Menu
2019-12-20T11:34:33-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
pegou bem

Vale aprova distribuição de R$ 7,2 bilhões em juros sobre capital próprio, mas pagamento segue sem data

Notícia foi bem recebida pelos investidores e por volta das 11h os papéis ordinários da Vale subiam 1,63%. As ações da Bradespar, empresa que detém parcela significante do capital da mineradora, também são influenciadas positivamente.

20 de dezembro de 2019
11:15 - atualizado às 11:34
A mineradora Vale
Imagem: Shutterstock

A Vale informou nesta sexta-feira (20) que irá realizar o pagamento de R$ 7,2 bilhões em juros sobre capital próprio aos seus acionistas.

O pagamento ainda não tem data para ocorrer, isso porque a mineradora mantém a suspensão do pagamento de dividentos e remuneração dos acionistas, anunciada logo após a tragédia de Brumadinho, no dia 28 de janeiro, quando alterou o sistema de pagamento devido aos desdobramentos do rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão.

Ainda assim a notícia foi bem recebida pelos investidores. Por volta das 11h os papéis ordinários da Vale (VALE3) subiam 1,63%, cotados a R$54,88.

As ações da Bradespar, holding do Bradesco com grande participação nos papéis da mineradora, também são influenciadas positivamente. As ações preferênciais da companhia subiam 1,87%, por volta das 11h30. Já as ordinárias apresentavam alta de 2,56%.

O valor do pagamento foi calculado com base nas reservas de lucros da companhia do balanço do dia 30 de setembro e corresponde a R$ 1,41436439 por ação ordinária e preferencial de classe especial de emissão da Vale.

As ações da Vale passaram a ser negociadas ex-direitos tanto na B3 como na NYSE a partir do dia 27 de dezembro de 2019. Atualmente a mineradora possui 5,1 milhões de ações em circulação.

Juros sobre Capital Próprio (JCP)

O pagamento de JCP é diferente das distribuições de dividendos, mas também é uma forma de distribuir lucros. A diferença entre elas é meramente contábil e tributária.

O JCP é considerado uma despesa financeira da companhia. Por isso, reduz a base tributária da companhia, que irá pagar menos impostos. Quem paga o tributo é o acionista.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Esforço bilionário

Renault anuncia investimento de R$ 1,1 bi no Brasil

A empresa informa, contudo, que um novo ciclo de investimentos dependerá da melhoria da competitividade do País.

Dança das cadeiras

Bradesco anuncia mudanças na executiva e cita desafios concorrenciais e da covid

A vice-presidência com foco nos clientes vai abrigar o cargo de Chief Customer Officer (CCO).

PODCAST TELA AZUL

Tela Azul #21: Um fundo de investimentos focado em games!

Na edição desta semana do Tela Azul, recebemos o Rodrigo Knudsen, gestor do fundo Vitreo Tech Games.

estreia boa

Assaí sobe mais de 400% e Pão de Açúcar cai mais de 68%. Tá certo isso?

Como listagem ocorreu após cisão das operações do atacarejo, e não IPO, ações estão passando por reajuste para refletir nova realidade

Agora vai?

Bolsonaro diz que ‘está quase tudo certo’ para nova rodada do auxílio emergencial

Segundo Bolsonaro, o novo valor do auxílio, acordado em R$ 250 por quatro meses, está “acima da média do Bolsa Família, que é de R$ 190”.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies