Menu
2019-04-20T15:28:11-03:00
Estadão Conteúdo
REUNIÃO DO G20

Macron sobre acordo de Paris: ‘compete a Bolsonaro esclarecer as coisas’

Ele disse que futuro das negociações de Mercosul e UE dependem se o Brasil vai aceitar o acordo de Paris

2 de dezembro de 2018
8:38 - atualizado às 15:28
O presidente francês, Emmanuel Macron, e o presidente eleito no Brasil, Jair Bolsonaro
O presidente francês, Emmanuel Macron, e o presidente eleito no Brasil, Jair Bolsonaro - Imagem: Fotos: Shutterstock

O presidente da França, Emmanuel Macron, reiterou a jornalistas neste sábado que o futuro das negociações entre o Mercosul e a União Europeia depende do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Ele disse que o bloco europeu não negocia com países que queiram deixar o acordo climático de Paris.

"Não me compete pronunciar aqui sobre as intenções do Bolsonaro", disse o francês na entrevista, após o encerramento na cúpula do G20. "Compete ao presidente Bolsonaro quando quiser esclarecer as coisas. O que eu disse da minha parte é que a França não apoiará acordo com quem não respeita o Acordo de Paris."

Macron ressaltou que "não pode pedir aos europeus, à indústria, à agricultura e aos atores econômicos que façam esforços indispensáveis neste momento de transição e ao mesmo tempo que façam acordos com países que violam estas mesmas obrigações".

Nesta sexta-feira, Macron sinalizou que Bolsonaro pode ser um obstáculo para um acordo entre União Europeia e Mercosul, com negociações que já se arrastam por 20 anos. Bolsonaro respondeu em seguida ressaltando que não fará acordos que prejudiquem o Brasil. "Sujeitar automaticamente nosso território, leis e soberania a colocações de outras nações está fora de cogitação", escreveu o presidente eleito nas redes sociais.

Macron acrescentou que disse ao presidente da Argentina, Mauricio Macri, que, dentro do Mercosul, uma conversa direta com a Casa Rosada pode prosperar.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Divergências

Saneamento divide equipes de Guedes e Marinho

As regras que estão em discussão interna no governo foram consideradas benevolentes demais às estatais que já atuam no setor por integrantes da área econômica e também pelo setor privado

CARREIRA

Empiricus lança MBA de Análise de Ações com Estácio e oferece emprego de até R$ 25 mil a melhor aluno

Curso terá diploma de pós-graduação do MEC; programa alia conteúdo acadêmico com a prática de mercado dos profissionais de investimento.

Custo bilionário

Governo prevê a contratação de quase 51 mil servidores no orçamento de 2021

A partir de 2022, o custo anualizado do governo para manter essas novas despesas sobe para R$ 4,5 bilhões.

SÓ ELOGIOS

O bom, o ótimo e a Weg: BofA eleva preço-alvo das ações a R$ 90

Para analistas, empresa tem tudo para manter os resultados em patamares alto, justificando valor de mercado caro

MAIS UMA

Dona da Puket e da Imaginarium quer listar ações na bolsa

Uni.co, controladora das marcas, pretende utilizar recursos para expandir operações e vender participação do fundo Squadra

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies