Menu
2018-10-07T23:09:57-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Eleições 2018

Governo Bolsonaro será pautado por austeridade, transparência e honestidade, diz General Augusto Heleno

Em entrevista conselheiro de Bolsonaro reafirma tendência liberal na área econômica e privatizações, mas não de empresas estratégicas

7 de outubro de 2018
23:09
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro, candidato à presidência nas Eleições 2018 - Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Em entrevista à "TV Bandeirantes”, o general Augusto Heleno, conselheiro de Jair Bolsonaro, disse que um governo dele será pautado por três pilares: austeridade, transparência e honestidade.

Para o general, que chegou a ser cogitado para ser vice na chapa com Bolsonaro, os parlamentares terão de modificar seus padrões de conduta regidos pelo “toma lá, dá cá”. Para Heleno, os parlamentares vão estar ao lado de Bolsonaro para que os projetos sejam eficientes. "Temos que acreditar nisso. Os brasileiros que têm o mínimo de patriotismo na alma têm de lutar para isso acabar”, disse ao ser questionado sobre a composição do Congresso e a dificuldade de acabar com a prática da troca de cargos e espaço no governo votos no Congresso.

Segundo o General, o que é básico na economia de um governo Bolsonaro é a tendência liberal dada por Paulo Guedes. Na sequência, Heleno disse que anunciam coisas “absurdas” como o fim do 13º salário. Sobre privatizações, ele reafirmou que empresas de cunho estratégico não serão privatizadas, mas que há outras tantas que dão prejuízo e serão extintas.

Questionado sobre a reforma da Previdência e eventual adoção de idade mínima, Heleno disse que o tema terá de ser discutido amplamente, por ser polêmico e por gerar prejuízos para algumas carreiras e ganhos para outras. O que todos concordam, segundo o general, é que não dá para seguir com a Previdência como está, caminhando para um esgotamento de recursos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O IMPACTO DO VÍRUS

Como o coronavírus pode impactar a economia chinesa

“Agora, crescem as preocupações de que as proibições de viagens em vigor começarão a ter um grande impacto na economia, com alguns falando em queda de um ponto percentual ou mais para o PIB chinês no primeiro trimestre de 2020”, escreveu Edward Moya, analista de mercado sênior da Oanda

REFORMAS

Reformas tributária e administrativa podem ir juntas ao Congresso

Em sua fala, o presidente reafirmou a necessidade de reduzir os impostos e destacou que Estados e municípios têm autonomia e independência para alterar alguns impostos. “Não culpe só a mim”

MAIS CASOS CONFIRMADOS

Novo coronavírus já infectou mais de 2 mil pessoas ao redor do mundo

Também há casos confirmados da doença nos Estados Unidos, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Vietnã, Cingapura, Malásia, Nepal, França e Austrália

MAIS DESINVESTIMENTOS?

Oi contrata Bank of America para acelerar venda de telefonia móvel, diz jornal

De acordo com o jornal O Globo, a companhia espera obter R$ 15 bilhões com o negócio

PENSATA DE DOMINGO

Nunca é tarde para entrar na bolsa. Será?

Hoje quero falar sobre a visão que eu e o Rodolfo compartilhamos para o ano de 2020. E, claro, o que você deve fazer com seus investimentos para chegar à aposentadoria precoce.

CORONAVÍRUS

Xi Jinping alerta para a ‘grave situação’ criada pela disseminação ‘acelerada’ do novo coronavírus

Até agora, as autoridades disseram que a doença já infectou mais de 1.300 pessoas e matou 41. Mas a Comissão Nacional de Saúde anunciou que 237 pacientes estão em condições graves

ECONOMIA

‘Recessão profunda torna retomada lenta’, diz economista do Insper

“Um ponto a se considerar é que, somando com os resultados de 2018, já são quase 1,2 milhão de empregos desde a crise. O mercado de trabalho demorou para responder, porque a recessão foi muito profunda, mas está respondendo”, falou Sergio Fripo

AINDA SOBRE A 'CAIXA-PRETA'

TCU dá 20 dias para BNDES explicar auditoria milionária da ‘caixa-preta’

Após um ano e dez meses focado em oito operações com as empresas JBS, Bertin, Eldorado Brasil Celulose, a auditoria não apontou nenhuma irregularidade

DE OLHO NA VALE

Vale paga multas ao governo mineiro, mas questiona cobranças do Ibama

De acordo com dados da Semad, foram aplicados até o momento 11 autos de infração em decorrência do rompimento da barragem no dia 25 de janeiro de 2019

OLHO NAS STARTUPS

Volume de aportes em startups do País cresce 80% e atinge US$ 2,7 bi em 2019

O número de aportes, por sua vez, cresceu 8,3% na comparação com 2018, mas não bateu recordes – em 2017, foram 263 investimentos no País, mas com valor individual menor, totalizando US$ 905 milhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements