O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2019-10-01T17:16:27-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
A gigante não para

Os produtos que a Apple deve lançar até o fim de 2019; confira a lista

Na lista de promessas para o mercado estão MacBooks e um serviço de streaming próprio

1 de outubro de 2019
14:08 - atualizado às 17:16
Apple
Imagem: Shutterstock

Podemos já ter chegado em outubro, mas 2019 está longe de acabar. Pelo menos para a Apple. A gigante de tecnologia, que acabou de lançar seus novos modelos de iPhone, iPad e AirPods, tem grandes planos até dezembro e promete não dar trégua para seus fãs.

E se engana quem pensa que os novos produtos devem ser coisa pequena. Na lista de promessas da empresa estão MacBooks, um serviço de streaming próprio e (mais) um AirPod.

O site Business Insider reuniu uma lista das novidades que o mundo "tech" espera da companhia de Tim Cook até dezembro. Confira os detalhes de cada uma delas.

iPad Pro

Não, não se trata de um produto totalmente novo. A Apple na realidade planeja atualizar os modelos de tablets que foram lançados no fim do ano passado. Mas, embora pareçam muito com os seus antecessores, os novos iPads devem trazer melhores câmeras e processadores mais rápidos.

A ideia de uma nova geração de tablets vem sendo alimentada desde o lançamento do iPad Air e do iPad mini no início de 2019. A data para que os novos modelos sejam apresentados ainda não é 100% definida.

iPad Pro 2018
iPad Pro 2018 - Imagem: Shutterstock

MacBook Pro

Essa deve ser uma das cerejas do bolo em 2019 e motivos não faltam para isso. Com 16 polegadas de tela, o novo MacBook Pro acabou virando ao mesmo tempo uma grande promessa e expectativa. O laptop deve contar com molduras mais finas para as telas, o que deve permitir que o equipamento ganhe espaço de tela sem necessariamente ficar maior no tamanho geral.

Esse deve ser o maior laptop que a Apple oferece desde o MacBook Pro de 2011, que contava com 17 polegadas.

MacBook Pro

Apple TV Plus

Em tempos de Netflix e Disney+, o serviço de streaming da Apple vem fazendo barulho. O produto, que estreia em 1º de novembro, vai contar com uma programação premium, incluindo nomes como Steven Spielberg e Oprah Winfrey, além de programas como "The Morning Show", estrelado por Reese Witherspoon, Steve Carell e Jennifer Aniston, e "See", estrelado por Jason Momoa.

A Apple já deu alguns detalhes de como tudo isso vai funcionar. A assinatura custará US$ 5 por mês, e a empresa oferecerá uma avaliação de sete dias. A companhia também oferece gratuitamente um ano do Apple TV+ para quem compra um iPhone, iPad, Mac, iPod touch ou Apple TV.

Apple TV+

Mac Pro

Menina dos olhos de qualquer fã, os Macs devem ganhar uma nova geração em 2019. Em junho, a Apple chegou a apresentar o novo Mac Pro, o primeiro da linha desde 2013, e ele veio cercado de potência e design. O preço da tecnologia de ponta, no entanto, será salgado: a partir de US$ 6 mil.

(Mais) AirPods

Parece que foi ontem que a Apple lançou novos AirPods. E foi mesmo. Em março deste ano a empresa de Tim Cook lançou a segunda geração de seus fones sem fio, mas parece que já tem planos de lançar uma nova. Os especialistas em tecnologia esperam que os novos pares de AirPods venham resistentes à água e estejam nas lojas até o começo do próximo ano.

AirPods

*Com informações da Business Insider.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

NOITE CRIPTO

Não durou muito: bitcoin (BTC) opera em queda e volta a ficar abaixo do nível de US$ 30 mil; veja a performance das outras criptomoedas

O peso da perda de confiança do mercado é um dos pontos que mais afastam o investidor do mercado de criptomoedas atualmente

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JPC: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies