Menu
2019-04-20T14:20:08-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Secretário do Tesouro Nacional

Mansueto critica aumento de salário ao funcionalismo público

Secretário se referia ao fato de que, mesmo com país passando por recessão, carreiras públicas tiveram aumento de salário nos últimos quatro anos

27 de fevereiro de 2019
15:58 - atualizado às 14:20
Mansueto Almeida, secretário do Tesouro Nacional
Secretário afirmou ainda que o crescimento de despesa com pessoal é “extremamente grave” nos EstadosImagem: Gustavo Raniere

Para o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, os reajustes de salários concedidos ao funcionalismo público “terão de ser controlados”.

Mansueto apresenta o resultado do Tesouro e voltou a afirmar que sem controle das despesas obrigatórias não há como se fazer um equilíbrio fiscal. Entre esses gastos, o secretário chamou atenção para os gastos com pessoal (ativos e inativos) que subiram 0,5 ponto do Produto Interno Bruto (PIB) nos últimos quatro anos.

De acordo com Mansueto, esse crescimento de despesa está ligado aos aumentos salariais concedidos aos “funcionários públicos das carreiras mais bem pagas”, nos anos de 2016, 2017,2018 e 2019. O reajuste médio anual foi de 5,5% em termos nominais.

Esse percentual de 0,5 ponto do PIB, lembrou Mansueto, é quase tudo que o governo federal investe por ano.

O secretário afirmou ainda que o crescimento de despesa com pessoal é “extremamente grave” nos Estados. Ele também criticou o fato de governantes que estão saindo poderem deixar aumentos de salários contratos para que o novo eleito arque com o seu pagamento.

A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) veda aumento de salários nos últimos seis meses de governo, mas não proíbe o chamado aumento parcelado ao longo de diferentes anos. Para o secretário, o aumento teria de ser circunscrito ao mandato do governante.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

na agenda

Questões sobre MP da privatização da Eletrobras serão decididas nesta quarta, diz Pacheco

Senado deve discutir inclusive os requerimentos de impugnação de jabutis – como são chamados as emendas com temas estranhos à proposta original

seu dinheiro na sua noite

De carona no trem das commodities

Quando falamos em ações que se beneficiam da reabertura da economia pós-covid, logo se destacam os papéis de empresas ligadas à produção de commodities. Quem vem apostando nesses ativos neste ano está se dando bem. Mas é bem verdade que a “tese da reabertura” já está em andamento. Para quem perdeu esse trem, ainda dá […]

aquisição via controlada

Ambipar compra 100% da Ecológica Nordeste

Negócio está em linha com seu plano estratégico de crescimento, com captura de sinergias e potencial maximização das margens e retorno, diz a empresa

denúncia da fup

Médicos da Petrobras receitam remédio sem eficácia a funcionários com covid-19

A estatal segue o comportamento do governo federal, que liderado pelo presidente Jair Bolsonaro, defende o tratamento precoce do covid-19 via medicamentos não aceitos pela OMS

fique de olho

Tesouro divulga cronograma dos leilões de títulos do 3º trimestre

No caso das Notas do Tesouro Nacional – Série F (NTN-F), a instituição deixará de ofertar o papel com prazo de referência de oito anos (1/1/2029)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies