Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-10-01T09:04:40-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Relação Instável

EUA desistem de ‘excluir’ Canadá de novo Nafta

Retomada de laços deve favorecer indústrias automobilísticas e de lacticínios

1 de outubro de 2018
6:38 - atualizado às 9:04
Nafta
Presidente dos EUA, Donald Trump, ataca acordo desde sua corrida eleitoral em 2016 - Imagem: shutterstock

Os Estados Unidos chegaram a um acordo com o Canadá para manter o país no Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta), que também inclui o México. O anúncio foi realizado na madrugada desta segunda-feira, 1º.

A reformulação do acordo deve beneficiar ambas nações, com Washington facilitando o acesso dos americanos a laticínios canadenses. Por outro lado, o Canadá deve ter sua indústria automobilística protegida com os EUA diminuindo tarifas sobre esses bens, segundo o New York Times.

Em seu twitter, o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, disse que esse "era um bom dia para o Canadá e seus parceiros comerciais".

Incerto

Desde sua campanha eleitoral, o presidente norte-americano, Donald Trump, vem criticando o acordo. No mês passado, Trump disse que o Canadá ficaria fora do acordo de livre comércio pois o NAFTA "era um dos piores acordos comerciais já realizados" e que Washington perdeu "milhares de negócios e milhões de empregos".

Sob pressão

Os países estavam sob pressão para fechar uma nova versão do acordo até o domingo para, então, compartilhar o texto com o México. Agora o documento deve ser assinado pelo presidente mexicano, Enrique Peña Nieto antes que ele deixe o cargo, no final de novembro.

*Com Estadão Conteúdo

 

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Balanço do mês

Com alívio nos juros futuros, renda fixa atrelada à inflação é o melhor investimento de novembro; bitcoin, FII e ações ficam na lanterna

Passado o pânico com o drible do teto de gastos, queda nos juros futuros deu aos títulos com alguma parcela da remuneração prefixada espaço para se recuperar; mas ativos de bolsa continuaram sofrendo

Dia Agitado

Após receber aporte bilionário, Ânima (ANIM3) compra participação em plataforma para formação de profissionais de saúde

Através de sua controlada Inspirali, a mesma a receber o aporte mais cedo, a companhia fechou um acordo para a aquisição de 51% da IBCMED

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ômicron e Powell assustam mercados, mas criptomoedas escapam da queda; confira os destaques do dia

O fim de novembro chega carregado de expectativa para o início oficial da temporada das festas de final de ano. As tradições natalinas podem variar de família para família, mas algumas coisas são universais — como as retrospectivas pessoais e a presença do clássico “Então é Natal”, da cantora Simone, em quase 100% dos lares […]

Natal antecipado

Dividendos: Blau Farmacêutica (BLAU3) vai distribuir juros sobre o capital próprio (JCP); confira o valor por ação

A ‘data de corte’ para os proventos, que devem cair na conta dos acionistas em 15 de dezembro, é na próxima sexta-feira (3)

FECHAMENTO DOS MERCADOS

PEC dos precatórios caminha e limita queda do Ibovespa, mas índice fecha novembro no vermelho; dólar vai a R$ 5,63

A nova variante do coronavírus e o posicionamento do Fed diante das ameaças amargaram o humor dos investidores no exterior, mas o Ibovespa conseguiu se segurar nos 100 mil pontos com o noticiário político

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies