Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2020-12-17T09:10:21-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Dentro da cabeça do Banco Central

17 de dezembro de 2020
9:10
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A crise provocada pela pandemia do coronavírus trouxe consigo uma série de problemas que vão além da saúde. Mas eu me arrisco a dizer que nenhum economista esperava que encerraríamos o ano preocupados com a volta da inflação.

O risco era justamente o contrário. Com o fechamento da economia e a paralisação da atividade, o país chegou a flertar com a deflação, que é igualmente perigosa.

Mas a injeção de dinheiro na veia da população com os programas do governo ajudou a economia a se recuperar mais rapidamente — embora não tenha sido uma retomada em “V” como alardeou a equipe do ministro Paulo Guedes.

O problema é que o remédio trouxe efeitos colaterais, com um forte aumento na procura por bens no momento em que a indústria produzia menos.

O resultado desse descasamento entre oferta e demanda você sente hoje no bolso, com o aumento de preços em uma série de produtos.

A grande dúvida agora é se esse choque da inflação é temporário ou não. Um aumento da taxa básica de juros (Selic) em 2021 pelo Banco Central é quase certo, só não se sabe quando a alta vai começar e de quanto será.

É por isso que os investidores acompanham de perto a divulgação do Relatório Trimestral de Inflação pelo Banco Central na manha de hoje. Trata-se de uma oportunidade de saber o que se passa “dentro da cabeça” da autoridade monetária.

Enquanto isso, o clima segue positivo no exterior, o que pode contribuir para a bolsa seguir no rali de alta e se aproximar das máximas históricas. A Jasmine Olga conta para você tudo o que deve movimentar os mercados nesta quinta-feira.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

O Ibovespa fechou em alta de 1,5%, aos 117.860 pontos, maior patamar desde 24 de janeiro, após o Congresso Nacional aprovar o orçamento para 2021. O mercado também reagiu positivamente à sinalização do BC dos EUA de que as taxas de juros permanecerão baixas até 2023 e com a expectativa da aprovação um novo pacote de estímulos econômicos. O dólar subiu 0,3%, a R$ 5,10.

EMPRESAS

 Em mais um sinal de que está cada vez mais recuperada dos efeitos da pandemia, a Azul já projeta operar mais de 90% da sua capacidade doméstica em dezembro, na comparação com o mesmo período do ano anterior.

 Na disputa acirrada no comércio eletrônico, o Magazine Luiza anunciou ontem uma nova estrutura organizacional, que visa o fortalecimento do marketplace da companhia. Veja como ficou a divisão entre os principais executivos da varejista.

 Na fila de IPOs (oferta pública de ações) para 2021, a Guararapes Painéis entrou com pedido para abrir o capital e lançar as suas ações na B3. Saiba mais sobre a companhia.

ECONOMIA

 O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou ontem que a campanha de vacinação contra o novo coronavírus poderá começar em fevereiro de 2021 caso os laboratórios cumpram todas as etapas burocráticas até o fim deste ano.

Enquanto isso, o Brasil ultrapassou a marca de 7 milhões de infectados por covid-19. Nas últimas 24 horas foram registrados 70.574 novos casos e 936 mortes pela doença, segundo dados divulgados ontem pelo Ministério da Saúde.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

seu dinheiro na sua noite

B3 Fashion Week

A semana de moda da bolsa brasileira está pegando fogo! Flashes por todos os lados, comentários entusiasmados, queixos caídos a cada novo desfile. As grandes marcas não pouparam esforços para a coleção outono/inverno — e, como era de se esperar, um intenso burburinho toma conta dos bastidores. Essa sexta-feira foi particularmente animada, com a Renner […]

Moradia classe A

Pandemia, juros baixos e dólar caro: combo impulsiona o mercado de imóveis de luxo

Uma combinação que prejudicou boa parte das empresas brasileiras acabou beneficiando o segmento imobiliário de alto padrão

fechamento da semana

Brasília impede Ibovespa de decolar, mas saldo da semana ainda é positivo; dólar vai a R$ 5,58

No Brasil, o que garantiu um bom desempenho do Ibovespa foi a alta das commodities e a recuperação econômica de Estados Unidos e China.

em encontro com investidores

Arthur Lira sinaliza que Orçamento será resolvido ‘sem rupturas’

Presidente da Câmara mencionou ainda o posterior encaminhamento da reforma administrativa e ainda o início das discussões sobre a privatização da Eletrobras

Conheça as novatas

A hora da biotecnologia: empresas do setor disparam até 78% após IPOs na Nasdaq

Três estreantes do segmento atraíram a atenção dos investidores e chegaram com tudo à bolsa norte-americana

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies