🔴 DÓLAR A R$5,38 E PODE SUBIR MAIS – VEJA COMO PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
REPERCUSSÃO

O que a imprensa internacional está dizendo sobre a tragédia em Brumadinho

Desastre humano e ambiental causado por barragem da Vale que rompeu é acompanhado de perto pela mídia estrangeira

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
26 de janeiro de 2019
13:39

A tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais, vem sendo acompanhada de perto pela imprensa europeia. Além de fazer reportagem sobre o tema, a rede de televisão britânica BBC tem atualizado as informações sobre o Brasil em texto corrido na parte de baixo da televisão, enquanto trata de outros assuntos no noticiário.

Em seu site, o colapso da barragem também está bem detalhado, acompanhado da informação de que há pouca esperança de encontrar as centenas de pessoas desaparecidas no Brasil. A BBC informa também que o episódio ocorreu na propriedade da maior mineradora do País, a Vale.

O jornal britânico de economia Financial Times também escolheu mencionar o caso em sua página principal na internet.

O periódico recordou que, em novembro de 2015, a companhia também esteve envolvida em outra calamidade: 19 pessoas foram mortas quando barragens que continham resíduos na mina de minério de ferro se romperam, submergindo a cidade local de Mariana e lançando milhões de toneladas de lama nos rios.

"As barragens de rejeitos são usadas para armazenar resíduos das minas, e a que quebrou na área de Brumadinho no último desastre da barragem do Vale estava ociosa."

O também britânico The Guardian traz a história como a sua principal reportagem na versão online e publicou uma foto com o lamaçal que encobriu a região.

"As chances de encontrar sobreviventes são 'mínimas' depois que as barragens de rejeitos de minério de ferro se romperam." Um vídeo também acompanha o texto, que informa que o presidente Jair Bolsonaro visitou Minas Gerais e sobrevoou ontem a área do desastre.

Na França, o jornal Le Monde também traz a informação na homepage, mas com menos destaque. A reportagem também comenta sobre a pequena probabilidade de se encontrarem mais sobreviventes e lembrou do drama similar ocorrido em 2015 no mesmo Estado.

Le Figaro, por sua vez, optou por dar bastante ênfase às imagens e ressalta que as autoridades brasileiras temem um registro "muito pior" do que os nove mortos e cerca de 300 desaparecidos registrados até agora.

Na Alemanha, o Bild também tem atualizado o seu noticiário sobre a tragédia brasileira com frequência.

A última informação foi disponível às 15h30 local (12h30 de Brasília), citando atualizações de números de mortos e expectativas de sobreviventes e lembra que a calamidade de ontem faz voltar a memória o desastre da lama tóxica em Mariana, há pouco mais de dois anos, também em Minas Gerais.

"Mais uma vez, atingiu a região de mineração do sul do Brasil. Entre as pessoas desaparecidas, estão muitos trabalhadores da empresa Vale."

*Com Estadão Conteúdo

Compartilhe

DRENAGEM FALHOU

Barragem de rejeitos da Vallourec transborda em MG às vésperas do aniversário de 3 anos da tragédia de Brumadinho

8 de janeiro de 2022 - 13:37

Apesar do transbordamento, não houve rompimento da barragem; rejeitos invadiram pista da BR-040 e pelo menos uma pessoa ficou ferida

Olhar de fora

Perfuração levou à tragédia em Brumadinho, diz universidade catalã

5 de outubro de 2021 - 7:53

Financiado pela Vale, resultado do estudo foi divulgado pelo Ministério Público Federal

Preço da tragédia

Vale prevê gastar quase R$ 17 bilhões com Brumadinho neste ano; Credit Suisse mantém recomendação de compra para ação

9 de setembro de 2021 - 12:14

O Credit Suisse reconhece que existe um risco de multas adicionais ou desdobramentos de Brumadinho frustrarem os planos da empresa

A tragédia na justiça

Após sindicato pedir indenização maior, Vale diz ter acordos com 1,6 mil familiares de vítimas de Brumadinho

23 de julho de 2021 - 14:04

O Sindicato Metabase Brumadinho recorreu à justiça solicitando a elevação de R$ 1 milhão para R$ 3 milhões no valor da indenização a ser paga pela mineradora

Três anos da tragédia

CVM acusa ex-CEO e ex-diretor da Vale no caso Brumadinho

6 de abril de 2021 - 8:36

Ao comunicar a abertura de inquérito, em 2019, a CVM destacou que a apuração não incluía a atuação sobre questões relativas à legislação ambiental

justiça

Vale fecha acordo em MG e pagará R$ 37,7 bilhões em reparações por Brumadinho

4 de fevereiro de 2021 - 11:33

Montante, a ser utilizado em ações socioeconômicas e ambientais, é considerado positivo por analistas

caso brumadinho

Vale confirma continuidade das tratativas com MG e instituições de Justiça

29 de janeiro de 2021 - 16:44

Em caso Brumadinho, ação civil pública pede R$ 54,7 bilhões; proposta da Vale foi de R$ 29 bilhões, abaixo do que os autores consideram viável para um acordo

Desastre

Brumadinho: Justiça de MG nega bloqueio de R$ 26 bilhões da Vale

6 de outubro de 2020 - 16:12

O pedido havia sido feito por Ministério Público Federal e de Minas Gerais, Advocacia-Geral da União (AGU) e Defensoria Pública da União e de Minas Gerais.

mineradora divulgou relatório

Com Brumadinho, produção de minério da Vale cai 21,5%

12 de fevereiro de 2020 - 8:33

Empresa manteve a estimativa de produção entre 340 milhões e 355 milhões de toneladas para 2020, apesar dos possíveis impactos do coronavírus

preocupação ambiental

Após Brumadinho, grupo com mais de US$ 14 tri sob gestão pressiona mineradoras por transparência

27 de janeiro de 2020 - 9:33

Movimento capitaneado pelo fundo The Church of England divulgou um banco de dados global com informações de 1.939 barragens

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar