Menu
2019-11-14T13:05:53-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Na ponta do lápis

Natura, brMalls, Qualicorp, JBS e Via Varejo: os balanços que movimentam os mercados nesta quinta-feira

Resultados das companhias vieram mistos, com dados positivos e negativos para todos os lados. Confira cada um deles

13 de novembro de 2019
19:48 - atualizado às 13:05
Fachada de uma loja da Natura
Imagem: Divulgação

A quinta-feira (14) na bolsa de valores promete ser agitada com os investidores digerindo o finalzinho da temporada de balanços do terceiro trimestre de 2019. No penúltimo dia de resultados, várias empresas apresentaram seus números, entre elas gigantes como a Natura.

Os resultados das companhias vieram mistos, com dados positivos e negativos para todos os lados. Separamos para você as principais métricas financeiras de cada empresa.

Natura

A compra da Avon acabou pesando no resultado trimestral da Natura, que fechou o trimestre com queda de 52% no lucro líquido (já considerando os efeitos na norma IFRS16), a R$ 63,8 milhões. Os analistas de mercado projetavam um lucro bem maior, de R$ 119 milhões, mas a empresa acabou lançando no balanço os R$ 36,5 milhões em despesas com custos não recorrentes para a aquisição da rede de cosméticos norte-americana, como pagamento de profissionais e de financiamentos.

Outros indicadores da Natura vieram positivos quando comparamos as projeções feitas pelos analistas. O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) fechou o trimestre em R$ 548,3 milhões, alta de 37,4% ano a ano e acima dos R$ 432,8 milhões projetados. Na receita líquida, avanço de 7,2% ante o mesmo período do ano passado, alcançando R$ 3,4 bilhões.

Vale ficar de olho no cronograma de incorporação das ações da Avon, também divulgados na noite de quarta-feira e que deve fazer preço nas ações da empresa. Segundo a Natura, o prazo limite para a incorporação será 19 de dezembro de 2019, caso ocorra o exercício do direito de retirada pelos acionistas dissidentes.

  • Lucro líquido ajustado: R$ 63,8 milhões (↓52%)
  • Ebitda: R$ 548,3 milhões (↑37,4%)
  • Receita líquida: R$ 3,473 bilhões (↑7,2%)

brMalls

A administradora de shoppings centers fechou o terceiro trimestre voando e ostentando uma alta de 51,4% no lucro líquido ajustado, que fechou o período em R$ 186,8 milhões. O resultado foi impulsionado sobretudo a um volume maior de receitas vindas de aluguéis de lojas e cobranças de estacionamento. E por falar em receita,  brMalls registrou receita líquida de R$ 328,9 milhões, alta de 5,2% na comparação com o mesmo período do ano passado. Fechando a sequência de números positivos, a empresa teve uma geração de caixa medida pelo Ebitda de R$ 211,7 milhões, número que representa uma alta de R$ 16,8% ano a ano.

  • Lucro líquido ajustado: R$ 186,8 milhões (↑51,4%)
  • Ebitda: R$ 211,7 milhões (↑16,8%)
  • Receita líquida: R$ 328,9 milhões (↑5,2%)

Qualicorp

Outra empresa que veio bem no terceiro trimestre e divulgou balanços na quarta-feira foi a Qualicorp. Os principais números do balanço vieram em linha com as projeções de analistas de mercado, confirmando um período bastante positivo para a companhia. O lucro líquido somou R$ 119,1 milhões, alta de 9% na comparação com o terceiro trimestre de 2018 e praticamente em linha com as estimativas (R$ 125 milhões). Na geração de caixa via Ebitda, crescimento de 11,7%, alcançando R$ 271,5 milhões (acima dos R$ 264 milhões esperados pelo mercado). Já a receita líquida fechou o período em R$ 517,7 milhões, alta de 5,4%.

  • Lucro líquido ajustado: R$ 119,1 milhões (↑9%)
  • Ebitda: R$ 271,5 milhões (↑11,7%)
  • Receita líquida: R$ 517,7 milhões (↑5,4%)

JBS

A JBS saiu de prejuízo para lucro líquido o terceiro trimestre, chegando a R$ 356,7 milhões, ante prejuízo de R$ 133,5 milhões no mesmo intervalo de 2018. A companhia apurou receita líquida de R$ 52,184 bilhões, 5,6% acima. O Ebitda alcançou R$ 5,9 bilhões, aumento de 33,6% sobre o terceiro trimestre do ano passado, com margem de 11,3%, ante 9%. A JBS encerrou setembro com um resultado financeiro líquido que corresponde a uma despesa líquida 95,7% maior do que no terceiro trimestre de 2018, para R$ 3,7 bilhões.

*Mais informações em instantes 

  • Lucro líquido: R$ 356,7 milhões (ante prejuízo de R$ 133,5 milhões)
  • Ebitda: R$ 5,9 bilhões (↑33,6%)

Via Varejo

A Via Varejo registrou um prejuízo de R$ 383 milhões no terceiro trimestre, número mais de 4,5 vezes maior que a perda de R$ 83 milhões apurada no mesmo período de 2018. O Ebitda ficou negativo em R$ 176 milhões, ante resultado positivo de R$ 322 milhões de um ano antes. A receita líquida da Via Varejo no trimestre foi de R$ 6,608 bilhões, queda de 10,7% em um ano.

  • Prejuízo: R$ 383 milhões (ante prejuízo de R$ 83 milhões)
  • Ebitda: negativo em R$ 176 milhões (ante resultado positivo de R$ 322 milhões)
  • Receita líquida: R$ 6,608 bilhões (↑18,4%%)

*Com Estadão Conteúdo 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

A terceira onda. Um novo milagre econômico vem por aí?

Tudo indica que um novo bull market das commodities esteja começando. E, como das outras vezes, isso será extremamente benéfico para o Brasil

Oxford Economics eleva previsão de crescimento do PIB do Brasil em 2020 para 2%

Casa avalia que as recentes tarifas sobre o aço e alumínio brasileiro não devem atrapalhar a recuperação da atividade, que vem ganhando fôlego

Marfrig confirma oferta subsequente de ações que pode somar R$ 3,3 bi

A oferta será primária e inclui um lote secundário, para a venda de ações detidas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES)

BLACK WEEK

MAIS LIDAS: Quem bombou na Black Friday?

Meus vizinhos se empolgaram na Black Friday. E não foram só eles: os números do varejo mostram um crescimento considerável na edição deste ano

Ex-presidente da Bayer no Brasil cria startup de cannabis

Em voo solo, há quase um ano e meio, empresário prepara-se para voltar ao setor, desta vez em um segmento em franco crescimento

Calças curtas

Por que o bilionário Elon Musk tem “pouco” dinheiro

A maior parte do patrimônio do bilionário sul-africano está colocada nos mesmos cavalos. Entenda

E o ano nem acabou!

Fundos imobiliários e ações já têm captação recorde em 2019

Volumes captados por fundos imobiliários e ofertas de ações até novembro deste ano já são os maiores das suas séries históricas, segundo dados da Anbima

DE OLHO NA CARNE

Ministério da Agricultura diz que preço da carne caiu 9% desde início do mês

A ministra Tereza Cristina ressaltou que o preço da proteína está se ajustando e que deve se estabilizar

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

A segunda vida da bolsa

Entre as muitas histórias geniais de Machado de Assis, uma das minhas favoritas é um conto chamado “A Segunda Vida”, sobre um homem que diz ter morrido e voltado para uma nova existência aqui na Terra. O escritor se vale de uma premissa que parece sobrenatural para tratar de um tema bem próximo de todos […]

MARCO DO SANEAMENTO

Para BNDES, não faltam recursos para o Brasil investir no setor de saneamento

Montezano afirmou que o novo marco regulatório do saneamento, que está tramitando no Congresso, vai abrir uma nova fase no banco

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements