Menu
2019-06-13T13:55:42-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
mais um indicador

Volume de serviços sobe 0,3% em abril ante março, diz IBGE

O resultado ficou abaixo da mediana de alta de 0,5% das estimativas na pesquisa do Projeções Broadcast, mas dentro do intervalo das expectativas

13 de junho de 2019
10:54 - atualizado às 13:55
Central de Telemarketing da TIM
Central de Telemarketing da TIM - Imagem: J.F.Diorio/Estadão Conteúdo

O volume de serviços prestados aumentou 0,3% em abril ante março, na série com ajuste sazonal, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços, informou nesta quinta-feira, 13, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado ficou abaixo da mediana de alta de 0,5% das estimativas na pesquisa do Projeções Broadcast, mas dentro do intervalo das expectativas, que ia de taxa zero a avanço de 1,0%.

No mês anterior, o resultado foi revisto de uma queda de 0,7% para um recuo de 0,8%.  Já na comparação com abril do ano anterior, houve queda de 0,7% em abril de 2019, já descontado o efeito da inflação.

O gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo lembra que a alta de alta de 0,3% em abril não recupera a perda registrada no mês anterior. O setor de serviços acumulou uma perda de 1,8% nos três primeiro meses do ano e encontra-se ainda 1,4% abaixo do patamar de dezembro de 2018, lembrou Lobo.

"Não dá para dizer que é o início de uma recuperação. Tem que levar em consideração a trajetória ao longo do tempo", resumiu Lobo.

O recuo ficou mais intenso que a mediana negativa de 0,48% das projeções, mas também veio dentro das expectativas: de queda de 1,1% a alta de 1,7%. A taxa acumulada no ano foi de 0,6%. Em 12 meses, houve elevação de 0,4%.

Serviços de informação e comunicação crescem 0,7%

Segundo o IBGE, três das cinco atividades de serviços registraram crescimento na passagem de março para abril.
Houve aumento no volume de serviços prestados nas atividades de informação e comunicação (0,7%), serviços profissionais, administrativos e complementares (0,2%) e serviços prestados às famílias (0,1%).

Na direção oposta, houve recuos nos transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-0,6%) e nos outros serviços (-0,7%).O agregado especial de Atividades turísticas registrou redução de 1,5% em abril ante março.

Falta demanda e investimentos

De acordo com Lobo, a demanda enfraquecida e a falta de investimentos são elementos que têm dificultados uma recuperação do setor de serviços. O índice de difusão de serviços - que mede a proporção dos 166 segmentos investigados com avanços no volume prestado - aumentou de 44,0% em março para 48,8% em abril.

"Ainda está negativo, ainda tem mais da metade dos serviços com queda em relação ao mesmo mês do ano anterior", ressaltou Lobo.

"Tem um cenário ainda muito enfraquecido economicamente, a demanda enfraquecida", mencionou. "A gente tem uma freada clara dos investimentos públicos de 2014 para cá, e que não foram compensados por aumento nos investimentos privados. As sondagens davam conta de algum tipo de melhoria depois das eleições de 2018, mas as expectativas não se confirmaram. A gente vê um discurso de que algumas reformas precisam ser aprovadas para que haja algum tipo de estimulo de parte do empresariado para retorno de investimentos, mas a gente não tem certeza se esse retorno de fato vai acontecer", completou o gerente da pesquisa do IBGE.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Estamos em um novo ciclo de alta de commodities?

Por que está se falando tanto em commodities? Isso é o que Matheus Spiess te explica no vídeo de hoje. Observando o histórico de ciclos de alta de commodities, presenciamos ciclos de altas de preços nas matérias primas. E estudos dizem que estamos na beira de um SUPERCICLO. Vamos ao passado: Início de 1900: 2º […]

Controle total

Petrobras: Cade aprova venda da participação da estatal em eólica para FIP Pirineus

Após a assinatura do acordo de R$ 32,97 milhões, o FIP Pirineus passa a deter o controle unitário do empreendimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies