Menu
2019-05-04T13:50:45+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
lenda viva

As previsões do bilionário Warren Buffett: criptomoedas, ‘terra-planistas’ e a própria morte

Site reúne uma série de “previsões” que o investidor americano fez nas últimas décadas; ele acertou a maior parte

22 de abril de 2019
14:36 - atualizado às 13:50
Warren_Buffett
Imagem: Wikimedia commons

O lendário investidor e filantropo norte-americano Warren Buffett sabe como poucos fazer previsões. É o que defende o site Business Insider, que reuniu uma série de declarações e escritos do bilionário sobre assuntos que ainda não tinham um futuro certo.

Entre as previsões furadas de Buffett estão o fim das criptomoedas e até mesmo a sua própria morte (ufa!). Mas bem que ele acertou que a varejista Sears iria à falência. Veja algumas previsões de Buffett:

O fim das criptomoedas

Criptomoedas é um exemplo. Buffett disse, em entrevista à CNBC em janeiro de 2018, que as moedas não prosperariam, embora não soubesse dizer quando nem como elas teriam um destino não muito animador.

À época da sua declaração, o bitcoin era comercializado acima de US$14.000. Já no final daquele ano, a valor da criptomoeda estava em US$4.000 — agora está a $5.200.

A Terra é plana?

Se 2018 parece muito recente para uma previsão, saiba que em 1984 — ainda distante de uma internet popularizada como conhecemos hoje — Buffet disse que prosperaria o discurso de "terra-planistas" — pessoas que acreditam que o planeta Terra é plano.

O bilionário afirmou, em um discurso na Columbia Business School, que no futuro teríamos um avanço tecnológico estrondoso a ponto de termos naves ao redor do globo, ao mesmo tempo em que a Flat Earth Society (Sociedade da Terra Plana) floresceria.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Um segundo cometa Halley

Na mesma década, em 1985, Buffet disse a acionistas da Berkshire Hathaway — holding dirigida por ele — que a passagem do cometa Halley era como a porcentagem de ganho que ele havia acabado de presenciar na própria empresa: não seria vista novamente em vida por ele.

À época, o patrimônio líquido da companhia havia crescido 48,2%.

Mas Buffett estava errado quanto a esse futuro. Em 1998, o patrimônio líquido da Berkshire Hathaway cresceu 48,3%, após a empresa emitir ações para aquisição.

Buffet também fez previsões para a rede de varejo americana Sears. Ele falou para alunos da Universidade do Kansas em 2005 que o presidente da empresa Eddie Lampert lutaria para revitalizar a cadeia de lojas e alertou que rivais como Walmart e Costco poderiam prejudicar a Sears — que foi adquirida pela Kmart.

O que de fato aconteceu: a Sears entrou em recuperação judicial em outubro. Mas recentemente o presidente da empresa conseguiu comprar a varejista de 126 anos e retirá-la da beira da falência.

Ainda a Berkshire Hathaway

Também nos anos 1980, Buffett disse aos acionistas da Berkshire Hathaway que eles esperavam manter suas três principais holdings: Capital Cities / ABC, Inc., Geico Corporation e The Washington Post.

"Mesmo que esses títulos pareçam superfaturados, não anteciparíamos sua venda, assim como não venderíamos o See's ou o Buffalo Evening News, caso alguém nos oferecesse um preço acima do que acreditamos que essas empresas valham", disse.

O que de fato aconteceu: Mas Buffett não resistiu e a Berkshire Hathaway vendeu sua participação na Capital Cities / ABC para a Walt Disney Company em 1996. Ele também se desfez da participação de 28% da empresa no The Post para a Graham Holdings, em um negócio avaliado em mais de US $ 1,1 bilhão em 2014.

A família Graham vendeu o The Post para o CEO da Amazon, Jeff Bezos, em um acordo de US $ 250 milhões em 2013.

Freddie Mac para sempre... #sóquenão

Buffett comprou uma participação na companhia hipotecária Freddie Mac em 1988 e disse em sua carta anual aos investidores da Berkshire Hathaway que ele esperava segurar suas ações no longo prazo e até mesmo "para sempre".

O que aconteceu: ele vendeu praticamente todas as suas ações na companhia em 2000 e se livrou de ficar com o mico na mão. A empresa foi um dos pivôs da crise do subprime nos EUA no fim dos anos 2000.

O dia da sua morte

Em 2006, Buffet escreveu que sua expectativa era viver mais 12 anos. Uma previsão que errou. Ele ainda está vivo e, até onde se sabe, bem de saúde.

*Com informações da Business Insider

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Nas ruas do país

Atos pró-Bolsonaro chegam a 93 municípios de 25 Estados e DF

Em São Paulo, a manifestação a favor do governo ocorre na Avenida Paulista e os participantes estão distribuídos por sete quarteirões

Entrevista

“Reforma tem boa chance de passar. Talvez não no prazo ideal”, diz Pedro Parente

Ex-ministro e atual presidente da BRF, Parente vê com naturalidade a atual desarticulação entre o presidente Jair Bolsonaro e o Congresso

Dia de manifestações

Bolsonaro posta no Twitter vídeos de atos pró-governo

A conta do presidente na rede social trouxe três vídeos de manifestantes nas cidades do Rio de Janeiro, em São Luís, no Maranhão, e em Juiz de Fora, no interior de Minas

Trabalho para os liberais

Kleber Bambam e o twitter de Bolsonaro: por que a economia não sai do paredão?

Para Adolfo Sachsida, secretário de política econômica do Ministério da Economia e fã do Big Brother Brasil, problema está no desajuste fiscal herdado das gestões petistas, e não nas polêmicas do Twitter

Das redes ao asfalto

Manifestações nas ruas testam apoio a Bolsonaro

Receio da equipe de Bolsonaro é de que, se não houver uma adesão de peso às manifestações, isso seja interpretado como um sinal de perda de popularidade

Armas

Novo decreto de Bolsonaro mantém brecha para compra de fuzis

Governo mudou texto para evitar venda de fuzis a civis, que fez as ações da Taurus dispararem na semana passada. Mas Procuradoria diz que novo decreto mantém essa possibilidade

Cannabusiness

O dia não tão distante em que os supermercados americanos venderão produtos feitos com planta de maconha

Todos querem sua fatia de uma indústria que deve ultrapassar os US$ 2 bilhões nos EUA até o próximo ano, uma vez que pesquisas vêm mostrando que os consumidores estão dispostos a pagar preços mais altos pelos produtos

Reduzindo os gargalos

Judiciário prepara pacote de medidas para acelerar recuperações judiciais

Em média, em São Paulo, são 567 dias (cerca de um ano e meio) entre a Justiça aceitar o pedido de recuperação de uma empresa e apreciar o plano de reestruturação

Seu Dinheiro no sábado

MAIS LIDAS: Esse filme eu já vi

Na semana em que o futuro pareceu repetir o passado, o assunto mais comentado não podia ser outro: o tsumani político que varreu Brasília. O enredo que incluiu derrotas do governo no Congresso, investigações do Ministério Público, manifestações de rua e investidores à beira de um ataque de nervos de fato me trouxe recordações recentes, […]

Pague pelo celular

Após avanço do Itaú, Mercado Pago amplia parcerias com lojas para pagamentos instantâneos

Empresa do site Mercado Livre fecha parceria com redes de farmácia e de alimentos para aceitar pagamentos pelo sistema de “QR Code”, que agora entrou na mira do Itaú

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements