Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-09-05T17:23:47-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
O roxinho no topo

Nubank lidera lista de melhores startups brasileiras para se trabalhar. De novo

Além do Nubank, outras 24 empresas também figuram na lista. O ranking foi elaborado com base na análise dos dados gerados pelos 645 milhões de usuários da plataforma LinkedIn

5 de setembro de 2019
17:23
Sede do Nubank em Pinheiros
Nubank: startup do cartão roxo é a mais cobiçada - Imagem: Divulgação

Quando o assunto são startups modelo, não há dúvidas que além dos ambientes descolados e descontraídos em algum momento a conversa alguém lembrará do inegável sucesso da fintech do cartão roxinho. Admirado por todos, os novos empreendedores seguem em busca de ser o novo Nubank e aqueles que já estão no mercado de trabalho sonham com uma oportunidade profissional. Pelo menos é o que diz a nova edição da lista Top Startups no Brasil da rede social LinkedIn.

Segundo a publicação, que classifica as 25 melhores empresas jovens de destaque para trabalhar, o Nubank é a empresa que mais gerou crescimento no número de funcionários, engajamento, interesse por vagas e atração de grandes talentos, os quatro principais critérios para a criação do ranking. Esse é o segundo ano que a empresa aparece no topo da lista.

Recentemente, o Nubank vem tentando se firmar como uma alternativa aos bancos tradicionais. A fintech avaliada em quase R$ 40 bilhões tem investido em novas funções - como a liberação da função débito do seu cartão e a opção de uma nova aplicação em sua conta digital-, e na sua expansão internacional, que já conta com a presença do roxinho no México e Argentina.

Além da análise dos quatro quesitos com os dados gerados pelos 645 milhões de usuários da plataforma, as empresas precisam ter menos de 7 anos de atuação, no mínimo 50 funcionários, ser de propriedade privada e ter sede no Brasil para serem consideradas no ranking.  De acordo com a publicação essas "são jovens empresas que apresentam grande crescimento, causam disrupção em seus setores e estão mudando o modo como os profissionais trabalham e vivem".

Logo abaixo da fintech, outra sensação dos bancos digitais assume a segunda colocação do ranking. O C6 Bank, que desde janeiro oferece serviços financeiros ao público geral, planeja recrutar 100 profissionais até julho do ano que vem. O objetivo é enfrentar o cenário competitivo do setor.

Mas nem só de fintechs e bancos digitais são feitas as empresas mais inovadoras do país. Na terceira posição, a Loft oferece expertise na inteligência de dados para promover uma maior eficiência à compra, venda e reforma de imóveis.

A lista também conta com outras empresas do ramo financeiro e tecnologia da informação. Além disso, o ranking conta com a participação de startups do setor de educação, internet, software e alimentos e bebidas.

Confira o ranking completo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Petrobras privatizada vira possibilidade, Itaú revisa projeções para o Brasil e outros destaques

A proximidade do ano eleitoral não aprofunda apenas as discussões sobre o aumento de gastos do governo com medidas assistencialistas, como o Auxílio Brasil e o auxílio aos caminhoneiros, confirmados na semana passada após uma manobra no teto de gastos. Com outubro engatando a reta final, restam poucas folhas no calendário de 2021 e oportunidades […]

privatização no radar

Petrobras (PETR4) pede que governo explique estudo para venda de ações; papéis dispararam mais de 6% com rumores sobre privatização

Mais cedo, Bolsonaro reafirmou que a privatização “entrou no radar” do governo, mas destacou que o processo é uma “complicação enorme” e não deve sair tão cedo

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras na mira da privatização ajuda Ibovespa a recuperar parte das perdas recentes e bolsa sobe 2%; dólar cai a R$ 5,56

Os investidores começam a semana ainda digerindo a confirmação do rompimento do teto de gastos, mas como a situação deixou de ser especulativa, abriu espaço para uma recuperação puxada pela Petrobras

FINANCIAL PAPERS

Polêmica com vazamentos não afeta balanço do Facebook (FBOK34) e ações avançam em NY

Mais cedo, o noticiário sobre a empresa era dominado por notícias menos favoráveis com a divulgação dos “The Facebook Papers”

Vídeo

All time high do Bitcoin: como fica o mercado de criptos com a principal moeda em alta?

Analista de criptomercado comenta sobre a situação atual desse cenário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies