Menu
2019-10-14T14:15:44-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
perdido com os centavos?

Novo cofrinho de poupança? Neon anuncia função de investimento de trocados em CDB

Função que começa a ser implantada neste mês permitirá que usuários destinem parte de pagamentos no débito para aplicações automáticas em CDB

17 de junho de 2019
16:28 - atualizado às 14:15
poupança, investimento, porquinho
Na prática, a ferramenta funciona como separar o troco de cada pagamento do dia a dia e colocar em uma aplicação, como se fazia antigamente com os cofrinhos da poupança. Imagem: Shutterstock

A fintech Neon Pagamentos anunciou nesta segunda-feira, 17, que lançou uma nova função em sua conta: o "Arredondar Meus Centavos", que deve ser implantada gradualmente a partir deste mês.

A ideia é, segundo a Neon, é permitir que o cliente da conta, ao fazer um pagamento com o cartão de débito físico ou virtual, possa arredondar os valores para cima e aplicar essa diferença automaticamente em CDB.

Na prática, seria como separar o troco de cada pagamento do dia a dia e colocar em uma aplicação, como se fazia antigamente com os cofrinhos da poupança.

A Neon exemplifica: quem gasta R$ 24,25 numa refeição pode autorizar o arredondamento para R$ 25,00 — o comerciante recebe R$ 24,25 e R$ 0,75 são investidos automaticamente.

O diretor de Negócios da Neon, Guilherme Lorensini, diz que a fintech quer incentivar as pessoas a alcançarem seus objetivos financeiros mais rapidamente, fazendo do investimento um hábito cotidiano. "A caderneta de poupança é muito popular, mas rende muito pouco, em torno de 70% do CDI. Nosso CDB rende até 101% do CDI", diz

1x, 2x, 5x ou 10x

Segundo a Neon, quem optar por ativar a função "Arredondar Meus Centavos" terá a opção de escolher um fator multiplicador dos centavos entre 1x, 2x, 5x ou 10x.

Até atingir R$10,00, os centavos arredondados não rendem e podem ser consultados na lista de detalhe do investimento, descrito como "Arredondado (a investir)" – após atingir esse valor, eles são adicionados automaticamente ao investimento escolhido.

Só é possível ativar o arredondamento para um investimento. Caso o cliente queira resgatar os valores arredondados antes do investimento, precisa desativar a função no aplicativo — assim os valores que ainda não foram investidos serão creditados na conta.

Livre ou objetivo?

Conforme explica a Neon, ao investir pelo app é possível optar por dois modelos de investimentos em CDB: Livre ou Objetivo. Ambos possuem liquidez diária e rendimento progressivo, de 95% a 101% do CDI.

No primeiro, investe-se qualquer quantia a partir de R$10,00 e a qualquer momento. No segundo modelo, o cliente estabelece o valor que quer atingir, informa o tempo para a meta e se pretende investir diariamente ou mensalmente. Então, o app transfere automaticamente da conta corrente para os investimentos o valor necessário para alcançar a meta.

Segundo a Neon, os CDBs oferecidos são do Banco Votorantim, parceiro da fintech brasileira. Fundada em 2016, a Neon tem cerca de 2 milhões de usuários em sua base, segundo a própria empresa.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Exile on Wall Street

Estamos para ver o surgimento de um grande conglomerado de moda no Brasil?

Varejo é um jogo de escala. Quanto mais você vende, mais compra. Isso vale não só para os insumos, mas para tudo

Tecnologia no varejo

Magazine Luiza e Totvs anunciam parceria para integração de plataforma e marketplace

Para os vendedores, a notícia representa vendas diretas com taxas menores; já para os consumidores a vantagem é a entrega mais rápida

busca por acordo

Investidores cobram até R$ 60 bi da Petrobras em processos de arbitragem

Casos incluem tanto investidores nacionais quanto estrangeiros e vieram na esteira da Operação Lava Jato, que apontou práticas ilícitas na estatal

país em crise

Concorrente do Uber, Cabify encerra operações no Brasil por conta da pandemia

Fundada há 10 anos em Madri, empresa enfrentou um mercado altamente competitivo no Brasil, mas crise recente foi decisiva para startup deixar o país

TIM Brasil poderá emitir até R$ 5,7 bilhões em debêntures incentivadas

O projeto da operadora para melhorias nas redes fixas e móveis de 21 unidades da federação entrou na lista de autorizações do Ministério das Comunicações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies