Menu
2019-04-04T11:50:39-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Ainda atinge 12,492 milhões

Desemprego tem leve queda no país no trimestre encerrado em setembro

Renda média real do trabalhador foi de R$ 2.222 no período, alta de 0,6% em relação ao mesmo trimestre do ano passado

30 de outubro de 2018
10:11 - atualizado às 11:50
Carteira de trabalho
Imagem: shutterstock

A taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,9% no trimestre encerrado em setembro, segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (Pnad Contínua) divulgados na manhã desta terça-feira, 30, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No mesmo período do ano passado, a taxa estava em 12,4%. No trimestre encerrado em agosto, o resultado ficou em 12,1%. No trimestre encerrado em junho, a taxa era de 12,4%.

O resultado veio dentro da expectativa do mercado financeiro, que previam algo em torno de 11,70% e 12,30%, segundo "Broadcast", do Estadão.

Entre julho e setembro, o país tinha 12,492 milhões de desempregados. O contingente representa um número 3,7% menor que o registrado no segundo trimestre deste ano, o equivalente a 474 mil pessoas a menos e 3,6% abaixo do mesmo período de 2017, que teve 469 mil desempregados a menos.

A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.222 no trimestre terminado em setembro. O resultado representa alta 0,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ R$ 200,7 bilhões no trimestre encerrado em setembro, alta de 2,2% ante igual período do ano anterior.

*Com Estadão Conteúdo

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies