Menu
2019-05-20T15:22:00-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Lista de ofertas

Bolsonaro diz que pode oferecer “patriotismo, humildade e coragem” a empreendedores

Em discurso no Rio, presidente também culpou a imprensa pelos problemas do seu governo, que para ele, deveria “ser isenta”

20 de maio de 2019
15:22
Presidente da República, Jair Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro - Imagem: Alan Santos/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro voltou a culpar os parlamentares e outras corporações pela dificuldade de tomar as medidas necessárias para colocar o País no "rumo certo".

Em discurso de quase meia hora na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Bolsonaro culpou também a imprensa pelos problemas do seu governo, que para ele, deveria "ser isenta".

"Eu tenho enfrentado grupos corporativistas, é uma vontade enorme de colocar o Brasil onde ele merece. E grande parte desse sonho passa pelos senhores, os empreendedores", disse, referindo-se aos empresários e industriais presentes ao evento, onde ele foi homenageado com a medalha Mérito Industrial, honraria entregue também ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

"Os senhores são verdadeiros heróis, pelo que têm de enfrentar das autoridades municipais, estaduais e do executivo federal", afirmou o capitão da reserva. Ele deu como exemplo o que viu recentemente em sua viagem ao Texas, onde os impostos estaduais são zero.

"O que eu tenho que oferecer a vocês é o meu patriotismo, a humildade, e a coragem de enfrentar grupos corporativistas e uma vontade enorme de colocar o Brasil no lugar que ele merece", afirmou após receber a medalha Mérito Industrial da Firjan.

Estavam presentes na homenagem o governador do Rio, Wilson Witzel, e o prefeito da cidade, Marcelo Crivella, além do ministro de Minas e Energia, Bento de Albuquerque e os presidentes da Petrobras, Roberto Castello Branco, e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, entre outras autoridades.

Bolsonaro reclamou que a todo momento tentam desmoralizá-lo, sem citar nomes, e que se a Câmara dos Deputados e o Senado têm proposta melhor do que do governo para a reforma da Previdência, "que apresente", conclamou.

Segundo o presidente, "não há briga entre os poderes, o que há é uma grande fofoca. "E como não conseguem nos derrubar por medidas outras ficam o tempo todo metendo uma cunha entre nós", disse Bolsonaro.

Ele pediu aos convidados do evento, dividido entre empresários e parlamentares, que o ajudassem a acelerar o processo de votação da reforma da Previdência junto às bancadas do Estado no Congresso.

Meio ambiente

O presidente criticou o Ministério Público (MP) por se meter em questões ambientais. Ele afirmou que tem um ministro do meio ambiente "comprometido com o futuro", e voltou a sugerir que a região de Angra dos Reis, onde foi multado por pesca ilegal, "vire a nossa Cancún".

"A questão ambiental virou um óbice para o Brasil, tudo o MP se mete, algumas vezes com razão e outras vezes não, inviabiliza a obra", declarou, citando também o linhão de transmissão de energia em Roraima, que enfrenta dificuldades com a Funai para ser erguida.

"Nós sabemos que os interesses são outros, mas vamos resolver essa questão", afirmou.

Ainda sobre Angra dos Reis, Bolsonaro negou que tenha cometido crime ambiental, "tem o meu dedo na presença no Congresso nesse dia", e lamentou que "a única recordação que eu tenho de lá Angra é uma multa", brincou Bolsonaro sobre a multa do Ibama que depois foi anulada quando assumiu a presidência da República.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Exile on Wall Street

Agenda 2021: a dívida brasileira não pode ser deixada para trás

Por motivos (legítimos) de força maior, abandonamos a cartilha liberal para adotar uma estratégia keynesiana, sintetizada no slogan “nenhum brasileiro será deixado para trás”. Entendo o movimento. E até o considero correto

Mais uma disparada

Ibovespa abre em alta firme e se aproxima dos 80 mil pontos; dólar cai a R$ 5,19

O Ibovespa avança mais de 7% nesta manhã, ainda aproveitando o otimismo dos investidores com a estabilização nas curvas de contágio do coronavírus na Europa e nos EUA. Por aqui, a permanência de Luiz Henrique Mandetta no comando do ministério da Saúde também agrada os investidores

medida anticrise

Caixa lança site e aplicativo para auxílio emergencial; veja quem tem direito

Anúncio é uma das medidas do governo para fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

15 notícias para você começar o dia bem informado

O mês de março foi um banho de sangue nos mercados. Todo mundo que investe além da renda fixa perdeu dinheiro… só que não. Um levantamento feito a pedido do Seu Dinheiro mostra que 83 fundos multimercados ficaram no azul em março, enquanto o segmento teve uma queda média de 6,24%. O destaque de hoje […]

de olho no indicador

Vendas no varejo crescem 1,2% em fevereiro, diz IBGE

Houve aumento de 4,7% na comparação com fevereiro de 2019, puxado por atividades como hipermercados, móveis e eletrodomésticos e artigos de uso pessoal

cenário de crise

Embraer deve cortar salários e jornadas

Proposta apresentada pela empresa aos funcionários, na segunda-feira, 6, segundo o sindicato da categoria

Crise diplomática

Líderes do agronegócio pedem cautela no tratamento com a China

Ex-ministro da Agricultura Alysson Paolinelli se disse preocupado. “Não devemos insultar ninguém. E não podemos misturar comércio com política, precisamos de uma posição mais sadia, mais madura.”

balanço

Reservas internacionais da China atingem em março menor nível em 17 meses

Órgão regulador de câmbio da China atribuiu o recuo à forte valorização do dólar em março e a ajustes nos preços de outros ativo

Esquenta dos mercados

Desaceleração do coronavírus nos EUA e Europa traz bom humor aos negócios

Enquanto o número de casos desacelera no exterior, no Brasil os investidores ficam atentos aos números do Varejo de fevereiro e na manutenção do ministro da Saúde no cargo

alívio da ásia

Pela 1ª vez desde janeiro, China não registra mortes por covid-19

Foram notificados nesta terça-feira 32 novos casos, todos importados; número total de infectados baixou para 1.242, ontem eram 1.299

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements