas dos empresários para os próximos seis meses passou de 47,9 pontos em junho para 54,1 pontos em julho, mostrando que os executivos da indústria deixaram a parte pessimista do gráfico e já enxergam um horizonte de melhoria para os negócios.

"O início da reabertura das atividades econômicas na maioria das cidades brasileiras tem alimentado as expectativas de recuperação da economia, embora a atividade industrial continue desacelerada", afirmou, em nota, o gerente-executivo de Economia da CNI, Renato da Fonseca.

De acordo com a CNI, foram entrevistados executivos 1.331 empresas entre os dias 1º e 7 deste mês, sendo 529 firmas pequeno porte, 503 médio porte e 299 de grande porte.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

em busca de recursos

AES Brasil (AESB3) aprova oferta pública e pode captar até R$ 1,8 bilhão

De acordo com a AES Brasil, o objetivo da oferta é acelerar seu plano de crescimento, com foco na diversificação do portfólio por meio de fontes complementares à hídrica, além de potencializar a criação de valor para os acionistas

o melhor do seu dinheiro

Mercados na semana: mais imposto, indefinição sobre dívidas e desaceleração na China

O Ibovespa acumulou uma perda de 2,5% na semana que termina e o dólar à vista avançou 0,28%, para R$ 5,28.  Foram três os principais fatores que impactaram os mercados: o anúncio de aumento de impostos, a indefinição sobre os precatórios — dívidas do governo com sentença judicial definitiva — e uma possível desaceleração da […]

Podcast Mesa Pra Quatro

De corretor de investimentos a árbitro e comentarista de futebol: conheça a trajetória de Arnaldo Cézar Coelho

O ex-árbitro e ex-comentarista de futebol é o convidado do podcast Mesa Pra Quatro. Ele conta como sua mãe influenciou a investir em imóveis e fala sobre a sua trajetória no mercado financeiro, um lado que poucos conhecem – confira agora

nome limpo na praça

Boa Vista (BOAS3): Itaú BBA inicia cobertura com ‘compra’ e potencial de alta de 27%

Preço-alvo para 2022 foi estabelecido em R$ 15,50, apoiado na tese de crescimento da companhia e do mercado de serviço de informações de crédito

de olho na inovação

Bitcoin é ineficiente como moeda e bom apenas para especulação, diz ‘Papa’ do valuation

Damodaran disse que a importância que tem sido dada ao bitcoin é desproporcional em relação ao seu papel na economia e minimizou a adoção da criptomoeda por El Salvador

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies