Menu
2018-09-24T13:40:34-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
De cara nova

O voo mais novo da Azul para cortar gastos

Brasileira contratou americana Azorra Aviation para auxiliar no processo de transição de frota, que tem objetivo de reduzir custos operacionais.

24 de setembro de 2018
8:50 - atualizado às 13:40
Bagagem
Imagem: Shutterstock

A Azul contratou a americana Azorra Aviation para auxiliar em seu processo de transição de frota, anunciou a empresa nesta segunda-feira, 24.

Com isso, a brasileira tem o objetivo de reduzir seus custos operacionais, que neste ano tiveram pouca variação, indo de R$ 1.937 milhões no primeiro trimestre para R$ 1.993 milhões, no segundo.

De acordo com o "Market Insider", a Azul planeja trocar suas aeronaves E1 para a nova geração da Embraer, as E195-E2s.

A Azorra, que tem base em Fort Lauderdale, na Flórida, tem uma longa experiência na venda de jets e já vem auxiliando a Azul nos planos dessa transição.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Negócio fechado

Petrobras assina venda de sua fatia de 50% no campo terrestre de Rabo Branco

O campo teve produção média em 2020 de 131 barris de petróleo por dia (bpd).

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O Fundo Verde e a tragédia grega do Brasil

Ao despertar a fúria de Zeus por ter entregue o fogo do Olimpo aos mortais, Prometeu foi acorrentado e punido: durante o dia, uma águia devorava seu fígado; durante a noite, o órgão se regenerava — um ciclo de tormento eterno. Tragédias gregas, infelizmente, costumam ser úteis ao falarmos sobre o Brasil. Reformas econômicas demandam […]

FECHAMENTO

Commodities amenizam a queda da bolsa, mas exterior negativo e nova crise em Brasília falam mais alto

As commodities mais uma vez tentaram salvar a bolsa brasileira de um dia no vermelho, mas o exterior negativo e a cautela em Brasília falaram mais alto

Presidente otimista

EUA devem ter retomada econômica mais rápida em quase 40 anos, diz Biden

Segundo o democrata, o foco de seu governo se manterá em criar empregos e combater a pandemia de covid-19

Gestão na crise

Brasil vive uma espécie trágica de dia da marmota, diz Verde Asset

Navegar os mercados locais vem sendo uma odisseia extremamente complexa e nada indica que vai melhorar, diz a gestora de Luis Stuhlberger

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies