Menu
2019-10-12T12:10:28-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
contradição?

Para Mark Zuckerberg, ninguém merece ser bilionário

CEO do Facebook comentou plataforma do pré-candidato democrata a presidência dos EUA, Bernie Sanders – que diz acreditar que bilionários não deveriam existir

4 de outubro de 2019
11:30 - atualizado às 12:10
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg, CEO do Facebook - Imagem: Shutterstock

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, indicou concordar com a frase do pré-candidato democrata a presidência dos Estados Unidos, Bernie Sanders, de que bilionários não deveriam existir. "Ninguém merece tanto dinheiro", disse.

Com uma fortuna caculada em US$ 69,4 bilhões (o equivalente a R$ 283 bilhões) - o que o faz uma das pessoas mais ricas do mundo -, Zuckerberg disse acreditar ser natural a recompensa por um bom trabalho. "Mas acho que parte da riqueza que pode ser acumulada é irracional", afirmou.

O executivo disse que tenta compensar seu status com investimentos filantrópicos, à frente da Chan Zuckerberg Initiative, iniciativa fundada por ele e sua esposa.

O bilionário falou nesta quinta-feira, 3, em reunião com funcionários do Facebook, que teve transmissão ao vivo em seu perfil na rede social. Nesta semana, o portal The Verge revelou áudios privados de eventos do empresário com colaboradores da empresa.

O conteúdo mostrou, entre outras coisas, que Zuckerberg teme que outra pré-candidata democrata, Elizabeth Warren, seja eleita e coloque em prática uma proposta de "dividir" grandes companhias de tecnologia, que ela vê como ameaça aos sistema democrático.

Em outra frente, o executivo sofre pressões por conta do lançamento da criptomoeda Libra - que também foi tema de comentários nos áudios. "Acho que as coisas públicas tendem a ser um pouco mais dramáticas", falou. "Mas uma parte maior disso é o envolvimento privado com reguladores de todo o mundo, e acho que muitas vezes são mais substanciais e menos dramáticas".

Outros temas

Também é tema dos áudios divulgados pelo portal o aplicativo TikTok, da maior startup do mundo, a chinesa ByteDance. Zuckerberg apresenta um plano para interromper o avanço global de seu mais recente concorrente.

A empresa introduziu um aplicativo chamado Lasso e o lançou no México - onde o TikTok ainda não fez incursões - na tentativa de aperfeiçoar o produto antes de lançá-lo em outros lugares. "Estamos tentando primeiro ver se conseguimos fazê-lo funcionar em países onde o TikTok ainda não é grande antes de competirmos com o TikTok nos países em que são grandes ".

Embora muitas das questões discutidas durante as reuniões sejam sérias, Zuckerberg também tenta aliviar o clima. Quando uma pessoa pergunta se o Facebook algum dia usaria sua tecnologia de interface cérebro-computador para fins de segmentação de anúncios, ele lembra do escrutínio que a Libra tem passado.

O empresário cogita, em tom de brincadeira, o que diriam as manchetes: "O Facebook quer realizar uma cirurgia no cérebro", diz. "Não quero ver as audiências do congresso sobre esse assunto", diz ele, quando a sala começa a rir.

Por volta das 11h, as ações do Facebook operavam em alta de 0,18%, a US$ 129,70. No ano, os papeis da companhia acumulam uma alta de cerca de 36%. Acompanhe nossa cobertura de mercados. 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Após vacinação e apoio fiscal

Economia dos EUA está “em ponto de inflexão” positivo, diz Powell, do Fed

Economia norte-americana está prestes a começar a crescer muito mais rapidamente, afirmou presidente do banco central norte-americano em entrevista

nos estados unidos

Remuneração de CEOs cresceu em meio à pandemia

Recuperação do mercado de ações impulsionou ganhos de executivos em 2020, que tiveram remuneração média de US$ 13,7 mi no período

Após estremecimentos

China quer parceria estratégia com Brasil, diz chanceler asiático

Chanceler chinês, Wang Yi, falou com o novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França.

entrevista

Bittar reafirma que Guedes sabia de acordo para destinar verba a emendas

Apontado como um dos artífices da “maquiagem” no Orçamento, o senador Marcio Bittar diz que não chegou sozinho ao valor de R$ 29 bilhões em emendas

Apesar da pandemia

Saúde perde espaço em emendas parlamentares

Números mostram estratégia dos parlamentares para destinar recursos para obras e projetos de interesse eleitoral em seus redutos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies