Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-21T15:32:58-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
chegando no gigante asiático

Tesla recebe sinal verde para fabricar veículos na China

Ministério da Indústria da China concedeu à montadora do bilionário Elon Musk a autorização para operar

21 de outubro de 2019
15:02 - atualizado às 15:32
tesla
Imagem: Shutterstock

A Tesla já tem o sinal verde da China para fabricar carros elétricos no País. O Ministério da Indústria chinês concedeu à montadora do bilionário Elon Musk a autorização para operar, disse a Reuters.

A fábrica de US$ 2 bilhões (o equivalente a R$ 8,2 bilhões) está sendo construída em Xangai e deve começar a produção ainda neste mês, segundo a publicação. No entanto, ainda não está claro para o mercado se a Tesla atingirá as metas de produção no final do ano.

A Tesla pretende produzir pelo menos mil veículos Modelo 3 por semana com a fábrica de Xangai até o final deste ano. Ao mesmo tempo, a empresa do bilionário Elon Musk tenta aumentar as vendas no maior mercado automotivo do mundo e evitar tarifas mais altas de importação aos carros dos EUA.

De olho nos números

As ações da Tesla caíam cerca de 1,6% por voltas das 15h desta segunda-feira (21), sendo negociadas a US$ 252,91. No ano, a desvalorização é da ordem de 24%. Acompanhe nossa cobertura de mercados.

Os últimos números da empresa do bilionário Elon Musk já não foram totalmente animadores para o mercado. Entre julho e setembro, a companhia produziu 97 mil veículos. O CEO da Tesla havia dito, em setembro passado, que havia uma chance do resultado chegar aos 100 mil carros no período.

Apesar da promessa frustrada do bilionário, o desempenho representa um recorde, segundo a empresa, que informou a entrega de 79,6 mil carros do Modelo 3 e 17,4 mil unidades dos Modelos S e X nos últimos três meses. A produção total foi de 95,1 mil veículos.

"Assim como no segundo trimestre, quase todos os pedidos do Modelo 3 foram recebidos de clientes que não possuíam uma reserva anteriormente, solidificando a transição para gerar forte demanda orgânica", diz a companhia.

No trimestre anterior, a empresa de Elon Musk havia entregue 95,2 mil carros elétricos — deste total, eram 17,6 mil unidades dos Modelos S e X, e outros 77,5 mil veículos do Modelo 3. A produção de automóveis chegou a 87 mil unidades.

No início do ano, a Tesla estabeleceu como meta a entrega de 360 mil a 400 mil novos veículos neste ano.

Somando os resultados dos três trimestres até aqui, a companhia já entregou pouco mais de 255 mil unidades — foram 63 mil veículos nos três primeiros meses.

Assim, considerando o limite inferior da projeção, a Tesla precisaria entregar pelo menos 105 mil veículos no último trimestre de 2019.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

de olho na inovação

Amazon sinaliza interesse por criptomoedas em anúncio de emprego

Empresa procura “um líder de produto experiente para desenvolver a estratégia e o roadmap de produtos e moedas digitais

balanço em foco

Lucro da Hypera Pharma aumenta 18% no segundo trimestre

Cifra chegou a R$ 470,6 milhões no período; companhia obteve alta de 43,5% na receita líquida, a R$ 1,5 bilhão

seu dinheiro na sua noite

Quebrando recordes na corrida dos ETFs

A pira foi acesa em Tóquio: os Jogos Olímpicos estão oficialmente abertos — e eu estou empolgadíssimo. Não sei vocês, mas eu adoro as Olimpíadas, principalmente os esportes não muito convencionais. Claro, é legal assistir futebol, vôlei e basquete, mas eu gosto mesmo é de ver as modalidades que nunca passam na TV. Duelo de […]

FECHAMENTO DA SEMANA

Inflação salgada pressiona juros, mas dados americanos amenizam alta do dólar — já a bolsa não escapou da queda

Em semana recheada de ruídos políticos e incertezas, o Ibovespa acumulou uma queda de 0,72%. Já o dólar à vista subiu 1,86%, a R$ 5,2105

de olho no ir

Alta da arrecadação não dá ‘total liberdade’ para reduzir impostos, diz secretário do Tesouro

Jeferson Bittencourt considerou também que a reforma do IR ainda está em aberto, com muito para se discutir

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies