🔴 EVENTO GRATUITO: COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE

Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
ENTREVISTA COM O GESTOR

Fundo imobiliário GARE11 anuncia novo aumento de dividendos; confira os planos do gestor para manter os proventos em alta

De acordo com Gustavo Asdourian, o plano é buscar novas oportunidades para vender ativos da carteira do FII comprados a preços mais baixos com lucro

Larissa Vitória
Larissa Vitória
27 de março de 2024
19:01 - atualizado às 19:02
Miniatura de casa e moedas com uma seta apontada para cima que representa a alta das cotas ou dividendos de fundos imobiliários
As cotas de fundos imobiliários são negociadas em bolsa e podem sofrer flutuações diárias - Imagem: Tinnakorn Jorruang/iStock

A semana da Páscoa está cheia de boas notícias para quem investe no Guardian Real Estate (GARE11). Dois dias após anunciar a compra de mais de duas dezenas de imóveis, o fundo imobiliário voltou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) com mais uma novidade: um aumento nos dividendos.

O FII deve distribuir R$ 0,087 por cota em abril. A cifra é superior à paga em março e está dentro da projeção divulgada no início do mês. Por falar no guidance, a estimativa anterior, que estava entre R$ 0,084 a R$ 0,087 por cota, foi positivamente "recalibrada", para R$ 0,085 a R$ 0,088 por cota.

A mudança ocorre após o GARE11 acordar os termos para as aquisições já citadas e concluir a venda do complexo logístico BRF Salvador por R$ 280 milhões. Sócio fundador da Guardian, a gestora do fundo, Gustavo Asdourian, destaca, em entrevista ao Seu Dinheiro, que esse último negócio deu um lucro muito relevante, calculado em R$ 51 milhões, e garantirá proventos fartos no curto e médio prazo.

“Como fizemos a venda de forma parcelada, esse lucro será reconhecido ao longo do tempo. Teremos um resultado acumulado para manter o nível alto de dividendos por cerca de dois anos”, diz Asdourian.

GARE11 deve seguir reciclando ativos

Mas, mesmo com uma distribuição elevada já garantida, a gestão não deve parar de buscar maneiras de gerar ainda mais ganhos aos cotistas.

De acordo com Asdourian, o plano é buscar novas oportunidades para vender ativos da carteira do FII comprados a preços mais baixos — ou com contratos já maduros em termos de reajustes de preços — com lucro. 

Essa estratégia de reciclagem do portfólio ganhou um reforço nesta semana com a aquisição de 21 lojas do Pão de Açúcar e do Grupo Mateus. O “pacote”, que totaliza 140 mil metros quadrados em Área Bruta Locável (ABL), é formado por 20 ativos de renda urbana e um de logística. 

A compra marca a ampliação na tese do fundo — que anteriormente era chamado de Guardian Logística (GALG11) e, como indica o nome, focava nesse segmento. E, conforme conta o gestor, facilita também a prospecção de oportunidades no mercado.

“Antes, o fundo só tinha grandes galpões como o da BRF, e é difícil encontrar alguém com um alto volume de recursos para reciclar a carteira. Agora, com diversas lojas de renda urbana a um valor proporcionalmente menor, fica bem mais fácil.”

Prova disso é que a gestora já tem propostas avançadas para vender três das lojas que entrarão no portfólio, com lucro na casa dos 20%.

Vem oferta de cotas por aí?

Além das potenciais alienações, o fundo também pode anunciar compras no futuro próximo. Ainda segundo o gestor, há negociações avançadas para trazer mais ativos de renda urbana e logística para o portfólio.

Perguntado se o pipeline de potenciais aquisições, que já supera os R$ 750 milhões, pode fazer com que o fundo imobiliário anuncie uma nova emissão de cotas, Asdourian diz que não descarta a hipótese de voltar ao mercado.

Vale relembrar que o GARE11 realizou uma oferta no ano passado. Com alta demanda, a operação superou a previsão inicial de captação de R$ 500 milhões e levantou R$ 625 milhões para os cofres do FII — dinheiro que foi utilizado para bancar a aquisição desta semana.

A Selic em queda contribui bastante para o aquecimento do mercado de fundos de tijolo. Principalmente no nosso caso, em que o dividendo está em um nível elevado e acima do CDI, a tendência é que a cota tenha um bom desempenho, o que favorece uma emissão. Não temos nada previsto para o curtíssimo prazo, mas enxergamos o ano como positivo para novas captações e é claro que vamos querer aproveitar quando tivermos oportunidade

Gustavo Asdourian, Guardian

Compartilhe

DESTAQUES DA BOLSA

Exame bem feito: Fleury (FLRY3) acerta o diagnóstico com aquisição milionária e ações sobem 4%

23 de abril de 2024 - 14:04

A aquisição marca a entrada do Grupo Fleury em Santa Catarina com a estratégia B2C, o modelo de negócio direto ao consumidor

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa recua com pressão de Vale (VALE3) na véspera do balanço; dólar cai após dados nos EUA

23 de abril de 2024 - 7:06

RESUMO DO DIA: O Ibovespa até começou a semana com o pé direito, mas hoje faltou impulso para sustentar a continuidade de ganhos da véspera O Ibovespa fechou com queda de 0,34%, aos 125.148 pontos. O dólar à vista segue enfraquecido e terminou o dia a R$ 5,1304, com baixa de 0,74%. Por aqui, o […]

SEM PARAR

A bolsa nunca mais vai fechar? O plano da Bolsa de Valores de Nova York para negociar ações 24 horas por dia, sete dias da semana

22 de abril de 2024 - 17:22

O tema esquentou nos últimos anos por conta da negociação de criptomoedas e também por concorrentes da Nyse, que tentam registro para funcionar sem intervalo

EXCLUSIVO

Gestor do Quasar Agro (QAGR11) acusa Capitânia de “estratégia predatória” em disputa sobre FII com mais de 20 mil cotistas na B3 

22 de abril de 2024 - 13:32

A Capitânia solicitou no mês passado uma assembleia para discutir uma possível troca na gestão do fundo imobiliário

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Com Petrobras (PETR4) e Wall Street, Ibovespa fecha em alta; dólar cai e volta para o nível abaixo de R$ 5,20

22 de abril de 2024 - 6:54

RESUMO DO DIA: A Petrobras (PETR4) deu o tom do pregão mais uma vez e impulsionou o principal índice a bolsa brasileira, mas sem desprezar o apoio de Wall Street. O Ibovespa fechou em alta de 0,36%, aos 125.573 pontos. Já o dólar seguiu a trajetória de queda e fechou a R$ 5,1687, com baixa […]

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: Inflação é destaque no Brasil e nos Estados Unidos na mesma semana dos balanços das ‘big techs’

22 de abril de 2024 - 6:20

Também nos EUA serão publicados dados do PIB do primeiro trimestre e diversos outros indicadores, como pedidos de bens duráveis e a balança comercial norte-americana

BOLSA NA SEMANA

Petz (PETZ3) zera as perdas do ano enquanto CVC (CVCB3) despenca quase 15% — veja o que foi destaque na bolsa na semana

20 de abril de 2024 - 12:50

Ibovespa teve uma sequência de seis quedas com a disparada do dólar em meio às incertezas sobre os juros nos EUA

APERTA O PLAY!

Barril de pólvora — e inflação. Como o conflito no Oriente Médio e os juros nos EUA mexem com a bolsa e o dólar

20 de abril de 2024 - 11:02

O podcast Touros e Ursos recebe João Piccioni, CIO da Empiricus Gestão, para comentar a escalada das tensões entre Irã e Israel e a pressão inflacionária nos EUA

VOLTOU ATRÁS

Vitória dos acionistas? Petrobras (PETR4) pode distribuir parte dos dividendos extraordinários após sinal verde de Lula

20 de abril de 2024 - 9:58

O pagamento dos proventos foi aprovado pelo conselho de administração e deve ser votado na assembleia geral na próxima semana

Market Makers

Vale (VALE3) é a mais barata do setor de mineração e sai ganhando com futuro promissor do minério de ferro

19 de abril de 2024 - 13:46

Eu, Matheus Soares, enxergo um grande potencial na commodity independentemente da crise de sua maior exportadora: a China — e a mineradora brasileira sai ganhando com isso

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar