Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-01-23T12:52:50-02:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

Entrada de dólares supera saída pela segunda semana seguida

Fluxo cambial ficou positivo em US$ 1 bilhão na terceira semana do ano

23 de janeiro de 2019
12:52
Dolar-nota-barco
Imagem: Shutterstock

A sobra de dólares no mercado cambial brasileiro somou US$ 1,037 bilhão na terceira semana de janeiro, após ingresso de US$ 1,448 bilhão na semana anterior, que marcou o primeiro resultado positivo desde o começo de novembro do ano passado.

No acumulado do ano, a conta é positiva em US$ 1,173 bilhão, sendo formada por ingresso de US$ 1,532 bilhão na conta financeira e uma saída de US$ 359 milhões na conta de comércio exterior.

Em função do comportamento sazonal do mercado era esperada essa entrada de moeda, já que boa parte do fluxo negativo do fim de ano tem relação com questões contábeis e tende a retornar na abertura do ano. Ao longo dos próximos meses também se espera maior contribuição da conta de comércio junto com a intensificação de embarques das safras para o mercado externo.

O acompanhamento do fluxo à vista é algo relevante, mas a formação de preço do dólar ocorre, mesmo, no mercado futuro da B3, pois é lá que os comprados, que ganham com a alta do dólar, e os vendidos, que ganham com a queda da moeda, protegem suas exposições em outros mercados e fazem apostas direcionais na moeda americana.

Na semana passada, o dólar acumulou alta de 1,16%, retomando a linha de R$ 3,75. Nesta semana, o dólar seguiu ganhando fôlego e foi acima de R$ 3,80.

Desde o fim do ano passado, os fundos de investimentos vinham ampliando sua posição vendida em moeda americana, movimento que teve pausa nos últimos dias. Ainda assim, os fundos seguem com expressiva posição vendida de US$ 33,8 bilhões em dólar futuro e cupom cambial (DDI, juro em dólar). São US$ 11,8 bilhões em contratos de dólar e outros US$ 21,9 bilhões em cupom cambial. No fim de 2018, a posição líquida era de US$ 26,5 bilhões.

Na ponta de compra, o estrangeiro segue com estoque comprado de US$ 35,2, sendo US$ 5,9 bilhões em dólar futuro e US$S 29,3 bilhões em Cupom cambial. O não residente tinha fechado o ano comprado em US$ 31,9 bilhões.

Os bancos deixam de ser relevantes nesse mercado, após um firme ajuste de posições iniciado no fim do ano passado. A posição líquida é vendida em apenas US$ 3,2 bilhões, depois de passar de US$ 17 bilhões em meados de dezembro.

Os bancos também carregam uma expressiva posição vendida no mercado à vista, na casa dos US$ 25 bilhões, reflexo do fluxo cambial negativo do fim do ano passado somado às atuações do BC no mercado via leilões de linha com compromisso de recompra.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

parecer do relator da reforma

Dividendos recebidos por fundos de investimento; veja novas mudanças em 4 pontos

Relator da reforma do Imposto de Renda inseriu em seu parecer a previsão de que os lucros e dividendos recebidos por fundos de investimento serão tributados em 5,88%

seu dinheiro na sua noite

Com alta da Petrobras, Ibovespa fecha terça no azul; veja os destaques

Dia teve tanto o Ibovespa quanto o dólar em uma verdadeira montanha-russa, mas altas de Vale e Petrobras garantiram fechamento no azul

FECHAMENTO DO DIA

Vale puxa o Ibovespa e garante alta do dia, mas dólar avança com temores fiscais na véspera do Copom

Em Nova York, a volatilidade foi mais comedida. No Brasil, o conturbado cenário interno trouxe dor de cabeça e tensão para o Ibovespa e o câmbio

Chama o Max!

Como ter renda extra através de ações? Max Bohm explica os diferentes tipos de proventos!

Já pensou viver de renda? É o sonho de muitos brasileiros. Max Bohm, analista da Empiricus, explica quais são os diferentes tipos de proventos recebidos por um acionista. Confira agora!

Com preço no piso da faixa indicativa, Raízen movimenta R$ 6,9 bilhões no IPO; veja o que vem a seguir para esta ação

Ação da produtora de açúcar e álcool e dona dos postos Shell é precificada a R$ 7,40 e começará a ser negociada no próximo dia 5

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies