Menu
2019-10-14T14:25:17+00:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Caminhos nada convencionais

10 bilionários que abandonaram a faculdade antes de fazer fortunas

Muitas das pessoas mais ricas do mundo não concluíram o ensino superior, e essa condição não foi decisiva para que conquistassem seus objetivos

7 de outubro de 2019
15:14 - atualizado às 14:25
Bill Gates; bilionários
Imagem: Shutterstock

O diploma universitário é sem dúvidas um dos caminhos mais clássicos para conseguir o sucesso profissional e financeiro. Afinal, o conhecimento adquirido nas salas de aula são muito valorizados no mercado e abrem portas para qualquer pessoa, sendo o primeiro passo para os bilionários.

Mas uma coisa que poucos sabem é que nem só de títulos de bacharel um bilionário vive. Pelo contrário, muitas das pessoas mais ricas do mundo sequer concluíram sua educação superior, e isso de fato não foi decisivo para conquistar o lugar que atualmente ocupam.

Nessa lista de 'bilionários sem diploma' tem vários tipos de história. Alguns desistiram da faculdade para se concentrar em suas próprias empresas, como o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg. Já outros foram expulsos por descumprir as regras da faculdade.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

E não pense você que a decisão foi fácil. Muitos ricaços abandonaram um grupo seleto de universidades, da badalada Harvard à UCLA, o sonho de consumo de muita gente.

O site Business Insider separou alguns dos principais casos de bilionários que abandonaram suas faculdades para fazer fortuna pelo mundo. Confira.

1. Ralph Lauren

Ralph Lauren

Um dos estilistas mais conceituados do mundo abandonou o Baruch College, do The City College de Nova York, para fundar sua própria empresa de moda. Começou vendendo gravatas enquanto trabalhava em um escritório no Empire State Building. Lauren atualmente ostenta um patrimônio líquido de US$ 5,8 bilhões.

2. Jan Koum

Jan Koum

Um dos fundadores do WhatsApp, Koum abandonou a San Jose State University. De acordo com a Business Insider, antes de fundar a rede social ele trabalhou no Yahoo por nove anos. Atualmente com 43 anos, ele possui um patrimônio líquido estimado em US$ 10 bilhões.

3. Mark Zuckerberg

Mark Zuckerberg, fundador de CEO do Facebook

Sem dúvidas essa é a história mais conhecida dessa lista, que inclusive já virou enredo de filme. O fundador do Facebook deixou Harvard quando estava no segundo ano para focar em uma ferramenta que, anos depois, seria a maior rede social do mundo. O empresário, um dos mais ricos do mundo e hoje com 35 anos, tem um patrimônio líquido de US$ 66 bilhões.

4. Sheldon Adelson

Sheldon Adelson

O CEO do Las Vegas Sands, grupo norte-americano de cassinos e resorts, deixou para trás uma vaga no City College de Nova York. O curioso é que Adelson ficou rico com outro tipo de negócio que não os cassinos: ele fundou uma empresa chamada COMDEX, que organizava feiras comerciais focadas em tecnologia. A empresa foi vendida ao SoftBank em 1995 por US$ 862 milhões. Hoje com 86 anos, Adelson tem um patrimônio líquido estimado de US$ 33,1 bilhões.

5. Ted Turner

Ted Turner

O fundador de uma das maiores redes de televisão do mundo, a CNN, Turner carrega consigo uma história inusitada. Sua saída da Brown University antes da formatura não foi por opção, mas sim por ter permitido que sua namorada morasse com ele em seu dormitório. O homem de 80 anos tem hoje um patrimônio líquido de US$ 2,2 bilhões.

6. David Geffen

David Geffen

Quem assiste as animações da DreamWorks pode não ter ideia da história que leva um de seus fundadores. Geffen, que chegou a mentir uma formatura na UCLA para mentir um emprego, na verdade desistiu de uma vaga na Universidade do Texas. Antes de fundar a DreamWorks, ele trabalhou como agente de talentos na William Morris. Hoje, com 76 anos, é o homem mais rico de Hollywood e possui nada menos do que US$ 8,4 bilhões em suas contas.

7. Michael Dell

Quando era estudante da Universidade do Texas, Dell passava o tempo livre aprimorando computadores e comercializando esses produtos em seu dormitório. Em apenas um mês, ele conseguiu US$ 180 mil e nunca mais pisou na faculdade. Hoje com 54 anos ele tem um patrimônio líquido atual estimado de US$ 30,6 bilhões.

8. Bill Gates

Não é todo dia que alguém recusa uma vaga em Harvard, mas o caso do fundador da Microsoft está aí para provar o contrário. Depois de dois anos estudando em uma das mais conceituadas universidades do mundo, Gates abandonou tudo e foi se dedicar à empresa que anos depois seria uma das referências mundiais quando o assunto é tecnologia. E o negócio rendeu: hoje com 63 anos, ele possui um patrimônio de US$ 102 bilhões.

9. Travis Kalanick

Travis Kalanick

O co-fundador e ex-CEO da Uber chegou a estudar engenharia da computação na UCLA, mas abandonou tudo para trabalhar no Scour. Depois que a empresa faliu, Kalanick fundou uma companhia de software para redes chamada Red Swoosh, que posteriormente foi vendida para a Akamai por US$ 23 milhões em 2007. Parte dessa grana foi gasta com um ano de viagens pelo mundo antes que o empresário fundasse a Uber. Hoje, ele conta com um patrimônio de US$ 3,7 bilhões.

10. Larry Ellison

Larry Ellison, fundador da Oracle

Uma desistência é pouco! Um dos homens mais ricos do mundo e fundador da Oracle se matriculou na Universidade de Illinois após o ensino médio, mas desistiu durante o segundo ano com a morte de sua mãe adotiva. Em seguida, Ellison chegou a completar um semestre na Universidade de Chicago. Hoje com 75 anos, ele tem um patrimônio líquido de US$ 63 bilhões.

*Com informações da Business Insider.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Vitória do governo

Câmara aprova texto-base da MP que reformula estrutura do Executivo

No início da votação, o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro que vive uma crise interna, obstruiu a tramitação e tentou esvaziar o quórum do plenário

Investigação

CVM aplica R$ 82 milhões em multas em esquema intermediado por Cruzeiro do Sul

Inquérito aberto em 2010 pela xerife do mercado de capitais identificou prejuízos milionários a fundos de pensão de estatais como Copel, Eletronuclear, Correios e Cedae

Em meio à crise

Líder do PSL na Câmara diz que partido não vai expulsar nenhum parlamentar

Delegado Waldir negou também que vá haver qualquer retaliação do partido em relação ao governo do presidente Jair Bolsonaro

Perto do fim

CCJ do Senado marca reunião para analisar emendas do 2º turno da reforma da Previdência

Até o momento, senadores apresentaram nove sugestões de alteração, que mexem na redação da proposta

Seu Dinheiro na sua noite

Quando a realidade se impõe

Groucho Marx dizia que jamais faria parte de um clube que o aceitasse como sócio. Durante muito tempo os brasileiros trataram erroneamente a bolsa de valores como o tipo de clube desprezado pelo lendário comediante. Mas essa realidade começa a mudar. Quem decidiu ingressar no clube da renda variável no início do ano obteve um […]

De olho no gráfico

S&P vai, não vai, fez que vai…

Apesar da recente alta em um dos principais índices da bolsa de Nova York, Fausto Botelho ainda projeta um ciclo de queda

Dados do Tesouro

União honra R$ 442,6 milhões e dívidas de governos estaduais em setembro

Nos primeiros nove meses de 2019, o governo federal precisou desembolsar R$ 5,695 bilhões para honrar dívidas garantidas pela União de quatro Estados

Papo reto

Para Sabesp, metas definidas pelo relator no marco do saneamento são difíceis de atender

Entre os pontos tidos como difíceis de cumprir está o limite de 25% para subdelegações pelo prestador de serviços

Falando em projetos...

Na reforma da Previdência dos militares, contribuições devem aumentar mais rápido que o proposto pelo governo

Segundo relatório da Câmara, a cobrança que hoje é de 7,5% passará a 9,5% já no ano que vem, chegando a 10,5% em 2021

Gestoras

JGP lista 6 fatores que devem impulsionar a economia e empurrar a bolsa para cima em 2020

Gestora acredita que migração de renda fixa para ações vai continuar dando força ao Ibovespa. Carta de setembro também faz uma defesa do teto de gastos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements