🔴 MELHORES MOMENTOS DO MACRO SUMMIT BRASIL 2024 – ASSISTA AQUI

Ana Carolina Neira
Ana Carolina Neira
Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero com especialização em Macroeconomia e Finanças (FGV) e pós-graduação em Mercado Financeiro e de Capitais (PUC-Minas). Com passagens pelo portal R7, revista IstoÉ e os jornais DCI, Agora SP (Grupo Folha), Estadão e Valor Econômico, também trabalhou na comunicação estratégica de gestoras do mercado financeiro.
EM EXPANSÃO

Com ambição de dobrar de tamanho, Vamos (VAMO3) compra a Tietê Veículos por R$ 331,4 milhões

Aquisição será paga em três parcelas e promete aumentar presença da Vamos (VAMO3) em São Paulo

Ana Carolina Neira
Ana Carolina Neira
6 de abril de 2023
9:37 - atualizado às 12:41
Caminhões do Grupo Vamos (VAMO3) dispostos em um estacionamento
Imagem: Grupo Vamos

A Vamos (VAMO3) tem um objetivo claro e ambicioso de dobrar de tamanho no país, especialmente com a popularização da locação de caminhões no Brasil. Como parte desse plano, a empresa acaba de anunciar a compra da Tietê Veículos por R$ 331,4 milhões.

Com a compra, a Vamos vai ser dona de 63 concessionárias de caminhões em pelo menos 12 estados brasileiros e deve adicionar R$ 542 milhões de faturamento à sua receita bruta de locação de veículos e equipamentos.

A meta da Vamos é ter 100 mil ativos sob gestão até 2025.

Segundo o documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Tietê possui três lojas nas cidades de São Paulo, Campinas e Guarulhos (SP), o que deve aumentar a presença da Vamos no estado.

  • Ainda tem dúvidas sobre como fazer a declaração do Imposto de Renda 2023? O Seu Dinheiro preparou um guia completo e exclusivo com o passo a passo para que você “se livre” logo dessa obrigação – e sem passar estresse. [BAIXE GRATUITAMENTE AQUI]

A Vamos também aponta que a operação será paga em três parcelas, sendo uma delas paga já no fechamento do negócio no valor de R$ 174,7 milhões. As outras duas parcelas serão quitadas em até dois anos.

Vale lembrar que a conclusão da compra depende da aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Em relatório, o Santander aponta que o pagamento integral da aquisição afetará a alavancagem da Vamos em 2023 em aproximadamente 0,1 vez a dívida líquida sobre o Ebitda (Lucro antes de juros, taxas, depreciação e amortização), que iria para 3,2 vezes.

"Se o mercado reavaliar totalmente o negócio adquirido para o valor atual conforme os múltiplos de negociação da Vamos, estimamos uma criação de valor de R$ 130 milhões (~1% de valor de mercado atual)", escrevem os analistas.

Eles informam, ainda, que não enxergam uma reclassificação completa como justa, dada a maior volatilidade dos lucros do negócio de concessionárias.

A equipe do Santander acrescenta que a compra da Tietê fortalece a posição da Vamos no mercado, além de aumentar o potencial de vendas cruzadas em segmentos como customização e de beneficiar o Grupo Simpar — holding controladora da companhia.

A trajetória da Vamos (VAMO3)

Essa sede de crescimento da Vamos (VAMO3) tem relação com uma trajetória que acabou virando exceção na bolsa brasileira nos últimos tempos. Entre as 75 empresas que fizeram IPO na B3 entre 2019 e 2021 — de lá para cá, não houve novas aberturas de capital —, a empresa é a que tem o melhor desempenho.

Assim, ela é um dos poucos destaques positivos em uma safra particularmente problemática de novatas no mercado brasileiro.

Neste ano, as ações VAMO3 recuam 3,48%, enquanto a baixa nos últimos 12 meses é de 1,58%. Mas, desde o IPO, o papel saltou 62,4% se considerado o fechamento de quarta-feira (5).

De acordo com dados compilados pela plataforma TradeMap, das nove recomendações para o ativo, todas são de compra.

Compartilhe

VITÓRIA!

Prio (PRIO3) fica com 100% de Wahoo: como a vitória deve aumentar a produção da petroleira; ações sobem na bolsa

12 de abril de 2024 - 13:05

A empresa recebeu uma decisão favorável da Câmara de Comércio Internacional em um processo arbitral relacionado à concessão BM-C-30, no campo de Wahoo

REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDAS

Light (LIGT3) assina acordos com credores, em novo passo em direção ao fim da recuperação judicial; ações caem na B3

12 de abril de 2024 - 11:46

Foram celebrados dois acordos com credores e debenturistas envolvendo as subsidiárias Light Sesa e Light Energia; entenda o que vem pela frente

ENGORDOU O PATRIMÔNIO

CEO da Nvidia fica quase R$ 3 bilhões mais rico em um dia. Conheça o bilionário que quase dobrou de fortuna em 2024

11 de abril de 2024 - 18:03

Jensen Huang é a 19º pessoa mais rica do planeta, de acordo com a revista Forbes, com um patrimônio avaliado em US$ 79,5 bilhões (R$ 404 bilhões)

ENTENDA O CASO

Justiça embarga obras de complexo bilionário da JHSF (JHSF3) no interior de São Paulo

11 de abril de 2024 - 16:01

A decisão aconteceu após pedido do Ministério Público, que afirma que a JHSF e outras duas companhias burlaram regras de licenciamento ambiental

DESISTIU DA BATALHA?

Gafisa (GFSA3): Esh Capital diminui participação após perder disputa sobre assembleia; ações caem 6% na B3

11 de abril de 2024 - 11:24

A gestora de Vladimir Timerman reduziu a participação na Gafisa de 20% para 4% do capital

FOI DADA A LARGADA

Oferta de ações da Boa Safra (SOJA3): companhia pretende levantar até R$ 388 milhões com nova emissão

11 de abril de 2024 - 9:48

Empresa pretende usar os recursos para expandir o negócio de armazenamento; controladores se comprometeram a colocar dinheiro novo na oferta

VOO DE FRANGO?

BRF (BRFS3) volta a ser empresa “de dono” e mais que dobra de valor na B3. O que está por trás da disparada — e o que esperar das ações

11 de abril de 2024 - 6:13

Agora “oficialmente” sob controle da Marfrig, BRF acumula alta de mais de 170% em 12 meses na B3; saiba o que os analistas pensam da empresa de proteínas

DINHEIRO NO BOLSO

Santander (SANB11) vai depositar R$ 1,5 bilhão na conta dos acionistas; saiba mais sobre os proventos anunciados pelo banco

10 de abril de 2024 - 18:37

Terá direito ao provento quem estiver na base de investidores do banco ao final do pregão de 19 de abril

PISOU NO ACELERADOR

Cury (CURY3) inicia o ano lançando quase R$ 2 bilhões e executivo diz por que a construtora foi na contramão do mercado

10 de abril de 2024 - 18:24

De acordo com Leonardo Mesquita, vice-presidente comercial da construtora, a decisão de lançar mais no início do ano já é adotada há alguns anos e tem um propósito

CHIPS DE IA

Após prejuízo bilionário, Intel promete lançamento de chip “mais rápido que o da Nvidia” para acirrar disputa em inteligência artificial

10 de abril de 2024 - 18:17

A companhia lançou nesta semana um novo semicondutor voltado para IA que promete oferecer “melhorias significativas de desempenho para tarefas de treinamento”

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies