🔴 [EVENTO GRATUITO] COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE AQUI

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
CÉU NORTE-AMERICANO

Embraer (EMBR3) fecha negócio de mais de US$ 7 bilhões com American Airlines e ação sobe na B3; confira os detalhes do acordo

A empresa recebeu uma encomenda de até 133 jatos E175 da companhia norte-americana, com 90 pedidos firmes

Camille Lima
Camille Lima
4 de março de 2024
14:27 - atualizado às 7:52
Embraer (EMBR3)
Embraer (EMBR3) - Imagem: Divulgação

Os céus norte-americanos serão ocupados por ainda mais aeronaves brasileiras. A Embraer (EMBR3) acaba de anunciar um acordo bilionário com a American Airlines.

A companhia recebeu uma encomenda de até 133 jatos E175, considerados a “espinha dorsal” da Embraer nos Estados Unidos. No total, são 90 pedidos firmes e direito de compra de outras 43 aeronaves do mesmo modelo.

Se todos os direitos de aquisição forem exercidos, o negócio deve superar o valor de US$ 7 bilhões, considerando o preço de tabela dos jatos.

De acordo com a companhia, o valor referente aos pedidos firmes será incluído na carteira de pedidos da Embraer no primeiro trimestre de 2024.

Vale destacar que o E175 é um dos modelos mais populares na região dos Estados Unidos e atingiu uma participação de mercado de 88% no segmento desde 2013, com 837 aeronaves vendidas — incluindo as 90 encomendadas já confirmadas hoje.

Após o anúncio do negócio, as ações da Embraer (EMBR3) passaram a reagir em alta na bolsa brasileira na tarde desta segunda-feira (04). Os papéis fecharam o dia em alta de 4,33%, negociados a R$ 27,00.

O negócio da Embraer (EMBR3) e American Airlines

Essa não é a primeira vez que a American Airlines compra os aviões da família E175 da Embraer (EMBR3). 

Em junho do ano passado, a companhia norte-americana assinou contrato para a compra de sete novos jatos, que seriam operados pela subsidiária Envoy Air. Já em outubro de 2023, a empresa encomendou outras quatro aeronaves

“Este é o maior pedido de E175 já realizado pela American Airlines e agradecemos a contínua confiança em nossos produtos e pessoas”, afirma Arjan Meijer, CEO da Embraer Aviação Comercial, em nota.

Segundo o comunicado à imprensa, as aeronaves da Embraer (EMBR3) serão fabricadas na configuração padrão de duas classes da American Airlines, com 76 assentos.

“Este pedido continuará a fortalecer nossa frota com as mais novas e mais eficientes aeronaves, para seguirmos oferecendo aos nossos clientes a melhor malha aérea, com confiabilidade operacional recorde”, disse o CEO da American Airlines, Robert Isom.

A American Airlines pretende aposentar todas as suas aeronaves com capacidade de até 50 assentos, em classe única, até o fim de 2030.

Isso porque um dos objetivos da companhia norte-americana é operar aeronaves regionais de cabines maiores e configuradas em duas classes para passar a servir os mercados de menor e médio porte enquanto também atende a sua malha aérea global. 

A expectativa é que os jatos regionais com duas classes de cabine passem a dominar a frota regional da American Airlines assim que as entregas das aeronaves E175 da Embraer forem concluídas.

Além dos jatos da Embraer, a American Airlines ainda encomendou 85 aeronaves da Airbus do modelo A321neo e 85 aviões 737 MAX 10 da Boeing. Os pedidos também incluem opções e direitos de compra para mais 150 aviões.

Compartilhe

RESULTADO DO LEILÃO

Teste para a Sabesp? Em primeira privatização de Tarcísio, fundo arremata Emae por R$ 1 bilhão

19 de abril de 2024 - 19:51

Com ágio de 33,68%, o fundo arrematou a estatal e passará a gerir um ativo com 906 megawatts (MW) em geração hidrelétrica

RECUOU?

A explicação do ex-conselheiro da Vale (VALE3) após a acusação de interferência do governo na mineradora

19 de abril de 2024 - 19:41

O assunto voltou à tona na resposta a um ofício da CVM, que solicitou esclarecimentos sobre as recentes declarações de José Luciano Eduardo Penido

POR DENTRO DA OPERAÇÃO

Tchau, Vale (VALE3)? Por que a Cosan (CSAN3) vendeu 33,5 milhões de ações da mineradora

19 de abril de 2024 - 19:28

A Cosan também quitou R$ 2 bilhões do saldo remanescente do endividamento e liquidação dos derivativos atrelados às ações da Vale

Cura até coração partido

E agora, Ozempic? Caneta emagrecedora Zepbound se mostra promissora no tratamento da apneia do sono

19 de abril de 2024 - 18:45

De acordo com dados preliminares de ensaios clínicos, a Zepbound foi mais eficaz que um placebo na redução da gravidade da apneia obstrutiva do sono

REPORTAGEM ESPECIAL

Petz (PETZ3) mira fórmula “Raia Drogasil” em fusão com a Cobasi, mas mercado ainda é cético com modelo de negócios

19 de abril de 2024 - 15:35

Fundador da Petz, Sergio Zimerman falou sobre a fusão em teleconferência com analistas, que não contou com a presença de ninguém da Cobasi

RECICLAGEM DE ATIVOS

Log (LOGG3) garante mais de R$ 500 milhões para o caixa com nova venda de galpões para fundo do BTG

19 de abril de 2024 - 10:57

Vale relembrar que o FII foi criado justamente para investir nos imóveis da companhia e já havia comprado cinco outros galpões da Log no ano passado

NEGÓCIO ANIMAL

Petz (PETZ3) e Cobasi selam acordo para fusão que cria gigante do mercado pet; ações disparam mais de 40% na abertura na B3

19 de abril de 2024 - 8:19

Juntas, Petz e Cobasi formarão rede de 483 lojas e faturamento de aproximadamente R$ 6,9 bilhões. Cada rede terá 50% do negócio combinado

NA QUINTA TENTATIVA

Credores aprovam plano de recuperação judicial da Oi (OIBR3) após assembleia se estender até madrugada; veja detalhes

19 de abril de 2024 - 7:17

O documento obteve o aval de 79,87% dos credores presentes no encontro desta quinta-feira (18)

DINHEIRO NO BOLSO

CCR (CCRO3) e Vibra (VBBR3) anunciam mais de R$ 1,2 bilhão em dividendos; confira o cronograma de pagamento de cada uma das companhias

18 de abril de 2024 - 18:32

O maior valor será distribuído pela Vibra, que pagará R$ 676 milhões em duas parcelas; já a CCR depositará R$ 536 milhões na conta dos acionistas

O 'X' DA QUESTÃO

Dividendos da Petrobras (PETR4): governo pode surpreender e levar proposta de pagamento direto à assembleia, admite presidente da estatal

18 de abril de 2024 - 18:03

Jean Paul Prates admitiu a possibilidade de que o governo leve uma proposta de pagamento diretamente à assembleia de acionistas

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar