Menu
2019-05-01T09:07:29-03:00
Estadão Conteúdo
QUE VISTA

Airbnb terá dez andares no Rockefeller Center, em NY

A operação será semelhante à operação de um hotel, com lobby dedicado, restaurante, bar e centro de convenções.

1 de maio de 2019
9:07
Rockefeller Center, em Nova York
Rockefeller Center, em Nova York - Imagem: Shutterstock

O Airbnb anunciou que transformará 200 quartos espalhados por 10 dos 75 andares do Rockfeller Plaza, em Nova York, em acomodações que poderão ser alugadas pelo aplicativo de hospedagem.

A operação será semelhante à operação de um hotel, com lobby dedicado, restaurante, bar e centro de convenções.

Segundo o Wall Street Journal, as hospedagens ocorrerão nos andares mais altos do prédio - o objetivo é usar a vista para atrair turistas. Será possível observar a catedral de San Patrick, o Empire State e a pista de patinação do gelo, que é ativada perto do Natal.

Em março, o Airbnb comprou por US$ 463 milhões o HotelTonight, site de reservas de quartos - é a maior compra da história da empresa. O objetivo do Airbnb era oferecer mais reservas de quartos de hotéis, estratégia reforçada com o anúncio de quartos no Rockfeller Plaza.

A oferta de quartos no ponto turístico será feita em uma parceria entre Airbnb e RXR Realty LLC, uma das principais empresas imobiliárias de Nova York.

A parceria também tenta legitimar a presença do Airbnb em Nova York, que tem leis severas em relação ao aluguel de residências. Na cidade, é proibido o aluguel de casas e apartamentos por menos de 30 dias sem a presença do residente do local. O Airbnb e a RXR planejam outras parcerias do tipo na cidade.

Hotel. Enquanto o Airbnb quer ficar mais próximo a um hotel, a rede de hotéis Marriott quer ficar mais parecida com o Airbnb. A rede oferecerá serviços nos moldes da rede de compartilhamento de hospedagem. O novo serviço, chamado Homes & Villas, estará disponível inicialmente na Europa e, depois, nos EUA, segundo o The Wall Street Journal.

O programa deve ser lançado semana que vem. Segundo o jornal, serão oferecidas 2 mil hospedagens de luxo em mais 100 cidades. A noite em um quarto compartilhado deverá custar a partir de US$ 200 e chegar até US$ 10 mil. Os hóspedes poderão ainda resgatar pontos no aluguel e usar em um programa de fidelidade.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Radiocash

“Quando comecei a criar o Me Poupe, eu queria transformar finanças em mainstream”, conta Nathalia Arcuri

A plataforma de conteúdo e educação financeira tem uma CEO com uma jornada polêmica e impactante; confira no RadioCash

Economia na defesa

Privatização da Eletrobrás é ‘entrega elevadíssima’, afirma secretário de Guedes

Segundo associações do setor, o texto aprovado vai aumentar o custo da energia para consumidores em R$ 84 bilhões nas próximas décadas

Entre a cruz e a espada

Bitcoin se aproxima da “Cruz da Morte”: O que isso significa para a criptomoeda?

O bitcoin tocou essa linha imaginária no último final de semana, o que deve determinar o futuro da moeda para os próximos meses

Buscando confiança

Números de abril revelam melhora do IRB, mas queda da ação mostra que desconfiança persiste

Estratégia de rever contratos, principalmente no exterior, diminuiu as receitas fora do Brasil, mas ajudou sinistralidade e resultado final

Economia dos eua

Dirigente do Fed admite inflação alta, mas defende contínuo apoio monetário

Presidente da distrital do banco admitiu que as leituras recentes de inflação estão “altas” e devem ser monitoradas de perto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies