Menu
2019-06-04T14:47:16-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
A bola com o mercado

Conselho de Política Energética aprova resolução para fomentar livre concorrência em abastecimento

Objetivo da proposta é estimular a entrada de novos agentes econômicos e as consequentes atração de investimentos e geração de empregos

4 de junho de 2019
14:47
Torre de transmissão de energia elétrica
Imagem: Shutterstock

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou nesta terça-feira, 4, em reunião extraordinária, resolução para fomentar a livre concorrência na atividade de abastecimento de combustível no Brasil, informou nesta data o Ministério das Minas e Energia (MME). Segundo o comunicado, "o objetivo é estimular a entrada de novos agentes econômicos e as consequentes atração de investimentos e geração de empregos".

Na resolução, ficou estabelecido que os órgãos envolvidos - além do MME, o Ministério da Economia e a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) - providenciem, em até 180 dias, estudos para viabilizar a demanda aprovada.

O Ministério da Economia estudará a implementação da cobrança monofásica de tributos. Conforme antecipado pelo Broadcast em maio, a medida atinge principalmente a cadeia de etanol hidratado, cuja cobrança é feita na distribuidora e em usinas. "Reforça-se que, para a venda direta de etanol, faz-se necessária a aprovação de lei que estabeleça a monofasia tributária federal", informou o comunicado.

Segundo a resolução do CNPE, o MME fará estudos sobre modelos de negócios e arranjos societários entre agentes regulados para subsidiar a formulação de medidas com o objetivo de ampliar a competitividade do setor.

"Caberá também ao MME, em articulação com os órgãos pertinentes, o combate à sonegação e à adulteração de combustíveis, práticas que distorcem a concorrência no setor".

A ANP concluirá os processos de tomada pública de contribuição (TPC) sobre as atividades de distribuição e de revenda de combustíveis no País. A agência terá um prazo adicional de até 240 dias para avaliar outros temas relativos ao abastecimento de combustíveis não mencionados nas TPC.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Triste marca

Brasil registra mais de 500 mil mortos por covid-19

Em 24 horas foram 2.301 óbitos e 82.288 novos casos. Em nota, Conass ressalta que o Brasil tem 2,7% da população mundial, e é responsável por 12,8% das mortes

Here comes the sun

Energia solar ruma para liderança no País até 2050

O sol será responsável por 32% da geração, ao mesmo tempo em que a participação das hidrelétricas deve cair para cerca de 30%

ESTRADA DO FUTURO

Os três setores mais lucrativos em tecnologia, e por que você deve investir neles

Integração entre softwares e Inteligência Artificial são dois dos segmentos que devem fazer parte de qualquer portfólio de investimentos vencedor

Ano de eleição

Promessas de Bolsonaro estouram “folga” do Orçamento em 2022

A ampliação do Bolsa Família e um eventual aumento de 5% nos salários do funcionalismo público já superam o espaço adicional de R$ 25 bilhões para o próximo ano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies